fbpx
conecte-se conosco


IRRESPONSABILIDADE

Jovem com coronavírus é detido em Wenceslau Braz por descumprir isolamento

Publicados

em

Foto: Reprodução/Internet

Infringir a ordem de isolamento por doença contagiosa é crime previsto no Código Penal

 

Um jovem de 21 anos com diagnóstico positivo da Covid-19 foi detido na tarde desta quarta-feira (16), por volta das 16h30, por descumprir a ordem de isolamento social.

De acordo com as primeiras informações, a ação foi feita pela equipe da Polícia Civil após uma denúncia anônima informar que o jovem estava na região da Vila Santa Maria descumprindo a ordem de se manter em isolamento em sua residência. Com isso, o delegado da PC foi ao local e confirmou a situação, sendo o paciente encaminhado à delegacia da Polícia Civil para confecção do Termo Circunstânciado.

A situação se enquadra como crime no Artigo 268 do Código Penal por Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa: Pena – detenção, de um mês a um ano, e multa. Parágrafo único – A pena é aumentada de um terço, se o agente é funcionário da saúde pública ou exerce a profissão de médico, farmacêutico, dentista ou enfermeiro.

A situação ocorre um dia após a equipe de Saúde divulgar o boletim epidemiológico confirmando mais dois pacientes que tiveram a doença confirmada no município que agora registra 15 casos da Covid-19. Além disso, os números ainda apontam dois óbitos, oito pessoas curadas, oito casos aguardando resultados de exames, 104 monitorados e 62 pessoas que permanecem isoladas.

Leia Também:  Manifestantes bloqueiam rodovia PR-445 em Cambé

Denúncias relacionadas a pessoas que descumprem o isolamento social podem ser realizadas as equipes da Polícia Civil ou Militar ou através do número 156. A identidade do denunciante será mantida em sigilo.

Devido a questões legais, os nomes não podem ser divulgados.

COMENTE ABAIXO:

Cidades

Com aumentos da Petrobras, preço da gasolina na região varia entre R$ 5,10 e R$ 5,45

Publicados

em

Foto: Ilustrativa - Reprodução/Internet

Folha analisou os valores do combustível e também do etanol em oito municípios que fazem parte do Norte Pioneiro e Campos Gerais

 

Os constantes ajustes nos preços dos combustíveis têm gerado polêmica e causado protestos em várias regiões do país, mas principalmente tem pesado cada vez mais no bolso do consumidor.

A Folha pesquisou os valores dos combustíveis em oito municípios da região sendo constatdo que o preço da gasolina tem variado de R$ 5,10 a R$ 5,45, enquanto o do etanol apresenta variação de R$ 3,93 a R$ 4,26.

De acordo com o levantamento, a gasolina mais barata entre os municípios relacionados na pesquisa é encontrada em Wenceslau Braz, onde os motoristas podem abastecer pagando a partir de R$ 5,10 por litro da gasolina comum. Já no restante dos municípios, o valor é superior aos R$ 5,30. Em ibaiti, a gasolina é vendida a R$ 5,39, mesmo valor encontrado em Jacarezinho e Tomazina. Já em São José da Boa Vista, o valor levantado é de R$ 5,33, Santo Antônio da Platina e Arapoti R$ 5,36. Em Siqueira Campos, foi encontrado o valor mais alto, sendo R$ 5,45 por litro do combustível.

Apesar de não aparecer tanto na mídia, o preço do etanol também tem aumentado. Assim como no caso da gasolina, o valor mais baixo levantado pela reportagem por litro do combustível também foi encontrado em Wenceslau Braz, onde é possível pagar R$ 3,93. Já em São José da Boa Vista o etanol custa R$ 4,13 e em Ibaiti R$ 4,19. Assim como no caso da gasolina, o etanol tem o mesmo preço em Arapoti e Santo Antônio da Platina sendo vendido a R$ 4,23 o litro. Em Tomazina o valor por litro é R$ 4,26 e em Jacarezinho R$ 4,29.

Acumulados, os aumentos somam 41,5% e não atingem apenas a gasolina: o diesel, combustível mais utilizado pelos caminhões no país, e o gás de cozinha também terão aumento, de 5%, 5,2%, respectivamente. No caso do diesel, será o quarto do ano, gerando acúmulo de 34,1% de elevação do valor.

Leia Também:  Estudantes de Tomazina e Siqueira Campos falam sobre expectativa de intercâmbio na Nova Zelândia

 

Os fatores que somaram para o aumento do preço dos combustíveis

O Brasil é auto suficiente em Petróleo, mas não em refino, sendo o produto bruto enviado para fora do país e depois a gasolina e o óleo diesel em grande parte são importados. Além disso, a Petrobrás, desde o governo Michel Temer em 2018 vem praticando reajustes de acordo com a variação do preço do barril de petróleo no mercado internacional e, com a desvalorização do real e os barris sendo cotados em dólar, o preço final somados a impostos é mais caro para o bolso do consumidor.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020