conecte-se conosco

unopar

PERIGO

Casos em Arapoti sobem para 13 e números da dengue disparam no Paraná

Publicados

em

Entulhos e lixo acumulado são condições ideais para criadouros do mosquito da dengue - Foto: Reprodução/Internet

Enquanto grande parte do mundo volta as atenções a pandemia do novo coronavírus, o Paraná vive uma situação de outra doença que vem fazendo vítimas quase que de maneira “subliminar” em meio à crise do Covid-19. Trata-se da dengue que, de acordo com o último balanço divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, já registra quase 90 mil pacientes infectados em todo o Estado.

De acordo com o boletim da SESA divulgado nesta terça-feira (31), na última semana o Paraná registrou aumento de 14,67% no número de infectados com relação à semana anterior, contabilizando assim 87,9 mil pessoas infectadas. Outro dado que preocupa as autoridades é que, apenas na última semana, foram registradas 12 mortes relacionadas a doença.

Como costuma-se dizer, o mosquito é democrático e não vê barreiras para infectar a população em diferentes lugares de uma cidade ou regiões do estado. Se na região do Norte Pioneiro municípios como Jacarezinho e Santo Antônio da Platina vem registrando nas últimas semanas pacientes infectados com a doença, em Arapoti, nos Campos Gerais, já são 13 casos confirmados da doença.

Leia Também:  Cidade do Norte Pioneiro já registra 20 casos da COVID-19

A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde nesta segunda-feira (30). Ainda segundo o órgão, dos 13 casos ao menos nove foram contraídos no município, além de outros 25 pacientes suspeitos de estarem com a doença e seguem aguardando resultados de exames.

Se comparados com os dados deste mesmo período do ano em 2018, os números de 2020 são alarmantes. De acordo com a SESA, em 2018 haviam sido registrados 2.023 casos confirmados de dengue, enquanto atualmente os números passam de 87 mil, o que representa um aumento de 4.245%.

Se o período é de quarentena para conter a propagação do novo coronavírus, o tempo a mais em casa pode ser utilizado pela população para combater os focos e criadouros do Aedes Aegypti, o mosquito da dengue e principal transmissor responsável pelo crescimento no número de casos da doença.

“Vamos aproveitar e concentrar nossos esforços para cuidarmos mais ainda da nossa saúde combatendo a dengue; destacamos sempre que a dengue mata e já temos 69 óbitos neste período epidemiológico, que teve início em agosto do ano passado”, destacou o secretário de Saúde Beto Preto.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Wenceslau Braz estaciona e não registra casos de Coronavírus em dois dias

Último boletim com confirmação positiva foi na terça-feira (19)

Publicados

em

Não houve alteração no quadro de registros da Covid-19 em Wenceslau Braz da última terça-feira (19) até hoje. A informação é do departamento de saúde do Município.

A cidade que tem confirmado até o momento oito casos de coronavírus, vê nos últimos dois dias seu quadro estacionado. Das oito confirmações, sete pessoas estão em isolamento domiciliar e outra já está recuperada.

O último boletim é alivio para o município que segundo as informações, segue com cerca de 200 pessoas em processo de monitoramento, das quais tiveram contato com os pacientes que positivaram para a doença.

Veículos percorreram toda a cidade. Máscaras também foram distribuídas. Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (21) as equipes da vigilância municipal e sanitária, além da polícia militar e corpo de bombeiros realizaram uma ação preventiva pelas ruas da cidade com caminhão de som e viaturas policiais. A ação, de acordo com a equipe, é orientar a população a permanecer em casa e, caso necessário, utilizar máscaras sem exceção.

REGISTRO DA CIDADE

Em apenas dois dias a situação em Wenceslau Braz com relação ao novo coronavírus mudou completamente de cenário. Se há alguns dias a cidade não havia registrado nenhum caso confirmado da doença, o município tem agora a marca de oito casos positivos da para a COVID-19, encabeçando a lista da 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho.

Leia Também:  Wenceslau Braz chega a seis casos confirmados de coronavírus e reforça fiscalização

Diante da nova realidade, a gestão municipal anunciou que deve adotar novas medidas para enfrentamento a COVID-19 no município, dentre as quais o reforço no quadro efetivo de agentes da vigilância sanitária para promover maior fiscalização em vias públicas, comércios e, inclusive, bloqueios nos trevos de acesso à cidade, ainda sem previsão.

Outra medida que deverá entrar em vigor já no fim de semana é o toque de recolher, que segundo as autoridades municipais, deverá ser no horário das 21h as 06h da manhã.

Além desta medida, a prefeitura está em busca de apoio do Exército para promover um controle mais rígido no fluxo de pessoas no município. Com isso, a gestão já estaria em contato com a Defesa Militar de Ponta Grossa para solicitar apoio nas ações que devem ser realizadas na cidade. Apesar disso, ainda não há previsão de quando o contingente deva chegar.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020