conecte-se conosco


Entretenimento

Participante do “Big Brother” Itália desiste de programa por familiar com corona

Publicados

em


source

Adriana Volpe , que era uma das participantes do “Grande Fratello VIP”, o “Big Brother” italiano com famosos, pediu para deixar o programa. Ela teria desistido ao descobrir que seu marido está com coronavírus.

Leia também: Participantes do BBB da Itália ligam para família

arrow-options
Reprodução

“Grande Fratello”, o BBB italiano


Leia também: Como fica o “BBB” com a pandemia do coronavírus?

Em nota, o BBB italiano disse que a participante, que é apresentadora e ex-modelo, teve motivos pessoais. O apresentador do programa, Alfonso Signorini, no entanto, explicou, mais tarde, que a saída de dela estava “relacionada a esta emergência [do coronavírus]”. Nas redes sociais, fãs do programa especulam que o marido da celebridade tenha sido infectado pelo vírus.

Leia também: “BBB 20”: Após ouvir sobre coronavírus, Daniel pega barata na mão e é criticado

Adriana é casada com Roberto Parli , que sempre esteve muito ativo nas redes sociais, mas que desapareceu do Instagram, sem comentar nada nos últimos dias, conforme informou o jornal italiano ” Il tempo “. O apresentador do BBB da Itália fez um live nas redes sociais e explicou que a ex-modelo foi informada que o estado de saúde do marido piorou e, por isso, a apresentadora deixou o reality.

Leia Também:  Saudade inspira estudante de Curitiba a construir colégio no jogo Minecraft
Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:

Entretenimento

Saudade inspira estudante de Curitiba a construir colégio no jogo Minecraft

Publicados

em

Foto: Reprodução/Internet

Em tempos de isolamento, vale tudo para aliviar a saudade sem colocar em risco a saúde de todos e seguindo a regra fundamental para achatar a curva de contaminação da Covid-19: ficar em casa o máximo de tempo possível. A maneira encontrada pelo estudante da 1a série do Ensino Médio, Lucas Werneck, de 15 anos, de conciliar a saudade de estar na escola e das pessoas do seu convívio com a quarentena tem sido recriar cada detalhe de toda a estrutura física do colégio por meio de um jogo eletrônico, que permite construir blocos tridimensionais.

Usando a versão para celular do Minecraft (Pocket Edition) e recursos de textura, em menos de três meses, Lucas já reproduziu a fachada de todas as instalações que compõem a unidade Jardim Ambiental do Colégio Positivo, em Curitiba. “Desde a infância, entre 8 e 10 anos, sempre gostei de construir no Minecraft, mas com o tempo fui parando de jogar. Agora, com a quarentena, aproveitei para voltar. E a primeira coisa que veio à minha cabeça para construir, da qual eu me lembrava bem, foi o colégio”, conta.

Leia Também:  Depois de 13 anos, o Ira! volta com novo álbum relevante em uma cena combalida

 

Via: Bem Paraná.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020