conecte-se conosco


"UMA VERGONHA"

Auxílio emergencial pode ter sido pago a mais de 10 mil servidores de 388 cidades do Paraná

Publicados

em

Uma investigação feita pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) e a Controladoria-Geral da União (CGU) identificou, por meio do cruzamento de dados, que mais de 10 mil servidores, de 388 prefeituras, podem ter recebido o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal. O montante equivale a R$ 7.319.400,00.

Não está afastada, no entanto, a possibilidade de que os servidores possam ter sido vítimas de fraude, o que será investigado em âmbito federal.

Pelas regras estabelecidas, os agentes públicos —dentre eles, ocupantes de cargo temporário, função de confiança, cargo em comissão e os titulares de mandato eletivo— não possuem direito ao benefício.

Apenas 11 prefeituras do Estado não tiveram envolvimento na lista do TCE. Na região apenas Tomazina e Pinhalão ficaram isentas da investigação. Acesse aqui e leia a matéria.


Segundo explicou o TCE-PR, “a CGU está encaminhando as informações ao Ministério da Cidadania. Caberá ao órgão tomar as providências para que os cofres públicos sejam ressarcidos dos pagamentos indevidos”.

Leia Também:  Jovem é presa com 2kg de maconha, cocaína e crack em Sengés

Lançado em abril para assegurar uma renda para trabalhadores informais e famílias de baixa renda em meio à pandemia, o auxílio emergencial do governo federal soma cerca de R$ 123 bilhões em recursos orçamentários. O benefício será pago, inicialmente, em três parcelas. No momento, o governo executa o pagamento da segunda parcela do programa.

Quem tem direito ao auxílio emergencial?

Para receber o auxílio, é necessário ter mais de 18 anos, com exceção das mães. Poderão receber: trabalhadores informais de qualquer tipo, inclusive intermitentes sem carteira assinada, desempregados, MEIs (microempreendedores individuais), contribuintes individuais da Previdência.

Além de se enquadrar em um desses casos, a pessoa deve estar dentro dos limites de renda estabelecidos na lei. Pode receber quem: tem família com renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135) ou com renda per capita (por membro da família) de até meio salário mínimo (R$ 522,50), teve rendimentos tributáveis de até R$ 28.559,70 em 2018 (conforme declaração do Imposto de Renda feita em 2019).

COMENTE ABAIXO:

Campos Gerais

Jovem é presa com 2kg de maconha, cocaína e crack em Sengés

Publicados

em

Foto: Divulgação PM

Policiais receberam uma denúncia informando que a suspeita chegaria com os entorpecentes na rodoviária da cidade

 

Uma jovem de 23 anos foi presa pela equipe da Polícia Militar na noite desta terça-feira (14) pelo crime de tráfico de drogas. A ocorrência foi registrada no município de Sengés.

De acordo com informações da PM, os policiais foram informados que, por volta das 21h, uma pessoa chegaria a rodoviária da cidade portando uma quantidade drogas. Diante da informação, a equipe montou campana no local para averiguar a situação. Com isso, foi realizado a abordagem da jovem e, durante a revista pessoal, foi encontrado em sua posse um tablete de 2 quilos de maconha, além de nove gramas de cocaína e 205 gramas de crack.

Frente aos fatos, a suspeita recebeu voz de prisão e foi encaminhada juntamente com as drogas apreendidas para delegacia da Polícia Civil para que fossem tomadas as providências cabíveis ao caso.


 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ministério Publico recomenda a prefeitura instalação de barreiras sanitárias em Jacarezinho
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020