14.5 C
Wenceslau Braz

TikTok ultrapassa o Facebook e se torna o aplicativo mais baixado no mundo

A plataforma chinesa ganhou destaque durante a pandemia, e tem aumentado a cada dia o seu número de adeptos

- Advertisement -

É Facebook, acaba de perder o seu posto! Segundo uma análise global compilada pelo jornal asiático Nikkei Ásia, o aplicativo chinês TikTok, superou o primogênito de Zuckerberg, o Facebook, se tornando o App mais baixado no ano de 2020. A rede social também ultrapassou outros nomes do grupo, como o Instagram e o Whatsapp.

Segundo o indicador da empresa norte-americana Wallaroo Media, atualmente uma plataforma conta com mais de 1,9 bilhão de usuários ativos, roubando o destaque do até então gigante da internet, o Facebook. Durante uma pandemia, o aplicativo se tornou viral, e conta com a presença de grandes portais de notícias, influenciadores digitais e até políticos.

- Advertisement -

De acordo com o Wall Street Journal, em 2020, a ByteDance, dona da rede social, dobrou o faturamento do ano anterior, arrecadando cerca de 34,4 bilhões de dólares. A pluralidade de conteúdos e vasta possibilidade de ferramentas, fazem da plataforma um grande sucesso, mas resta a dúvida: será que o App se manterá forte, mesmo após a pandemia?

Veja a lista dos aplicativos mais instalados de 2020, segundo a Nikkei Asia:

tabela redes sociais
Foto: Reprodução Internet

TikTok atropela Facebook e já vale cerca de R$ 1,5 trilhão (sim, trilhão)

Quem acompanha os filhos assistindo ao TikTok talvez não imagine que, por trás das dancinhas, esteja uma das empresas mais valiosas do mundo. A chinesa Bytedance, dona do aplicativo, deve abrir capital em breve, e negociações secundárias (antes da oferta das ações na Bolsa) avaliam a empresa em mais de US$ 250 bilhões (cerca de R$ 1,4 trilhão), segundo reportagem da Bloomberg.

O Facebook, assim como o YouTube e outras plataformas, tem se esforçado para vencer o TikTok, sem grande sucesso. O aplicativo das dancinhas e vídeos curtos está a caminho de se tornar a próxima plataforma de 1 bilhão de usuários em 2021, e seus seguidores estão passando muito mais tempo no aplicativo do que no Facebook ou no Instagram.

Muitos acreditavam que a competição nas redes sociais estava morta há alguns anos, com o Facebook isolado na liderança, mas essa deixou de ser a realidade. A última vez que a plataforma de Mark Zuckerberg havia sido ameaçada de algum modo foi quando o Snapchat começou a crescer rapidamente. Porém, após a compra do Instagram pelo Facebook e o lançamento dos Stories e vídeos verticais, o crescimento do Snap desacelerou.

O Facebook tentou o mesmo artifício para barrar o TikTok ao lançar o Reels no Instagram, mas sem sucesso. Como escreve Andrew Hutchinson no Social Media Today, o problema principal é algo que o Facebook e o Instagram dificilmente vão conseguir superar: “A construção do TikTok e a maneira como ele mantém os usuários engajados são fundamentalmente diferentes da abordagem do Facebook.

O Facebook sempre levou uma grande vantagem por ter mais dados do que todos os seus concorrentes, o que facilita mostrar às pessoas o que elas gostam sobre os contatos com que elas mais se importam. Ou seja, o app usa sua rede de relacionamentos para determinar o que você verá.

Mas o TikTok funciona de modo totalmente diferente. Ele não está nem aí para quem são seus amigos, a única coisa que importa é o que você vê e passa mais tempo assistindo. Enquanto o Facebook escolhe o que te mostrar entre uma dezena de posts da sua rede de interesse, o TikTok escolhe entre milhões e milhões de vídeos.

Quando você entra no Facebook, ele quer saber quem são seus amigos ou quem te interessa no Instagram. Já o TikTok começa a te mostrar dezenas de vídeos aleatórios e vai usar algoritmos poderosos para descobrir o que faz você ficar mais tempo assistindo aos vídeos.

Assim, o TikTok é mais efetivo para descobrir tendências e o que você realmente gosta. Eu, por exemplo, descobri que vídeos de cães felizes ao som de “Weee” e aviões rompendo a barreira do som voando são meu ponto fraco e o que mais vejo.

- Advertisement -

Deixe uma resposta

MAIS NOTÍCIAS