conecte-se conosco


EFEITO CORONA VÍRUS

Decreto do governo suspende aulas na UENP e em toda rede pública e particular

Além das faculdades particulares, aulas na UENP também estarão suspensas a partir do dia 20

Publicados

em

Apesar de não haver casos de pacientes suspeitos de estarem com o novo Coronavírus na região, algumas Universidades e Faculdades particulares do Norte Pioneiro anunciaram neste final de semana a suspensão das aulas. A ação faz parte das estratégias de prevenção a pandemia que se espalhou pelo mundo e o número de casos vem crescendo no Brasil.

De acordo com a matéria publicada pela folhaextra.com na manhã desta segunda-feira (16), as universidades públicas ainda não tinham suspendido as aulas. A suspensão veio por volta das 17h da segunda, em decreto assinado pelo governador Ratinho Junior, que também suspendeu as aulas em todos os colégios estaduais de ensino fundamental e médio.

A suspensão, de acordo com o decreto do governador, também é valida para cinemas, bibliotecas e salas culturais, que aglomerarem mais que 50 pessoas.

Na última sexta-feira (16), a Uniesp (Fanorpi) de Santo Antônio da Platina e a Uniesp (Feati) em Ibaiti anunciaram a suspenção das aulas. Já nesta segunda-feira, a Unopar – Pólo Central de Wenceslau Braz, que administra os pólos de Siqueira Campos, Arapoti, Jaguariaíva, Quatiguá e Itaporanga, anunciou um recesso nas aulas semipresenciais até o próximo dia 23 como ação de prevenção à doença.

Leia Também:  Carretas batem de frente e interditam rodovia entre Wenceslau Braz e Siqueira Campos

Outras instituições ainda definirão no decorrer desta segunda os planos de prevenção. Em contato com a reportagem da Folha Extra, a secretaria geral da FIO – Faculdades Integradas de Ourinhos, com grande número de acadêmicos no Norte Pioneiro, informou que ainda fará reunião nesta tarde para definir se haverá ou não a intervenção. A mesma informação foi dada pela faculdade Estácio de Sá, também em Ourinhos. A Estácio informou que a suspensão já está em andamento nas unidades do Rio de Janeiro e São Paulo (Capital), e que estuda a intervenção na unidade da divisa com o Paraná

Já na região dos Campos Gerais, as faculdades Falar de Jaguariaíva e Fati de Arapoti informaram que aulas seguem normal até o momento e por estarem alinhadas à Secretaria de Educação do Paraná, novas recomendações podem ser dadas no decorrer da semana.

COMENTE ABAIXO:

Campos Gerais

Vigilância em Saúde de Jaguariaíva já realizou mais de mil ações de prevenção à Covid-19

Publicados

em

Foto: Divulgação PMJ

Desde o início da pandemia da Covid-19 o município de Jaguariaíva tem agido rápido para contenção da propagação do novo coronavírus. Entre as recentes ações está a contratação de fiscais de saneamento para verificação das ocorrências de inadequações às medidas de combate ao novo coronavírus. Somente na última semana de fiscalização foram realizadas mais de 1.847 ações relacionadas à Covid-19.

A maioria das infrações detectadas – 1.410, foi relativa ao uso de máscara. O item, que pode ser de tecido e feita em casa, e também foi distribuído gratuitamente pelos CRAS, é obrigatório em todo o Paraná por ser um aliado na proteção. A fiscalização em Jaguariaíva detectou contudo que vários cidadãos ignoravam a necessidade do uso ou usavam de forma errada a máscara, como embaixo do queixo ou sem a cobertura do nariz. O bairro mais recorrente foi o Primavera.

Também foram feitas vistorias em empresas para orientações e verificação de denúncias, que nos últimos dias somaram 107. Através dessas denúncias foram verificadas, por exemplo, 56 possíveis situações de eventos particulares, como churrascos e festas, sendo que a maioria neste início de tratava-se de som alto e com reunião de menos de seis pessoas, descaracterizando a aglomeração. Houve atendimento ainda de quatro reclamações relacionadas ao não cumprimento de isolamento de pessoas confirmadas ou com suspeita de Covid-19.

Segundo a coordenadora da Vigilância em Saúde, Gisele Marins, e o coordenador dos fiscais de saneamento, Bruno Vinícius Kojo Vieira, de 22 a 28 de junho, conforme legislação vigente, os procedimentos foram mais voltados à orientação da população e responsáveis pelo comércio e serviços. Com isso as denúncias recebidas no período quanto ao descumprimento das normas sanitárias resultaram em termos de notificação. A Vigilância em Saúde comunica que na sequência poderão ser aplicadas multas para descumprimento das medidas de contenção da Covid-19. As denúncias continuam sendo recebidas até 22 horas pelo (43) 99806-5537. Após este horário elas podem ser feitas à Polícia Militar.

Leia Também:  Com 59 pessoas curadas, Jaguariaíva registra quatro novos casos da Covid-19

 

Via: Assessoria.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020