conecte-se conosco


NORTE PIONEIRO

NRE lança campanha para arrecadar celulares para alunos de familias carentes

Publicados

em

Foto: Ilustrativa - Reprodução/Internet

Devido a pandemia do novo coronavírus, aulas estão suspensas e são transmitidas online, mas muitos estudantes não têm aparelhos para acompanhar os estudos

 

O Núcleo Regional de Educação de Cornélio Procópio lançou uma campanha para arrecadar celulares para estudantes de famílias carentes. Devido a pandemia do novo coronavírus, as aulas foram suspensas e o ensino tem sido realizado online, porém, alguns alunos não têm aparelhos e não conseguem dar sequência aos estudos.

De acordo com dados do Governo do Estado, desde que as aulas presenciais foram suspensas e houve o início do ensino por meio virtuais, cerca de um milhão de alunos de escolas estaduais de todo o Paraná tem utilizado material de apoio disponibilizado pelas escolas, canais na TV aberta, plataformas online e o aplicativo Aula Paraná para acompanhar as matérias.

Apesar de serem disponibilizadas mais de uma alternativa para que os alunos estudem, os órgãos de educação explicam que todas as ferramentas são importantes para o processo de aprendizagem uma vez que uma complementa a outra.


Devido a desigualdade social em todo o país, o Ensino a Distância acaba não atendendo completamente todos os estudantes. “Não tenho celular. Por isso, realizo as atividades impressas que pego na escola de 15 em 15 dias. Se eu tivesse um celular, ia facilitar os meus estudos durante esse tempo de pandemia”, afirmou o estudante Luan Felipe Tomás.

“Não tenho celular. Por isso, realizo as atividades impressas que pego na escola de 15 em 15 dias. Se eu tivesse um celular, ia facilitar os meus estudos durante esse tempo de pandemia”, afirmou o estudante Luan Felipe Tomás.

Segundo dados do NRE de Cornélio Procópio, apenas na listagem de alunos que fazem parte do Núcleo cerca de três mil estudantes não tem um aparelho celular ou smartphone para acessar as plataformas digitais de ensino.

Leia Também:  Municípios da região já registraram mais de 1,1 mil pacientes com a Covid-19 e 71% estão recuperados

Diante da situação, a chefe do NRE de Cornélio, Ana Paula Machado, criou a campanha “Toque o Seu Coração” com o objetivo de arrecadar aparelhos celulares para serem doados aos alunos que precisam e dar condições para que eles possam estudar. Até o momento, a campanha já angariou 20 aparelhos, mas a meta é chegar aos 500. “Nós estamos fazendo todo o suporte para tornar a vida desse aluno mais fácil”, afirmou Ana Paula.

A técnica pedagógica Maria Helena Mattos deu exemplo e doou um celular que não estava utilizando para um aluno. “Tem muitas pessoas que têm um celular na gaveta em casa. E a gente tem condições, às vezes, é um probleminha tão simples que dá para consertar com baixo custo. Então, por que não doar? Isso não é um ato de amor?”, disse Maria Helena.

As doações podem ser realizadas no Nucleo Regional de Educação de Cornélio Procópio situado a Av. Minas Gerais, 453, Cornélio Procópio – PR, 86300-000. O contato também pode ser feito através do número (43) 3520-5101.

Leia Também:  Ministério Publico recomenda a prefeitura instalação de barreiras sanitárias em Jacarezinho

Ao todo, o NRE de Cornélio atende as cidades de Assaí, Bandeirantes, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Itambaracá, Jataizinho, Leópolis, Nova América da Colina, Nova Fátima, Nova Santa Bárbara, Rancho Alegre, Santa Amélia, Santa Cecília do Pavão, Santa Mariana, Santo Antônio do Paraíso, São Jerônimo da Serra, São Sebastião da Amoreira, Sertaneja e Uraí.

COMENTE ABAIXO:

Cidades

Paraná vê pior ano epidemiológico em casos e mortes por dengue

Publicados

em

Foto: Ilustrativa - Reprodução/Internet

A Secretaria de Estado da Saúde finaliza o período sazonal 2019/2020 de monitoramento da dengue com a publicação de boletim epidemiológico, nesta terça-feira (14). O Estado fecha o ciclo de 12 meses com 227.724 casos e 177 mortes confirmadas. Foi o pior ano em se tratando de casos e mortes no Estado.

O acompanhamento de julho 2019 a julho 2020 publicou 43 boletins epidemiológicos, com registros de casos confirmados, notificados, óbitos e análises sobre os índices da doença nas regiões e cada município do Estado.

Até ontem, 244 cidades estavam em situação de epidemia e 31 em alerta para a dengue. O informe mostra que 22.700 casos seguem em investigação.
Em relação aos óbitos por dengue o aumento em relação ao boletim do período anterior é de cerca de 80%. Entre 2018/2019 foram 22 óbitos e agora são 177 mortes provocadas por dengue.

Desde o início do período, a Secretaria da Saúde já alertava para a possibilidade de aumento expressivo de casos devido ao novo sorotipo da doença, o Den-2, que até então não circulava no Estado. O fluxo do subtipo diferente fez com que as pessoas infectadas evoluíssem para formas mais graves da dengue.


Apesar do encerramento do período sazonal, a Secretaria da Saúde informa que a consolidação de dados de 2019/2020 será feita no mês de novembro junto com o fechamento das informações do Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde.

Leia Também:  Sanepar vai investir R$ 258 milhões em 14 municípios e Jacarezinho está na lista

“A doença segue como uma das maiores preocupações do Estado”, disse o secretário da Saúde, Beto Preto. Os números do ano epidemiológico ficaram altos altos, mas não significa que acabou. Existe uma epidemia de dengue e por isso a Secretaria da Saúde reforça o apelo para a que população fique atenta.

 

Via: Bem Paraná.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020