conecte-se conosco


COVID-19

Saúde descarta caso suspeito de coronavírus em Santo Antônio da Platina

19ª Regional de Saúde disse ontem que um caso suspeito da doença era monitorado na cidade, além de outros dois em Jacarezinho

Publicados

em

Foto: Antônio de Picoli - Tribuna do Vale

A Secretaria Municipal de Saúde de Santo Antônio da Platina informou na noite de ontem (16) que ocorreu uma falha de comunicação por parte da 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho, e que não há casos suspeitos de coronavírus no município.

De acordo com a secretária da Pasta, Gislaine Galvão, durante o dia uma mulher que retornou de São Paulo procurou atendimento, após apresentar sintomas da doença, mas o protocolo médico descartou qualquer relação com a Covid-19.

A 19ª Regional de Saúde havia informado na tarde de ontem que, além de um caso suspeito em Santo Antônio da Platina havia outros dois pacientes em investigação, em Jacarezinho. O órgão deve atualizar as informações ao longo desta terça-feira (17).

Luiz Gulherme Bannwart – Portal www.portaltanosite.com

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Hospital de Clínicas do Paraná é escolhido pelo Instituto Butantan para testar vacina

Cidades

Estudante de medicina suspeito de manter a mãe em cárcere é preso no interior

Publicados

em

No local, os policiais encontraram a vítima em estado alarmante

Um estudante de medicina, de 27 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Civil do Paraná por ser suspeito de manter a própria mãe, de 52, em cárcere privado. No local, os policiais encontraram a vítima seminua na cama, sem lençóis e suja de urina.

Segundo a delegada Mônica Ferracioli, da Delegacia da Mulher, a polícia descobriu o crime após uma denúncia, que no local foi confirmada. “Tudo que estava na denúncia foi confirmado no local. A mulher vivia ali e fazia meses que não saia de dentro de casa. O pessoal da saúde vinha, ele espiava pela janela e não abria a porta. A casa vivia constantemente fechada, as janelas estavam cobertas por papel alumínio e o muro é bem alto pra ninguém ver nada ali mesmo”, descreveu a delegada.

Com a polícia no local, na hora do encontro, a mulher apresentava fraqueza, desnutrição e estava com hematomas no rosto. O filho justificou aos policiais que as lesões eram consequências de quedas sofridas na casa.

Leia Também:  Hospital de Clínicas do Paraná é escolhido pelo Instituto Butantan para testar vacina

Ainda, segundo a Polícia Civil, a casa cheirava um forte odor de fezes.

Diante do fato, a senhora foi encaminhada a um hospital da cidade, onde ela permanece internada. Já o filho irá responder pelo crime de cárcere privado.

A ação ocorreu nesta quarta-feira (01), em uma residência no bairro Morumbi, na cidade de Foz do Iguaçu, oeste do Paraná.

Fonte Banda B

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020