conecte-se conosco

unopar

Cidades

Fornecimento para o Feira Verde incentiva produtores a ampliarem seus cultivos

Publicados

em

O programa Feira Verde completa pouco mais de dois meses de implantação e para quem achou que se tratava apenas de um projeto de troca de lixo por alimentos, vai descobrir agora que o Feira Verde veio para transformar vidas.

Quem reside na área rural sabe o quanto é difícil manter a família no campo, tendo uma fonte de renda que proporcione não só o sustento, mas a dignidade que todo trabalhador merece.

A Vânia Aparecida dos Santos, mãe do César Augusto e da Maria Vitória, e esposa do Valter Iatenco conhece bem essa realidade. No início deste ano, ela ficou sabendo que a gestão municipal de Jaguariaíva lançaria um projeto e chamou pequenos produtores para fornecer seus produtos durante um ano.

De família humilde e trabalhadora, Vânia viu no Feira Verde uma oportunidade de vender as hortaliças produzidas no sítio da família e atendeu ao chamado da Secretaria de Desenvolvimento Social, mas a produção ficou pequena para tanta demanda e ela já quer expandir seu negócio. Moradora do bairro Várzea, Vânia é acompanhada pelo técnico da Emater Edo Rodrigues Mota e, com a ajuda da família, tem mostrado a força da mulher no campo.

Leia Também:  Tomazina, Pinhalão, Japira e Jaboti criam associação de produtores de morango e buscam selo especial de qualidade

Vânia já fornecia seus produtos para as escolas, por meio do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), a maior e mais abrangente experiência em programas de alimentação e nutrição na América do Sul, através do qual, em Jaguariaíva, milhares de alunos da rede municipal recebem em sua merenda diária itens saudáveis adquiridos da agricultura familiar. Agora, com o fornecimento para o Feira Verde, Vânia passou a entregar um maior volume mensal de produtos, como alface, repolho, couve, acelga, pepino, abobrinha, mandioca, beterraba, chuchu, entre outras culturas que ela tem em seu sítio.

O contrato de R$ 15 mil/ano ajudará a aumentar a produção e melhorar algumas coisas na horta, que já teve seu espaço ampliado. “Com o aumento da procura, a gente não está vencendo a demanda e isso é bom, porque podemos aumentar a produção sem medo, isso se deu devido ao Feira Verde, um programa que veio para somar para quem fornece e quem recebe. O preço pago é de consumidor final e não de revenda e isso nos ajuda a investir na ampliação do plantio”, relata Vânia.

Leia Também:  Ministério Público está com inscrições abertas para estagio na área de Direito

A água da propriedade, que vem de poço artesiano, passou a ser distribuída através de um sistema de irrigação por gotejamento, simples, mas versátil. Os novos canteiros também ganharam cobertura, o que deve melhorar em 60% a qualidade das hortaliças. Novas sementes otimizadas também já entraram nos planos de Vânia, que pretende investir o valor em melhorias na produção.

Como são 19 agricultores fornecendo para o Feira Verde, há uma rotatividade de produtos a serem entregues, para que cada um forneça uma variedade diferente a cada semana, por isso, Vânia deve iniciar novas culturas, desta vez investindo nas frutas.

Vânia finaliza reafirmando o papel do Feira Verde para ela e a família. “Quando cheguei em Jaguariaíva, há uns 5 anos, não tinha ideia do que fazer para ter uma renda. Minha mãe então, recebeu o sítio e começamos a fazer a horta, hoje aquela fase do começo difícil já passou, mas vejo o quanto é importante o incentivo do poder público, não deixando a gente, que é agricultor familiar, a mercê da sorte. Esses incentivos dão esperança e gás para continuarmos”, finalizou.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Campos Gerais

Colisão entre carro e trem deixa dois mortos nos Campos Gerais

Publicados

em

Veiculo teria desligado em cima da linha férrea e acabou sendo atingido em cheio de pelo trem

Uma grave acidente envolvendo um carro Fiat Uno e um trem deixou dois mortos e outras duas feridas na Vila Santana, no município de Ipiranga, região dos Campos Gerais.

Segundo informações, o veículo teria desligado em cima da linha férrea e acabou sendo atingido em cheio de pelo trem que arrastou o veículo. Equipes do Corpo de Bombeiros de Ponta Grossa foram acionados para auxiliarem no resgate das vítimas.

As vítimas que entraram em óbito se chamavam João Batista Lovato (62 anos), Elaine de Fátima Lovato Schimit (32 anos). Os demais ocupantes Isabel lovato Vandoski (60 anos) e Jeferson Schimit (34 anos) tiveram ferimentos leves.

Fonte Portal A Rede

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Decreto municipal limita horário de circulação em espaços públicos e privados de Jaguariaíva
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020