5.4 C
Wenceslau Braz

Segundo semestre começa com 80% das escolas estaduais abertas no Paraná

Retorno às aulas após as férias aconteceu nesta quarta-feira onde alguns estudantes compareceram as aulas presenciais no modelo hibrido

Depois de suspender as atividades presenciais por um tempo médio de um ano e meio devido à pandemia da Covid-19, aos poucos as escolas da Rede Pública Estadual de Ensino voltaram a receber estudantes no retorno das férias que aconteceu nesta quarta-feira (21). De acordo com informações da Secretaria de Estado da Educação, 80% das escolas estaduais estão abertas recebendo alunos para atividades presenciais no modelo híbrido.

- Advertisement -

Apesar de mais colégios estaduais estarem retomando suas atividades, a presença dos alunos na escola não é uma grande novidade. Isso porque o Paraná vem organizando o retorno das atividades presenciais de maneira gradual desde o dia 10 de maio. Nesta semana, mais de 1,7 mil colégios estaduais estão abrindo suas portas para os alunos, cerca de 500 instituições a mais do que no início da retomada das atividades no primeiro semestre.

- Advertisement -

O clima de retorno, porém, ainda não acontece em alguns municípios do estado devido aos decretos municipais que ainda restringem a presença dos alunos na escola e, com isso, as atividades seguem no modelo remoto.

O secretário de educação do Paraná, Renato Feder, desejou boas vindas para estudantes e professores. “Desejamos um excelente retorno aos estudantes e também aos professores, que já passaram os últimos dois dias nas escolas realizando estudos e planejamento para a metade final deste ano”, diz o secretário Renato Feder.

Ainda de acordo com a Secretaria Estadual de Educação, as retomadas graduais das atividades irão seguir sendo realizadas de acordo com datas acordadas entre as escolas e seus respectivos Núcleos Regionais de Educação. A Folha tentou contato com as chefias dos NRE de Wenceslau Braz e Jacarezinho, mas os responsáveis pela divulgação das informações se encontravam em reunião.

Outro ponto destacado pela Seed é que o retorno presencial dos alunos, por ora, ainda não é obrigatório, sendo que os pais ou responsáveis pelos estudantes que concordarem ou desejarem que os filhos retornem as salas de aula devem assinar um termo de autorização que pode ser obtido e entregue na instituição de ensino em que o aluno está matriculado.

Já no caso dos alunos, pais ou responsáveis que optarem por não frequentar as aulas presenciais neste momento, estes poderão continuar acompanhando as atividades e seguindo sua rotina de estudo de maneira remota através de transmissões do Google Meet e das plataformas Aula Paraná, Canais disponíveis na TV aberta e do Youtube.

A Secretaria de Educação ainda está disponibilizando conteúdos de orientação à comunidade escolar que podem ser encontrados na página Aulas Seguras 2021. O kit conta com perguntas e repostas frequentes, cartilha com os principais procedimentos de biossegurança, cartazes com dicas para professores e alunos, além do termo de autorização para que pais e responsáveis de alunos que irão retornar as atividades presenciais preencherem.

Para que o retorno seja realizado de maneira segura, as instituições de ensino irão seguir protocolos de segurança e prevenção a proliferação do coronavírus, tais como garantia do distanciamento de 1,5 metros entre os alunos, disponibilidade de álcool gel para os estudantes e funcionários, além da obrigatoriedade do uso de máscara e aferição de temperatura de alunos e funcionários assim que acessam as dependências da escola. As regras do distanciamento, uso de álcool gel, máscara e aferição de temperatura também serão exigidas em locais onde há transporte escolar.

“É importante reabrir. A escola precisa do aluno e o aluno precisa da escola para um futuro melhor. Que a gente consiga ter uma escola aberta, uma escola segura e que volte a ser frequentada pelos alunos. Esse semestre foi desafiador como todo o ano passado. Mas conseguimos alcançar a vacinação em massa”, afirmou Renato Feder.

VACINAÇÃO

A Secretaria de Educação destacou a importância da imunização de professores e profissionais da educação para o retorno seguro das aulas com mais de 223 mil pessoas imunizadas ao menos com a primeira dose da vacina contra a Covid-19, o que proporciona atualmente um cenário bem diferente do retorno às aulas no início do ano.

“A vacinação foi fundamental para os professores, os funcionários das escolas e toda a comunidade escolar. O Paraná desenvolveu o mais completo programa de aula virtual do País, mas nada substitui o atendimento diário e o olho no olho. O segundo semestre será transformador para a educação do Estado”, destacou Feder.

- Advertisement -

Deixe uma resposta

MAIS NOTÍCIAS