fbpx
conecte-se conosco


COLAPSO EMINENTE

Ministério Público recomenda que agentes da segurança sejam vacinados em Wenceslau Braz

Publicados

em

WENCESLAU BRAZ
Ao menos sete policiais testaram positivo para doença tendo de ser afastados - Foto Folha Extra

Documento foi encaminhado ao prefeito Atahyde Ferreira dos Santos solicitando que profissionais sejam imunizados com a próxima remessa da vacina que chegar ao município

A crise da Covid-19 no município de Wenceslau Braz atingiu de maneira drástica os profissionais da área da Segurança Pública. Com isso, o Ministério Público da comarca do município encaminhou ao prefeito Atahyde Ferreira dos Santos, o Taidinho, pedindo que policiais militares, da Polícia Civil e agentes do Depen que cuidam da cadeia pública do município sejam imunizados com as próximas remessas de vacinas que cheguem à cidade.

No documento, é citado, por exemplo, que o efetivo da Polícia Militar da 2ª Companhia de Wenceslau Braz já vem atuando com número reduzido de policiais, os quais alguns já haviam sido diagnosticados com a doença no ano de 2020. Já na semana passada, entre o fim de março e início de abril, ao menos sete policiais testaram positivo para doença tendo de ser afastados.

O ofício ainda indica que estes agentes tem contato direto com a população em geral e carcerária, além de atuarem em situação de risco, fazendo com que profissionais que atuam no Depen, na Polícia Civil e Militar tenham sido infectados. Segundo o documento, esta situação pode fazer com que a comarca fique sem efetivo para garantir a segurança da população. Vale lembrar que a 2ª Companhia também atende os municípios de Siqueira Campos, Salto do Itararé, Santana do Itararé e São José da Boa Vista. Além disso, a carceragem do município comporta atualmente mais de 130 presos.

“Estamos com policiais em baixa devido a suspeita ou confirmação da doença. Um dos agentes, inclusive, teve de ser transferido para o Hospital Regional de Santo Antônio da Platina para receber atendimento médico e tratamento para Covid”

Desta forma, considerando-se a Segurança Pública um serviço essencial para população, o MP aponta que a cidade já vacinou grande parte da população idosa e o próximo grupo será de idosos com idade entre 60 e 64 anos. Em seguida, de acordo com o Plano Nacional de Imunização, o publico alvo seria a população de rua que, segundo o documento, quase inexiste na cidade. Assim, o pedido é para que após a vacinação do último público de idosos, as vacinas sejam aplicadas nos profissionais da área de Segurança.

Leia Também:  Prefeitura garante equipamentos de proteção a profissionais da educação e alunos

A Folha conversou com o tenente Lucio da Silva Dziuba que falou sobre a situação que enfrenta a Polícia Militar no município. “Estamos com policiais em baixa devido a suspeita ou confirmação da doença. Um dos agentes, inclusive, teve de ser transferido para o Hospital Regional de Santo Antônio da Platina para receber atendimento médico e tratamento para Covid”, comentou o policial.

“Temos que realizar abordagens e não tem como escolher quem você vai abordar ou não, então temos esse compromisso que na atual situação nos coloca em risco”

O tenente ainda ressaltou a importância de imunizar o efetivo da corporação para garantir o atendimento a população. “O policial militar trabalha em diferentes frentes, como fiscalização de trânsito, policiamento preventivo, atendimento de ocorrências e flagrantes entre outras situação. Durante a pandemia, também estamos prestando apoio as equipes de Saúde, o que faz com que o policial esteja exposto ao risco. Temos que realizar abordagens e não tem como escolher quem você vai abordar ou não, então temos esse compromisso que na atual situação nos coloca em risco”, desabafou Lúcio.

O tenente fez um alerta, visto que cerca de 10% dos agentes da PM estão afastados no momento. “Já trabalhamos com um efetivo reduzido, pois faz alguns anos que estamos sem concurso. Agora se continuar crescendo o número de casos ativos entre os policiais como aconteceu nos últimos dias, o fato é que vamos ficar com um efetivo ainda mais reduzido. Para evitar isso, é muito importante que estes profissionais sejam vacinados”, pontuou.

Leia Também:  Inscrições para o curso de Agentes de Informações Turísticas em Arapoti vão até 17 de maio

Lúcio ainda explicou que a PM vem adotando medidas para preservar os agentes. “Estamos em alerta, diante de qualquer suspeita ou sintoma o agente é afastado e realiza o exame para evitar que a doença se espalhe na corporação. Para manter o atendimento a população, tivemos que suspender férias de alguns policiais que voltaram para dar suporte neste momento, é uma situação que ameniza, mas não resolve. O ideal é vacinar”, finalizou o tenente.

“Sou totalmente favorável à imunização dos agentes da Segurança Pública e já estamos buscando meios para que todos os policiais tanto da Polícia Militar quanto da Civil sejam vacinados”

Em contato com o prefeito Taidinho, este explicou que também vê prioridade na vacinação das forças de Segurança. “Eles cuidam de nós e nós temos que cuidar deles. Sou totalmente favorável à imunização dos agentes da Segurança Pública e já estamos buscando meios para que todos os policiais tanto da Polícia Militar quanto da Civil sejam vacinados, mas não é uma decisão que depende só da prefeitura, pois temos que seguir o protocolo de vacinação do governo. Já estamos estudando uma maneira de incluir estes profissionais para que sejam vacinados o quanto antes e possam continuar garantindo a segurança de nossa população”, disse o prefeito.

COMENTE ABAIXO:

Cidades

No dia da enfermagem, profissional fala sobre alegrias e tristezas de atuar na área da Saúde

Publicados

em

Foto. Divulgação.

Nesta terça-feira (12), comemora-se o Dia Mundial da Enfermagem, uma homenagem ao aniversário da britânica Florence Nightingale, considerada a mãe dessa profissão tão digna de honra que completaria 200 anos.

Para homenagear esses profissionais que têm arriscado suas vidas em época de pandemia, conversamos com a enfermeira e coordenadora de urgência e emergência do Pronto Socorro de Wenceslau Braz, Juliane Ribeiro Tamm. Ela que tem uma carreira longa, 18 anos de profissão, fala que desde que era criança já tinha vontade de exercer a profissão, uma vez que já realizava trabalhos comunitários junto com a família e até hoje não deixa o serviço voluntário de lado, ajudando na Casa de Acolhida Bom Samaritano.

Nesse mesmo local, há anos atrás no começo da sua carreira, se lembra de uma boa passagem em que fez o parto de uma mulher no meio de uma mata. “Lembro-me como se fosse hoje, a ambulância encalhou porque estava chovendo muito, me deram carona de moto e depois andei aproximadamente 3km. Foi exaustivo, mas totalmente gratificante em ajudar no trabalho de parto e ver a criança nascer. Nessa época não tinha nada ainda no espaço do Bom Samaritano, apenas uma casinha de madeira em que a mãe esperava pela nossa equipe”, conta Juliana Tamm.

Leia Também:  Morte de contador da Câmara causa comoção em Salto do Itararé

A profissão de enfermagem como todas as outras têm suas partes boas e ruins e, segundo a coordenadora, a parte que a motiva para continuar nesse trabalho é poder ajudar as pessoas na hora em que elas mais precisam. “Você é a luz no fim do túnel de alguém”. A parte negativa que marcou seu trabalho foi de um acidente de carro que envolveu uma mãe e seu filho de apenas 4 anos que não resistiu aos ferimentos, vindo à óbito. “Para ser enfermeiro tem que ser por amor, porque sempre tem o lado negativo, como nesse exemplo do menino de 4 anos que faleceu. Eu recomendo para as pessoas que estudem enfermagem e sigam a profissão, mas que façam por amor mesmo. Inclusive minha filha quer ser enfermeira e eu recomendo. Tenho esse orgulho dela querer seguir a mesma carreira que a minha”, relata a coordenadora.

Juliana termina a conversa contando que a correria na profissão é algo que se acostuma, que sempre está fazendo cursos para se atualizar, e que a família se acostuma com a rotina e acaba entendendo as ausências.

Leia Também:  Chefe da 39ª Ciretram entrega Kit de conscientização ao presidente da Câmara de Arapoti

A Folha Extra deseja a todos os profissionais de Enfermagem parabéns pelo seu dia e pelo amor, compromisso e dedicação empenhados ao cuidado com o próximo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2021