conecte-se conosco


TURISMO

Tomazina consegue licenças e R$ 1 milhão para início das obras do Parque das Corredeiras

Publicados

em

Foto: Reprodução/Internet

Além do recurso oriundo do governo federal, o município ainda entrará com uma contrapartida de R$ 42 mil para execução do projeto

 

Nesta quarta-feira (05) o prefeito Flávio Zanrosso utilizou as redes sociais para comunicar que as obras do Parque das Corredeiras devem começar na próxima semana com investimentos que ultrapassam a casa de R$ 1 milhão.

Zanrosso explicou que a prefeitura conseguiu todas as licenças necessárias para que a obra seja iniciada e a expectativa é de que isso aconteça já a partir da próxima segunda-feira (10). O prefeito ainda explicou que o local irá receber um investimento de R$ 1 milhão a fundo perdido via governo federal. Além deste valor, a prefeitura irá realizar uma contrapartida no valor de R$ 42 mil.

“É uma notícia excepcional e que me traz muita alegria. Temos trabalhado muito para mudar a realidade da nossa população e buscar realmente fazer a diferença. Fomentar o turismo gerando emprego e renda para os moradores de Tomazina já deixou de ser um sonho pessoal e hoje é um compromisso que tenho com a cidade. Além disso, queremos proporcionar mais qualidade de vida, esporte e lazer a nossa população e porque não a de pessoas que residem em municípios vizinhos e possam visitar nossos pontos turísticos”, comemorou Zanrosso.

Ao lado do Diretor de Obras, Clóvis estive no Salto Cavalcanti, as Obras do Parque que levará o nome de Juvenal Batista estão 99% finalizadas. Restando a limpeza final. Essa é a primeira etapa, na sequência a Prefeitura fará o Estacionamento, o Acesso ao parque para pedestres e o cascalhamento da estrada. Eu acredito no Turismo para gerar empregos, acredite você também que iremos transformar Tomazina em um polo turístico!!!

Posted by Flávio Zanrosso on Monday, August 3, 2020

Flávio destacou que as obras e investimentos vão proporcionar ao local decks, quadras de esportes, pistas de caminhadas entre outras opções de entretenimento. O prefeito ainda aproveitou para agradecer aos parlamentares parceiros de sua gestão pela ajuda na busca pelos recursos.

Leia Também:  Projeto institui o Circuito Cicloturístico Rota Norte Pioneiro

“Vamos trabalhar para investir este dinheiro da melhor forma possível proporcionando um lugar agradável a todos os visitantes. Agradeço aos meus parceiros, deputado federal João Arruda por intermediar a busca do recurso junto ao governo federal e ao deputado Alexandre Curi e sua equipe pelo auxílio junto aos órgãos estaduais”, finalizou o prefeito.

Segundo Flávio, a ordem de serviço será emitida ainda nesta quarta-feira para que as obras comecem na próxima semana.

COMENTE ABAIXO:

Cidades

Governo do Paraná estuda ‘teste’ de volta às aulas em cidades com menores índices de Covid-19

Publicados

em

Foto: Reprodução/Internet

O governo do Paraná avalia a possibilidade de criar uma plano-piloto antes da retomada das aulas presenciais suspensas desde o dia 20 de março. O assunto foi tema de reunião nesta quarta (23) entre representantes da Secretaria de Estado de Educação e Esportes (SEED), da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) e o pela Casa Civil. A ideia é que o retorno aconteça antes, seguindo todos os protocolos de segurança, nas regiões com menores índices de transmissão, contaminados e mortes por Covid-19. A princípio, as primeiras cidades que receberiam o plano-pliloto são Irati, Guarapuava ou União da Vitória. Uma nova reunião foi marcada para a próxima semana para tratar do assunto e tanto a Sesa, quanto a SEED, são enfáticas ao afirmar que ainda não há data nem para o plano-piloto e nem para o retorno das aulas presenciais.

“A Seed trabalha para fomentar o retorno seguro. Baseado no decreto que estabelece que será  a Secretaria de Estado da Saúde  vai definir o retorno, a Secretaria de Estado da Educação  e do Esporte vem discutindo tema com a Sesa  e somente diante de um cenário  seguro será feito o retorno às aulas”, afirma nota enviada pela assessoria da SEED.  A secretaria de Saúde confirmou a realização da reunião e o plano-piloto.

Segundo a proposta em estudo, o plano-piloto deve durar de duas a três semanas, quano serão analisados todos os dados e se der certo, poderá ser implantado em outras cidades, assim o retorno às aulas no Paraná seria gradativo. O plano-piloto, se aprovado, seguirá todas as normas já aprovadas pela Sesa e pela Seed no chamado Protocolo de Retorno de Aulas Presenciais no Paraná.  De acordo com o documento, os estudantes serão divididos em grupos, que farão revezamento permanecendo por uma semana em aulas presenciais e por uma semana em aulas remotas (on-line). As escolas terão que fazer o levantamento sobre quantos alunos retornarão às aulas e quantos continuarão no ensino online, para organizar o retorno de maneira que haja o distanciamento mínimo de 1,5 metros.

VEJA O PROTOCOLO PARA RETORNO DAS AULAS PRESENCIAIS NA ÍNTEGRA

As aulas de Educação Física deverão ser feitas remotamente ou substituídas por aulas teórica. Também é recomendado o fechamento da biblioteca, laboratórios de informática, laboratório de ciências, salas de projeções, brinquedoteca e piscinas “Sugere-se que as crianças não levem seus próprios brinquedos para a escola, cabendo às escolas disponibilizá-los, bem como garantir sua limpeza e higienização, imediatamente após o uso, ficando vedado o compartilhamento de objetos entre as crianças”, afirma o protocolo.

Leia Também:  Polícia Rodoviária Estadual orienta motoristas sobre cuidados no trânsito e com a Covid-19

Veja principais pontos do Protocolo de Retorno das Aulas

Distanciamento

O protocolo prevê um distanciamento de 1,5m em todos os espaços, incluindo na sala de aula. Será feita também a aferição de temperatura de todos que entrarem a escola, tendo como limite 37º.

Horários de aula

Já os horários de entrada e saída, e intervalo/recreio devem ser redefinidos e intercalados, de modo a evitar a aglomeração de pessoas e a circulação simultânea de grande número de alunos, nas áreas comuns e nos arredores do estabelecimento.

Modelo híbrido e escalonado

O ensino híbrido será adotado. As aulas remotas permanecem diariamente e as aulas presenciais ocorrerão de forma escalonada. Para isso, os estudantes serão divididos em grupos, que farão revezamento permanecendo por uma semana em aulas presenciais e por uma semana em aulas remotas (on-line). A retomada de conteúdos também é uma das preocupações do protocolo, com atividades, recuperação e atendimento de estudantes com maior dificuldade.

Volta escalonada

Quando a data for definida pela Sesa o protocolo prevê um retorno gradual, por faixa etária, na seguinte ordem:

Leia Também:  Bandeirantes ultrapassa 700 casos da Covid-19 e PM notifica aglomerações no município

– Estudantes do 3º ano do Ensino Médio e 9º ano do Ensino Fundamental

– Estudantes do Ensino Médio

– Estudantes do Ensino Fundamental I e II

– Estudantes da Educação Infantil (menores de 2 anos não voltam por enquanto)

 

Entre as principais medidas sanitárias previstas pelo protocolo estão a compra de insumos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todos. Só para a rede estadual serão adquiridos:

– 5 milhões de máscaras de tecido

– 200 mil litros álcool em gel por mês

– 200 mil litros de álcool 70% por mês

– 95 mil luvas

– 10 mil termômetros

– 15 mil toucas

– 105 mil dispensers

– 15 mil macacões

– 15 mil botas

Professores ameaçam greve

Em a assembleia on-line comandada pela APP Sindicato no dia 12 de setembro, professsores e servidores da rede estadual de ensino em 209 cidades do Estado  aprovaram greve caso as secretarias de Educação e Saúde decidam recomeçar o ensino presencial neste ano. Mais de 2,7 mil profissionais que trabalham na educação pública do Paraná se cadastraram para participar da assembleia, que aconteceu por videoconferência na plataforma Zoom.

Via: Josiane Ritz – Bem Paraná.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020