conecte-se conosco


EFEITO CORONAVÍRUS

Pro Tork, maior indústria da região paralisa atividades e municípios fecham trevos para prevenir Covid-19

Empresa publicou comunicado de liberação dos funcionários. Em Ibaiti, vigilância sanitária vai promover controle de quem entra e sai da cidade

Publicados

em

Em Siqueira Campos, com grande concentração de trabalhadores, grupo Pro tork paralisou as atividades em sua fábrica - Foto Divulgação

Com o aumento dos casos suspeitos e confirmados do novo coronavírus em um curto espaço de tempo em todo Estado, os municípios paranaenses vêm a cada dia tomando novas medidas visando combater a disseminação do vírus entre a população.

Na região do Norte Pioneiro, um dos casos que mais chamou a atenção ocorreu no município de Ibaiti. Visando promover melhor controle do vírus no município, a Secretaria Municipal de Obras bloqueou as entradas da cidade com manilhas de concreto e, com isso, o único acesso para quem entra ou saí do município de carro passa a ser feito pela Avenida Alice Pereira Goulart, próximo ao posto de atendimento do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Com a medida, a equipe da Vigilância Sanitária vai realizar maior controle da entrada e saída de veículos e pessoas no município.

Trevo principal de Ibaiti interditado – Foto Carlos Zapata

A mesma medida também foi tomada pela prefeitura de Quatiguá que fechou os trevos de acesso secundários ao município. Uma equipe da prefeitura estará realizando o monitoramento de quem entra e sai da cidade sendo que agora o acesso acontece apenas pelo trevo principal.

Em Tomazina, um novo decreto publicado pelo executivo municipal dispõe de toque de recolher a partir das 21h até as 5h do dia seguinte com exceção apenas para trabalhadores da área da Saúde, segurança privada e serviços essenciais. Caso um indivíduo seja abordado na rua neste período sem justificativa plausível, poderá ser denunciado a Polícia Civil e indiciado pelos crimes de causar epidemia, infringir medida sanitária preventiva ou desobediência.

Pro Tork tem a maior concentração de funcionários da região

Se a Covid-19 já afetou o funcionamento do comércio que permanece fechado em vários municípios da região, agora as mudanças chegam às indústrias. Nesta terça-feira (24), o grupo Pro Tork, maior fábrica e o maior aglomerado corporativo da região, emitiu nota comunicando a paralisação das atividades em sua fábrica de Siqueira Campos entre os dias 25/03 e 05/04. De acordo com o comunicado, a medida visa promover a segurança dos funcionários da empresa

Leia Também:  Prefeitura de Arapoti estabelece multas e intensifica fiscalização

CIDADES FANTASMAS

Centro de Santo Antônio da Platina em plena manhã de terça-feira – Foto Luiz G. Bannwart – Portal Tanosite

Com as medidas adotadas pelo Poder Público e compreensão por parte da grande maioria da população, muitos municípios da região estão com um clima de “Cidades Fantasmas” com lojas e comércios de serviços não essenciais fechados e moradores que não tem necessidade de sair às ruas resguardados em suas residências.

Ressalta-se que este comportamento no presente momento é uma das principais medidas de prevenção a disseminação do vírus que se propaga rapidamente. No Paraná, em um intervalo de apenas 11 dias o número de casos confirmados do novo coronavírus saltaram de 6 para 60 pacientes infectados.

COMENTE ABAIXO:

Cidades

Trinta cidades no PR são afetadas por ciclone que trouxe granizo e ventos de até 120 km/h

Publicados

em

Trinta cidades no PR são afetadas por ciclone que trouxe granizo e ventos de até 120 km/h

Boletim da Defesa Civil registra, até o momento, que 3.127 pessoas foram afetadas

O ciclone extratropical que atingiu a região Sul do País na terça-feira (30) causou estragos ao Paraná, onde as rajadas de vento chegaram a até 120 km/h, com chuvas de granizo em diversas cidades. O último boletim da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil, publicado às 9h desta quarta-feira (01), mostra que o temporal atingiu 30 municípios e afetou 3.127 pessoas no Estado.

As equipes do Corpo de Bombeiros e dos núcleos municipais de Defesa Civil continuam fazendo os atendimentos, portanto esses números ainda devem sofrer alterações à medida que as ações de resposta continuarem. O próximo boletim será publicado às 12h.

Pelo menos 1,2 milhão de unidades consumidoras da Copel ficaram sem energia elétrica no Estado, quase dois terços delas em Curitiba, Região Metropolitana e no Litoral.

Rajadas

De acordo com o Simepar, para esta quarta-feira não estão previstas rajadas de vento mais fortes que as de ontem. As chuvas se afastam e as rajadas de vento seguem moderadas, ocasionalmente fortes.

Leia Também:  Supermercados fechados aos domingos e toque de recolher: saiba o que muda por 14 dias na capital

Os ventos podem ser mais fortes pela manhã na região Sul, na Região Metropolita de Curitiba e no Litoral, com rajadas entre 50 km/h e 70 km/h. O ciclone extratropical situa-se sobre o mar na altura do Rio Grande do Sul e do Uruguai.

“Os ventos tendem a diminuir gradualmente à medida que esse ciclone se dirija ao oceano, mas população deve acompanhar as informações meteorológicas e alertas da Defesa Civil, tomando sempre o cuidado de consultar as fontes oficiais”, afirma o tenente Marcos Vidal, da Comunicação Social da Defesa Civil Estadual. Ele também ressalta que as pessoas podem receber os alertas da Defesa Civil mandando uma mensagem de texto pelo celular (SMS) com o CEP de sua residência para o número 40199.

Ocorrências

Segundo o boletim da Defesa Civil, 666 casas foram danificadas e 10 pessoas ficaram feridas, uma em Santa Lúcia e nove em Ubiratã. Até às 9h desta quarta, 84 pessoas permaneciam desalojadas e 12 desabrigadas. Muitas árvores caíram sobre vias e residências, causando vários destelhamentos.

Em Foz do Iguaçu e em Nova Prata do Iguaçu, 100 imóveis foram danificados, afetando 800 e 400 pessoas em cada cidade, respectivamente, sendo que em Nova Prata 40 pessoas estão desalojadas. Também há pessoas desalojadas em General Carneiro (30), Contenda (7), Fazenda Rio Grande (4) e Pinhais (3).

Leia Também:  Em nova onda, Jaguariaíva confirma seis casos e vai a 92 pacientes com Covid-19

Os municípios atingidos até agora são Araucária, Bela Vista da Caroba, Candói, Cascavel, Clevelândia, Contenda, Curitiba, Faxinal, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, General Carneiro, Guarapuava, Laranjeiras do Sul, Mandirituba, Maringá, Matinhos, Missal, Nova Prata do Iguaçu, Palmas, Paranaguá, Pinhais, Pinhão, Piraquara, Quatro Barras, Reserva, Salto do Lontra, Santa Lúcia, São José dos Pinhais, Tibagi e Ubiratã.

Frio

Depois do vendaval, a previsão para esta quarta-feira é de muito frio para o Paraná. Ua forte massa de ar polar ingressa no Sul do Brasil e provoca queda nas temperaturas em todas as regiões do Paraná, mostra o Simepar. Há previsão de formação de geadas ao amanhecer em vários setores do Estado e, mesmo com o sol, as temperaturas não se elevam muito.

Fonte Banda B

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020