conecte-se conosco


VIZINHANÇA COM SÃO PAULO PREOCUPA

Paraná vai reforçar fiscalização na divisa com São Paulo; Norte Pioneiro é um dos principais acessos

Região tem diversos acessos ao estado vizinho. Objetivo é impedir que pessoas com sintomas da doença entre em território paranaense

Publicados

em

Região tem seis acessos rodoviários ao Estado de São Paulo - Foto: Divulgação

O Governo do Paraná divulgou que vai reforçar a fiscalização na divisa com o Estado de São Paulo. As ações devem começaram nesta quinta-feira (21) e objetivo é impedir que pessoas com sintomas do novo coronavírus entrem em território paranaense.

Ao todo, os 11 postos de fiscalização em rodovias que ligam o estado paranaense ao paulista devem ganhar um reforço de 40% no número de agentes. A decisão foi tomada pelo governador Ratinho Junior em reunião junto aos seus secretários visto o feriado prolongado de seis dias que começou nesta quinta-feira na capital paulista. A preocupação do governo é que isso aumente o fluxo de pessoas para cidades do Paraná.

Com isso, os agentes devem realizar ações de fiscalização, monitoramento e triagem visando identificar pessoas que apresentem os sintomas da Covid-19 e, caso isso seja identificado, o indivíduo será impedido de entrar no estado e deve ser encaminhado a uma unidade de tratamento médico especializado permanecendo isolado até que saiam os resultados dos exames.

A operação será comandada pela Secretaria da Segurança Pública em parceria com a Secretária de Estado da Saúde, contando assim a atuação de Policiais Rodoviárias Estaduais, Policiais Rodoviários Federais e Exército. Ao todo, será realizada fiscalização em nove postos da Polícia Militar e dois da Polícia Rodoviária Estadual.

Vale ressaltar que o Estado de São Paulo lidera o ranking nacional de pacientes mortos pelo novo coronavírus no país. Ao todo, são mais de 5 mil mortes e mais de 65 mil casos confirmados da doença de acordo com os dados divulgados na terça-feira (19).

Leia Também:  Projeto institui o Circuito Cicloturístico Rota Norte Pioneiro

DIVISAS DO NORTE PIONEIRO

Apesar do governo não ter divulgado os locais em que os postos de fiscalização ficam situados, a região do Norte Pioneiro conta com diversos locais de acesso ao estado paulista. Uma das principais entradas de veículos vindos de São Paulo para o Paraná na região é a BR-153 na divisa entre os municípios de Jacarezinho e Ourinhos/SP, rodovia que concentra grande fluxo de automóveis e caminhões.

Divisa de Santana do Itararé com Itaporanga, uma das mais vulneráveis da região – Foto: Arquivo Folha Extra

Outra rodovia que liga os dois estados é a PR-272 entre os municípios de Santana do Itararé e Itaporanga/SP. Este local, inclusive, não há nenhum tipo de fiscalização e conta com rotas de coletivos interestaduais, por exemplo. Vale ressaltar que os dois municípios já registraram casos positivos da doença.

As PR-424 e PR-151 ligam os municípios de Salto do Itararé ao município paulista de Barão de Antônina. Já a PR-218 dá acesso para quem chega do município paulista de Fartura a cidade paranaense de Carlópolis. A PR-151 também dá acesso do município de Ribeirão Claro à cidade paulista de Chavantes e a BR-369 liga Cambará a Ourinhos. Em Andirá, a PR-092 liga o estado paranaense à cidade Palmital/SP.

COMENTE ABAIXO:

Norte Pioneiro

Projeto institui o Circuito Cicloturístico Rota Norte Pioneiro

Publicados

em

Foto: Divulgação.

Os deputados Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Goura (PDT) apresentaram nesta quarta-feira (16), na Assembleia Legislativa do Paraná, o projeto de lei 552/2020 que institui o Circuito Cicloturístico Rota Norte Pioneiro que se estende a 20 cidades da região. Em seis pontos, o projeto objetiva desde o incentivo ao uso da bicicleta e ao turismo ecológico até o desenvolvimento dos arranjos produtivos locais e a movimentação da economia de Cornélio Procópio e dos municípios vizinhos.

“O cicloturismo é uma modalidade em que se utiliza a bicicleta não somente como meio de transporte, mas como uma parceira de viagem. O cicloturista diferencia-se do turista comum, pois seu objetivo não é simplesmente chegar ao destino final, mas aproveitar o caminho que geralmente consiste em estradas rurais e secundárias recheadas de atrativos naturais e culturais”, diz Romanelli em sua justificativa.

Romanelli destaca ainda que os cicloturistas movimentam a economia local e interagem muito mais com os moradores da região. “Uma outra vantagem é que a prática não demanda grandes obras ou investimentos. A criação de estruturas e medidas simples e eficazes podem atrair mais participantes e movimentar regiões que antes não seriam exploradas turisticamente.

 

Leia Também:  Estudo realizado pela UENP aponta 8,5% da população adulta com anticorpos para Covid-19

Municípios

Além de Cornélio Procópio integram o Circuito as cidades de Andirá, Bandeirantes, Cambará, Carlópolis, Congonhinhas, Ibaiti, Itambaracá, Jacarezinho, Joaquim Távora, Nova Fátima, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santa Mariana, Santo Antônio da Platina, Santo Antônio do Paraíso, São Jerônimo da Serra, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz.

As prefeituras poderão definir, dentro dos limites do respectivo município, o traçado da rota que fará parte do Circuito de forma integrada com as rotas das cidades vizinhas, mapear e divulgar os atrativos e produtos turísticos da região, disponibilizar informações e oferecer matérias das rotas, atrativos e produtos turísticos em meios de comunicação físicos e virtuais, como mapas, cartilhas, certificados, passaportes, sites e aplicativos e ainda formar consórcios para a implantação, administração, manutenção e gestão dos circuitos.

“Com a implantação de circuitos cicloturisticos, a cooperação entre Estado e municípios será fortalecida. O Estado definirá o circuito e a sinalização adequada e os municípios, além da efetivação da rota e assistência aos ciclistas, vão disponibilizar uma estrutura cicloviária para uso diário dos moradores”, completa Romanelli.

 

Via: ALEP.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020