conecte-se conosco


Esportes

Fórmula 1 vai evitar países com sistemas de saúde debilitados e insuficientes

Publicados

em

A Fórmula 1 vai evitar ir a países com sistemas de saúde debilitados em razão da pandemia do novo coronavírus e incapazes de garantir a segurança das pessoas, assegurou o austríaco Alexander Wurz, presidente da Associação dos Pilotos de Grande Prêmio (GPDA, na sigla em inglês).

“Não iremos a países onde a crise da saúde seja tão grave que não haja capacidade suficiente em seu sistema médico”, enfatizou Wurz, em entrevista ao “Vodcast” da emissora Sky Sports.

O representante dos pilotos participou de uma reunião via videoconferência com o chefão da Fórmula 1, Chase Carey, e o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt, em que foram discutidas maneiras de minimizar os ricos de contágio durante a temporada, que ainda está para ser iniciada.

“Não houve negociação, apenas debate para contribuir com ideias a fim de certificarmos que possamos retornar o mais breve possível e, acima de tudo, da maneira mais segura. Jean Todt e Chase Carey deixaram isso bem claro”, afirmou o ex-piloto.


Wurz garantiu que a Fórmula 1 se tornou uma “indústria extremamente segura” após as mortes do austríaco Roland Ratzenberger, durante treino classificatório para o GP de San Marino de 1994, e de Ayrton Senna, na corrida no dia seguinte. No entanto, agora, com o coronavírus, os planos terão de ser repensados para assegurar a segurança de todos os envolvidos.

Leia Também:  China alerta para nova pneumonia mais mortal que a covid-19

“Todos, os mecânicos, os líderes de equipe, os comissários estão acostumados a seguir protocolos de segurança muito rigorosos. E isso funcionou fantasticamente durante as últimas três décadas. O automobilismo, sem redução de desempenho, tornou-se extremamente seguro”, analisou.

A temporada da Fórmula 1, cujo início foi adiado em razão da pandemia do novo coronavírus, está programada para começar em julho, com o GP da Áustria como corrida inaugural. A pandemia afetou até o momento dez etapas do Mundial, entre cancelamentos e adiamentos. Uma das provas canceladas foi o GP da Austrália, que abriria a temporada.

A previsão, com o calendário reformado, é de realizar entre 15 e 18 corridas neste ano. O encerramento pode ser em dezembro, com as provas no Bahrein e nos Emirados Árabes Unidos.

COMENTE ABAIXO:

Esportes

Clubes vão se reunir com o Governo na quinta para a volta do Campeonato Paranaense

Publicados

em

estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa: opção para jogos da capital (Foto: Reprodução/Twitter/OFECoficial)

Retorno ficou mais próximo após o governador Ratinho Júnior anunciar o término da quarentena restritiva

 

Os representantes dos oito clubes do Campeonato Paranaense e o presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Hélio Cury, vão se reunir na próxima quinta-feira (16) com o governador Ratinho Júnior e o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto, para definir o retorno do estadual a partir de sábado (18). A volta ficou mais próxima depois do governador anunciar o término da quarentena restritiva no combate ao novo coronavírus, com exceção do litoral, que permanece até o dia 21.

“Com essa decisão do governo, ficou muito mais fácil para voltar o nosso campeonato. A gente está esperando que isso aconteça e conversei muito com o Hélio Cury. O Operário trabalha para que o nosso jogo seja em Cianorte no sábado e estamos trabalhando com tudo para que isso aconteça. Se não acontecer, vai ser para quarta-feira”, explicou Álvaro Góes, presidente do Operário, em entrevista à Banda B.

De acordo com a tabela proposta pela Federação Paranaense de Futebol (FPF), os primeiros jogos a serem realizados já no sábado (18) seriam Cianorte x Operário e Rio Branco x FC Cascavel. Os outros dois confrontos entre Athletico x Londrina e Paraná x Coritiba aconteceriam no domingo (19).

 

Leia Também:  Athletico tem oito atletas que testaram positivo para Covid-19

Final antes do início do Brasileirão

Se houver a liberação dos jogos a partir do final de semana, as duas partidas da decisão do Campeonato Paranaense acontecerão nos dias 02 e 05 de agosto. O principal objetivo dos clubes e da FPF é justamente terminar o estadual antes do início das Séries A, B e C, que começam na semana seguinte.


 

Relembre como estava o Campeonato Paranaense

O Campeonato Paranaense foi paralisado no dia 15 de março após a realização da última rodada da fase de classificação. Coritiba, FC Cascavel, Athletico, Operário, Cianorte, Londrina, Rio Branco e Paraná garantiram a vaga nas quartas de final.

Cascavel CR e Toledo escaparam do rebaixamento, mas não se classificaram para o mata-mata. Já PSTC e União Beltrão caíram para a segunda divisão do estadual.

 

Via: Banda B.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020