conecte-se conosco


POLÊMICA

Vereadores rejeitam proposta de redução de seus salários, do prefeito e secretários

Votação foi realizada em regime de urgência e projetos foram negados pelo placar de 6 a 2

Publicados

em

Foto: Folha Extra

Um dos principais assuntos debatidos durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores realizada nesta terça-feira (3) foi a votação dos projetos que propõem a redução dos salários de vereadores, prefeito, vice e secretários municipais. Apesar da grande expectativa da população em torno do assunto, as propostas foram rejeitadas pelo placar de seis votos a dois.

Os projetos foram votados em regime de urgência após pedido realizado pelos vereadores Altair Panichi de Siqueira, Roberto Luiz Rodacki, Jorge Sabater, José Donizete e Luiz Alberto Antônio. A justificativa apresentada pelos parlamentares para urgência na tramitação dos projetos de autoria do vereador Paulo Henrique Lima é de que o tema gera desgastes aos Poderes, uma vez que trata da redução de salários de vereadores, secretários e prefeito. Além disso, o texto apresentado no requerimento se refere a bandeira política eleitoreira e oportunismo político por parte de pré-candidatos em pleno ano eleitoral.

Já o autor da proposta, subiu à tribuna e se referiu ao regime de urgência como “manobra para votarmos hoje e não ter pressão popular sobre o projeto”. Já o presidente da casa, Josemar Furini, ressaltou que a atual remuneração foi alterada pela última vez no ano de 2012 e, desde então, segue sendo corrigida de acordo com a inflação.

Josemar Furini, ressaltou que a atual remuneração foi alterada pela última vez no ano de 2012 e, desde então, segue sendo corrigida de acordo com a inflação

Votaram contra a proposta de redução de salários os vereadores Altair Panichi de Siqueira, Dilciney Batista do Amaral, Jorge Sabater, José Donizete da Costa, Luiz Alberto Antônio e Roberto Luiz Rodacki. Já os vereadores Paulo Henrique Lima e Margareth Ferreira Rocha votaram a favor da proposta. Com isso, e devido ao regime de urgência, a proposta não deve mais ser debatida ou ter 2ª votação.

PROJETO

Leia Também:  Projeto institui o Circuito Cicloturístico Rota Norte Pioneiro

De acordo com a proposta, o salário de prefeito seria reduzido de R$ 22 mil para R$ 15 mil, o de vice-prefeito de R$ 7.138 para R$ 2.045 e dos dez secretários municipais de R$ 6,8 mil para R$ 5 mil. Já o salário do presidente da câmara cairia de R$ 7,6 mil para R$ 2.045, do primeiro secretário de R$ 7,5 mil para R$ 1.545 e dos vereadores de R$ 6,6 mil para R$ 1045, valor atual de um salário mínimo.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Norte Pioneiro

Projeto institui o Circuito Cicloturístico Rota Norte Pioneiro

Publicados

em

Foto: Divulgação.

Os deputados Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Goura (PDT) apresentaram nesta quarta-feira (16), na Assembleia Legislativa do Paraná, o projeto de lei 552/2020 que institui o Circuito Cicloturístico Rota Norte Pioneiro que se estende a 20 cidades da região. Em seis pontos, o projeto objetiva desde o incentivo ao uso da bicicleta e ao turismo ecológico até o desenvolvimento dos arranjos produtivos locais e a movimentação da economia de Cornélio Procópio e dos municípios vizinhos.

“O cicloturismo é uma modalidade em que se utiliza a bicicleta não somente como meio de transporte, mas como uma parceira de viagem. O cicloturista diferencia-se do turista comum, pois seu objetivo não é simplesmente chegar ao destino final, mas aproveitar o caminho que geralmente consiste em estradas rurais e secundárias recheadas de atrativos naturais e culturais”, diz Romanelli em sua justificativa.

Romanelli destaca ainda que os cicloturistas movimentam a economia local e interagem muito mais com os moradores da região. “Uma outra vantagem é que a prática não demanda grandes obras ou investimentos. A criação de estruturas e medidas simples e eficazes podem atrair mais participantes e movimentar regiões que antes não seriam exploradas turisticamente.

 

Leia Também:  Paulo Leonar e vice confirmam candidatura à reeleição em Wenceslau Braz

Municípios

Além de Cornélio Procópio integram o Circuito as cidades de Andirá, Bandeirantes, Cambará, Carlópolis, Congonhinhas, Ibaiti, Itambaracá, Jacarezinho, Joaquim Távora, Nova Fátima, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santa Mariana, Santo Antônio da Platina, Santo Antônio do Paraíso, São Jerônimo da Serra, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz.

As prefeituras poderão definir, dentro dos limites do respectivo município, o traçado da rota que fará parte do Circuito de forma integrada com as rotas das cidades vizinhas, mapear e divulgar os atrativos e produtos turísticos da região, disponibilizar informações e oferecer matérias das rotas, atrativos e produtos turísticos em meios de comunicação físicos e virtuais, como mapas, cartilhas, certificados, passaportes, sites e aplicativos e ainda formar consórcios para a implantação, administração, manutenção e gestão dos circuitos.

“Com a implantação de circuitos cicloturisticos, a cooperação entre Estado e municípios será fortalecida. O Estado definirá o circuito e a sinalização adequada e os municípios, além da efetivação da rota e assistência aos ciclistas, vão disponibilizar uma estrutura cicloviária para uso diário dos moradores”, completa Romanelli.

 

Via: ALEP.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020