30.3 C
Wenceslau Braz

Entenda porque pessoas que estão vacinadas ainda podem contrair o vírus da Covid-19

Imunizantes não garantem imunização total, mas diminui drasticamente internações e mortes

Paraná recebe projeto “Muda Mundo 2022”; Jaguariaíva e Sengés estão na lista

O MudaMundo dá início à etapa de oficinas de sensibilização de 2022 no Paraná. O projeto, que nasceu há mais de 15 anos, com...

Prefeitura realiza novos investimentos no Hospital Carolina Lupion em Jaguariaíva

Melhorias periódicas na estrutura, equipamentos e materiais, buscando fortalecer o HCML (Hospital Municipal Carolina Lupion), é uma luta constante da prefeita Alcione Lemos. Os...

Rompimento na rede pode afetar abastecimento em Jacarezinho nesta terça-feira

A Sanepar informa que, devido ao rompimento em uma rede de distribuição na Alameda Padre Magno, em Santo Antônio da Platina, nesta terça-feira (25), pode...

Casa Lar de Wenceslau Braz promove projeto de apadrinhamento das crianças

A Casa Lar Pousada da Criança e o Serviço Auxiliar da Infância e Juventude de Wenceslau Braz com o apoio dos órgãos públicos do...

Inscrições abertas para Curso de Informática Gratuito do Núcleo Tecnológico Municipal

A Prefeitura de Jaguariaíva, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel), oferece Curso de Informática Gratuito através do Núcleo Tecnológico...
- Advertisement -

Depois de quase dois anos de muito estudo, a vacina contra o vírus da Covid-19 foi finalmente desenvolvida e aprovada. Com isso surgiu a esperança que o fim da pandemia estaria cada vez mais próximo.

Durante os estudos, foram desenvolvidas quatro vacinas contra o vírus, a Coronavac, do laboratório chinês Sinovac em colaboração com o Instituto Butantan, Astrazeneca da Universidade de Oxford, elaborada em conjunto com a Fundação Oswaldo Cruz, Pfizer do laboratório Pfizer em parceria com a BioNTech e a Janssen fabricada pela empresa farmacêutica norte-americana Johnson & Johnson.

- Advertisement -

A aplicação desses imunizantes se iniciou em no dia 17 de janeiro de 2021 e, a partir daí surgiram muitas dúvidas, como por exemplo se seriam realmente eficazes ou se era seguro toma-las.

Mesmo com todas as informações distribuídas pelos mais renomados institutos de pesquisa do mundo, evidências científicas e comprovadas, muita gente ainda duvidou de que a vacina realmente funcionaria.

Depois de meses, a vacinação avançou intensamente em todo Brasil e quanto mais a vacinação aumentava menos casos surgiam e se surgiam não apresentavam sintomas graves. Agora, no início do ano de 2022, começou uma nova onda de casos que fez novamente a população questionar a eficácia da vacina.

No norte Pioneiro, cerca de 90 % população adulta já se encontra vacinada com a 1° e a 2° dose do imunizante contra a Covid-19, mas muitos ainda não entendem por que as pessoas continuam a se contaminar, transmitir e até mesmo falecer mesmo imunizadas. A Folha foi atrás da resposta.

Neste início de 2022, os municípios que fazem parte da 19° Regional de Saúde de Jacarezinho já contabilizam 3.373 casos ativos da doença com 8 internações e 4 óbitos.

Desses óbitos, dois são do município de Santo Antônio da Platina, 1 de Jacarezinho e 1 de Joaquim Távora. Todos esses pacientes estavam vacinados, mas possuíam algum tipo de comorbidades que, junto ao vírus levou ao falecimento.

Para entender porque tudo isso está acontecendo, vale lembrar que a proteção contra o coronavírus acontece somente entre duas e quatro semanas depois da aplicação da segunda dose. Por isso, quem tomou a primeira dose ainda não está imunizado e pode contrair o vírus. E se recebeu a segunda dose, o efeito da vacina será pleno após um mês, mas mesmo assim não totalmente, porque nenhuma vacina é 100% eficaz contra o coronavírus.

Além disso, as mortes por Covid-19 relatadas após a vacinação geralmente têm relação com outras doenças, comorbidades existentes e faixa etária. Pessoas com comorbidades ou com idades mais avançadas costumam ter o sistema imune debilitado. Por isso, em casos de óbitos entre pessoas que tomaram a vacina, deve ser levado em conta o histórico médico e de doenças, além do tempo de imunização.

O diretor da 19° Regional de Saúde de Jacarezinho, Marcelo Nascimento e Silva, falou sobre como a vacinação está refletindo sua eficácia neste período de alta nos casos positivos. “Sabemos que a vacina não impede a contaminação, mas estamos vendo claramente que é eficaz. Com ela, evita-se que a doença evolua no organismo mantendo os sintomas leves ou moderados. Estamos vendo isso nas pessoas da nossa região que estão com o vírus ativo agora, a maior parte encontra-se com sintomas leves e isso já demonstra tudo. Apesar de disso, não podemos esquecer que algumas pessoas possuem comorbidades e por isso podem desenvolver sintomas mais graves”, comentou.

Marcelo falou ainda sobre a importância de manter os cuidados sanitários e completar o ciclo vacinal nas datas corretas. “Ressalto a necessidade de manter os cuidados preventivos, usar constantemente mascara, evitar aglomerações, e sempre manter a higienização das mãos. Além de concluir o ciclo vacinal, nas datas corretas, já que ela vai evitar que a doença evolua no organismo”, finalizou.

- Advertisement -

[the_ad id=”263755″]

MAIS NOTÍCIAS

Paraná recebe projeto “Muda Mundo 2022”; Jaguariaíva e Sengés estão na lista

O MudaMundo dá início à etapa de oficinas de sensibilização de 2022 no Paraná. O projeto, que nasceu há mais de 15 anos, com o propósito de colaborar com...

Prefeitura realiza novos investimentos no Hospital Carolina Lupion em Jaguariaíva

Melhorias periódicas na estrutura, equipamentos e materiais, buscando fortalecer o HCML (Hospital Municipal Carolina Lupion), é uma luta constante da prefeita Alcione Lemos. Os mais recentes equipamentos e materiais...

Rompimento na rede pode afetar abastecimento em Jacarezinho nesta terça-feira

A Sanepar informa que, devido ao rompimento em uma rede de distribuição na Alameda Padre Magno, em Santo Antônio da Platina, nesta terça-feira (25), pode haver falta de água e/ou...

Casa Lar de Wenceslau Braz promove projeto de apadrinhamento das crianças

A Casa Lar Pousada da Criança e o Serviço Auxiliar da Infância e Juventude de Wenceslau Braz com o apoio dos órgãos públicos do município, estão promovendo juntos uma...

Inscrições abertas para Curso de Informática Gratuito do Núcleo Tecnológico Municipal

A Prefeitura de Jaguariaíva, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel), oferece Curso de Informática Gratuito através do Núcleo Tecnológico Municipal.As inscrições estão abertas no...

Motorista foge da polícia e capota carro com quase meia tonelada de maconha no Norte Pioneiro

Um suspeito se envolveu em um acidente de trânsito registrado no início da tarde desta segunda-feira (24) na BR-369 em Bandeirantes. Ele foi preso com quase meia tonelada de...

Secretaria reativa leitos para atendimento de pacientes com Covid-19 e H3N2 no Paraná

A partir desta sexta-feira (21), a Secretaria da Saúde inicia o processo de reabertura de novos leitos enfermaria no Estado para atender a demanda de pacientes infectados pelo coronavírus...

Jaguariaíva passa a integrar o Programa de Entrega Descentralizada de Medicamentos

O município de Jaguariaíva é um dos poucos do Paraná a integrar o Programa de Entrega Descentralizada de Medicamentos, iniciando o recebimento dos medicamentos e insumos diretamente na Farmácia...