conecte-se conosco


DECRETO

Diocese de Jacarezinho volta a realizar missas com a presença dos fiéis

Publicados

em

Foto: Arquivo Portal da Cidade Jacarezinho.

As celebrações religiosas com presença de fiés na Diocese de Jacarezinho foram reiniciadas a partir desta quarta-feira (29), conforme novo decreto de Dom Antonio Braz.

Nas celebrações litúrgicas os fiéis devem manter o devido distanciamento, uso obrigatório de máscaras, higienização com álcool gel 70% e aferição de temperatura como prevenção ao coronavírus.

Confira o decreto abaixo: 

“1. A DISPENSA dos fiéis que estejam no grupo de risco para o contágio da COVID-19,ou apresentem sintomas da COVID-19, sejam eles leigos, diáconos e religiosos(as) com domicílio ou quase-domicílio no território da Diocese de Jacarezinho, de cumprirem com a obrigação de participar da Santo Missa aos domingos de preceito conforme determina o cânone 1247. Aos fiéis dispensados e que não queiram participar da celebração presencial é recomendado que acompanhem através dos meios de comunicação.


2. Que os padres da Diocese de Jacarezinho retornem a presidir missas públicas com a participação dos fiéis nas Igrejas Paroquiais, Santuários e “Capelas”, e rezem por esta situação de calamidade. Recomenda-se,onde possível,a celebração da Santa Missa em lugares abertos, como é o caso da Missa drive­ -ln ou Campal, sempre com distanciamento. Se o número de missas for insuficiente para atender o fluxo de fiéis,que sejam aumentados os horários de missas disponíveis, e para isto concedemos dispensa para que cada sacerdote celebre acima do número de missas previsto no cânone 905. 

Leia Também:  Japira recebe veículo e retroescavadeira através do deputado Alexandre Cury

3. Os padres do grupo de risco que livremente optarem por presidir a Santa Missa não tenham aproximação com os fieis. Desse modo, em que apenas Ministros Extraordinários as Sagrada Comunhão fora do grupo de risco distribuam a Eucaristia. 

4. Em cada município às Paróquias observem orientações sanitárias loca s sempre em sintonia com a resolução N.73412020 da Secretaria de Estado da Saúde. Nas celebrações litúrgicas os fiéis mantenham o devido distanciamento, uso obrigatório de máscaras, higienização com álcool gel 70% e aferição de temperatura. 

5. Na celebração da Santa Missa, na medida do possível, evitem que Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão do grupo de risco ajudem na distribuição da Eucaristia.

6. Que os Santuários e as Igrejas se mantenham abertas, arejadas e higienizadas durante às manhãs e tardes de todos os dias para oração privada dos fiéis,observados os cuidados preventivos e as orientações dos órgãos estaduais e municipais.Após ils celebrações seja viabilizada a devida higienização do templo religioso.

7. Mantenham suspensas às reuniões de pastorais e movimentos que causem aglomeração de pessoas.Para este fim,podem ser utilizados os meios on-line de comunicação.

Leia Também:  Educação alerta sobre documento falso circulando nas redes sociais

8. Aqueles que exercem alguma função litúrgica deverão utilizar máscaras segundo os critérios e necessidades do local. O presidente da celebração poderá optar em utilizar ou não a máscara, sempre de acordo com as necessidades e disposições do local. Tome-se cuidado com o compartilhamento de microfones de modo que sejam devidamente higienizados. 

9. Nas celebrações da Santa Missa o canto litúrgico e as homilias sejam breves. Desse modo, priorize que o Ato Penitencial, Kyrle, Hino de Louvor, Santo e Cordeiro de Deus, sejam apenas recitados ao invés de entoar cantos.

Recordo que a dispensa dos fiéis do grupo de risco que optarem por não participar da Missa tem o objetivo de evitar a propagação da COVID-19 através do Isolamento social, desse modo, exorto que seja evitada a circulação desnecessária.

Este Decreto passa a vigorar a partir do dia 29 de Julho de 2020 , Inclusive. Seu efeito é por tempo Indeterminado atê que sejam dadas novas disposições.”

Via: Porta da Cidade Jacarezinho.

COMENTE ABAIXO:

Norte Pioneiro

Apenas um município da região tem avaliação satisfatória na transparência sobre ações contra a Covid-19

Publicados

em

Foto: Reprodução/Internet

Levantamento feito pelo Ministério Público ainda aponta que em 13 cidades do Norte Pioneiro a divulgação de informações é considerada insatisfatória

 

DA REDAÇÃO

 

Em quatro meses de pandemia no Paraná, o Governo do Estado já direcionou um investimento de R$ 208 milhões aos municípios para ações de combate a pandemia. Nesse cenário, o Ministério Público lançou um portal de transparência para avaliar se as prefeituras estão prestando informações adequadas quanto a aplicação destes recursos e, no Norte Pioneiro, apenas um município teve suas ações de transparência consideradas satisfatórias, enquanto outros dez são classificados como insatisfatória.

De acordo com o mapa da transparência do MP, apenas a cidade de Bandeirantes foi enquadrada com avaliação satisfatória no Norte Pioneiro. O município de 31,3 mil habitantes recebeu nota 90,5 em relação a qualidade dos dados repassados sobre a aplicação dos recursos e ações de combate a Covid-19.


Já a lista dos municípios que foram classificados com avaliação insatisfatória conta com 13 cidades da região, sendo Guapirama (40,0), Uraí (38,0), Cambará (35,0), Jataizinho (35,0), Santo Antônio da Paraíso (35,0), Jacarezinho (33,0), Nova Fátima (33,0), Figueira (25,0), Figueira (25,0), Congonhinhas (10,0), Pinhalão (8,0), Salto do Itararé (2,5), Itambaracá (0,0), Santa Amélia (0,0). Os demais municípios da região receberam classificação parcialmente satisfatória com relação a transparência na divulgação de dados sobre a Covid-19.

Leia Também:  Apenas um município da região tem avaliação satisfatória na transparência sobre ações contra a Covid-19

O Ministério Público considera a mesorregião do Norte Pioneiro formada por 45 municípios, conforme dados do mapa de planejamento do órgão. “Com essa ferramenta, formatada de maneira bastante clara e objetiva, de modo a ser de fácil leitura por toda a população, a própria sociedade poderá atuar no controle das prestações de contas de suas prefeituras e, a partir disso, cobrar dos seus gestores mais transparência no gerenciamento dos recursos públicos”, afirma o procurador-geral de Justiça Gilberto Giacoia

 

Paraná

Ainda de acordo com o balanço realizado pelo MP, dos 399 municípios do estado apenas 50 foram avaliados com grau de transparência satisfatório em suas ações, o que representa 12,5% do total de cidades do Paraná. As informações e o mapa completo da situação no Estado podem ser acessadas pela população através do endereço eletrônico www.click.mppr.mp.br/data-covid.

 

Repasses

Segundo dados do Portal de Transparência do MP, o Paraná já investiu mais de R$ 211 milhões em ações de combate a pandemia que não envolvem apenas investimentos na área de Saúde e aquisição de equipamentos ou remédios. O levanto aponta que as verbas também estão sendo direcionadas para assistência social a famílias e população carente como no caso da aquisição de alimentos nos programas “Comida Boa” e “Compra Direta Paraná”. A secretária de Estado de Agricultura e Abastecimento utilizou R$ 73 milhões deste montante em suas ações de enfrentamento a pandemia.

Leia Também:  Japira recebe veículo e retroescavadeira através do deputado Alexandre Cury

Levando em consideração os dados divulgados sobre a população paranaense em 2019 de acordo com o IBGE, o Paraná conta com aproximadamente 11,43 milhões de habitantes, o que representa que governo do estado e prefeituras tem investido cerca de R$ 18 reais por pessoa em ações de combate a covid-19.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020