conecte-se conosco


PAI DO CONSELHEIRO DO TC

Ivan Bonilha “PAI” morre aos 84 anos em Curitiba

Publicados

em

Bonilha era pai do Conselheiro ex-presidente do Tribunal de Contas, Ivan Lelis Bonilha.

Faleceu na manhã desta terça-feira (02) em Curitiba, Ivan Bonilha, aos 84 anos. Antigo morador de Wenceslau Braz era figura conhecida onde trabalhou como professor na rede pública, além de proprietário de uma das poucas farmácias da cidade nos anos 80 e 90.

Sua farmácia era localizada na Rua expedicionários, local onde hoje da espaço à loja Cirgon de Confecções. Foi fechada nos anos 90, quando Ivan e a família se mudaram para Curitiba, onde viveu até hoje.

Bonilha era pai do Conselheiro ex-presidente do Tribunal de Contas, que também leva seu nome, Ivan Lelis Bonilha.


COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Suspensão de parcelamentos do IPAS não onera servidores e resguarda patrimônio do instituto

Cidades

Paraná vê pior ano epidemiológico em casos e mortes por dengue

Publicados

em

Foto: Ilustrativa - Reprodução/Internet

A Secretaria de Estado da Saúde finaliza o período sazonal 2019/2020 de monitoramento da dengue com a publicação de boletim epidemiológico, nesta terça-feira (14). O Estado fecha o ciclo de 12 meses com 227.724 casos e 177 mortes confirmadas. Foi o pior ano em se tratando de casos e mortes no Estado.

O acompanhamento de julho 2019 a julho 2020 publicou 43 boletins epidemiológicos, com registros de casos confirmados, notificados, óbitos e análises sobre os índices da doença nas regiões e cada município do Estado.

Até ontem, 244 cidades estavam em situação de epidemia e 31 em alerta para a dengue. O informe mostra que 22.700 casos seguem em investigação.
Em relação aos óbitos por dengue o aumento em relação ao boletim do período anterior é de cerca de 80%. Entre 2018/2019 foram 22 óbitos e agora são 177 mortes provocadas por dengue.

Desde o início do período, a Secretaria da Saúde já alertava para a possibilidade de aumento expressivo de casos devido ao novo sorotipo da doença, o Den-2, que até então não circulava no Estado. O fluxo do subtipo diferente fez com que as pessoas infectadas evoluíssem para formas mais graves da dengue.


Apesar do encerramento do período sazonal, a Secretaria da Saúde informa que a consolidação de dados de 2019/2020 será feita no mês de novembro junto com o fechamento das informações do Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde.

Leia Também:  Sanepar vai investir R$ 258 milhões em 14 municípios e Jacarezinho está na lista

“A doença segue como uma das maiores preocupações do Estado”, disse o secretário da Saúde, Beto Preto. Os números do ano epidemiológico ficaram altos altos, mas não significa que acabou. Existe uma epidemia de dengue e por isso a Secretaria da Saúde reforça o apelo para a que população fique atenta.

 

Via: Bem Paraná.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020