conecte-se conosco


DADOS OFICIAIS DO GOVERNO

Hospital de Wenceslau Braz reporta erro na listagem oficial da Sesa

Publicados

em

Incluída neste domingo (22), na listagem oficial da Sesa – Secretaria de Estado da Saúde, único órgão competente no Estado para atualização e divulgação de casos, Wenceslau Braz aparece com um caso suspeito.

Logo após a publicação da matéria da Folha Extra, a saúde de Wenceslau Braz, através do Hospital São Sebastião, divulgou através das redes sociais, que o número publicado pelo órgão está errado. Em divulgação pelo Facebook, um funcionário do hospital, que no município é o único designado para atender casos suspeitos, reportou que o HSS é o único autorizado a reportar a suspeita à Sesa e que não houve tal notificação.

De acordo com a Sesa, que no início da noite deste domingo (22), divulgou boletim com os casos confirmados e sob suspeita da Covid-19, no Estado do Paraná, foram mantidas as cinco suspeitas relacionadas no boletim de ontem (sábado 21) e incluídas mais três cidades no relatório, em caráter de investigação. Com números atualizados, além de Jacarezinho, Tomazina, Japira e Conselheiro Mairinck, passaram a integrar a lista, Wenceslau Braz, Ibaiti e Santo Antônio da Platina.

No Paraná ao todo já são 54 casos confirmados, 1.354 suspeitos e 159 descartados. A Sesa é o único órgão competente para contagem dos casos no Estado.

Leia Também:  Tempestade causa destelhamentos e quedas de árvore em Jaguariaíva

Cambará e Siqueira Campos não constam na listagem oficial do governo e, portanto, publicações em redes sociais relacionadas á estes município são fakenews.

NÚMEROS DE CASOS SUSPEITOS NA REGIÃO (Lista oficial do governo)

Jacarezinho – 6

Ibaiti – 3

Japira – 3

Wenceslau Braz – 1

Santo Antônio da Platina – 1

Tomazina – 1

Conselheiro Mairinck – 1

FAKE NEWS

A Folha Extra, mantendo sua credibilidade regional e no Estado, não divulga notícias sem embasamento, e desta forma, todas as matérias veiculadas neste portal, bem como em suas edições impressas, são respaldadas por documentos ou divulgações de órgãos e institutos competentes.

Diga não ao fake news, não compartilhe notícias antes de verificar a fonte e a veracidade. O momento é de responsabilidade.

COMENTE ABAIXO:

Cidades

Estudante de medicina suspeito de manter a mãe em cárcere é preso no interior

Publicados

em

No local, os policiais encontraram a vítima em estado alarmante

Um estudante de medicina, de 27 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Civil do Paraná por ser suspeito de manter a própria mãe, de 52, em cárcere privado. No local, os policiais encontraram a vítima seminua na cama, sem lençóis e suja de urina.

Segundo a delegada Mônica Ferracioli, da Delegacia da Mulher, a polícia descobriu o crime após uma denúncia, que no local foi confirmada. “Tudo que estava na denúncia foi confirmado no local. A mulher vivia ali e fazia meses que não saia de dentro de casa. O pessoal da saúde vinha, ele espiava pela janela e não abria a porta. A casa vivia constantemente fechada, as janelas estavam cobertas por papel alumínio e o muro é bem alto pra ninguém ver nada ali mesmo”, descreveu a delegada.

Com a polícia no local, na hora do encontro, a mulher apresentava fraqueza, desnutrição e estava com hematomas no rosto. O filho justificou aos policiais que as lesões eram consequências de quedas sofridas na casa.

Leia Também:  Hospital de Clínicas do Paraná é escolhido pelo Instituto Butantan para testar vacina

Ainda, segundo a Polícia Civil, a casa cheirava um forte odor de fezes.

Diante do fato, a senhora foi encaminhada a um hospital da cidade, onde ela permanece internada. Já o filho irá responder pelo crime de cárcere privado.

A ação ocorreu nesta quarta-feira (01), em uma residência no bairro Morumbi, na cidade de Foz do Iguaçu, oeste do Paraná.

Fonte Banda B

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020