Outras Regiões

Após suspeita de tumor no útero, mulher descobre que está grávida de quíntuplos

Casal disse que tentava gravidez há quatro meses e que fecundação ocorreu naturalmente.
Anieli com o filho, Davi, e o marido, Luis Fernando (Foto: Arquivo Pessoal)

Após uma suspeita de ter um tumor no útero, uma mulher descobriu que está grávida de cinco bebês em Chopinzinho, no sudoeste do Paraná. De acordo com o casal, que teve a confirmação da gravidez no dia 5 de abril, a fecundação ocorreu naturalmente.

Quando Anieli Camargo Kurpel, 24 anos, começou a se sentir diferente, logo desconfiou que estava grávida. As primeiras dores começaram ainda em março. Mas, quando a jovem foi procurar por atendimento para fazer um exame, veio o susto.

O médico disse que ela não estava grávida e que poderia ter um cisto no ovário ou até um tumor no útero. Anieli recebeu medicamentos para acalmar as dores, mas não confiou muito no diagnóstico.

"Você sabe, coração de mãe. Ela decidiu esperar mais um pouco", contou o marido Luis Fernando Araújo, de 33 anos.

E o coração dela estava certo. Porém, no momento do ultrassom, a surpresa. Anieli não esperava apenas um bebê. Cinco batidas de corações puderam ser ouvidas durante o exame de ultrassom. A jovem entrava na sétima semana de gestação. Veja no vídeo acima.

"Na hora fiquei um pouco assustada, mas fiquei muito feliz porque eu queria mais filhos. Todo dia rezava para Deus e pedia por mais um filho", conta Anieli.

Caminho até a confirmação

Entre a desconfiança de uma gravidez e a confirmação dos cinco bebês, o casal viveu momentos de altos e baixos. Luis Fernando conta que eles estavam tentando ter um filho há quatro meses. Anieli já tem um menino, de 6 anos, de um outro relacionamento. Ele será pai pela primeira vez.

Após passar por uma consulta, ela recebeu um atestado médico de quatro dias. Na volta para o serviço, foi demitida. Ela havia sido recém-contratada para trabalhar como auxiliar administrativa de um posto de combustíveis.

A jovem continuou fazendo exames de gravidez, sempre com resultados positivos. No dia 1º de abril, o casal voltou ao posto de saúde. Anieli estava com dores e a médica suspeitou de uma gravidez molar, que é quando a placenta desenvolve um tipo de tumor.

Antes de ser encaminhada para o especialista, a jovem ouviu que havia a possibilidade de que ela perdesse o útero. Quatro dias depois, recebeu a notícia de que na verdade carregava cinco bebês na barriga

"Foi único. Eu senti uma emoção muito grande. Escutar cada coração foi lindo, foi um presente de Deus", afirma a jovem.

Gravidez rara

O primeiro filho de Anieli, Davi, teve as preces mais que atendidas. A jovem conta que o menino queria muito um irmão. Agora, serão cinco de uma vez. "Ele está muito feliz", diz.

O caso, que repercutiu na cidade de 19 mil habitantes, também virou motivo de curiosidade entre médicos. O ginecologista Tiago Wainberg foi quem fez o exame de ultrassom em Anieli. Com carreira recente, o médico disse que nunca tinha visto um caso parecido - apenas nos livros.

De acordo com o médico, as estatísticas mostram que as chances de uma gravidez de gêmeos é de 3,4%. Já no caso de Anieli, quase não há estatísticas de gravidez para quíntuplos. "É um achado médico, praticamente impossível", conta Wainberg.

A gravidez da jovem requer muitos cuidados, segundo o médico, pois é de alto risco.

"Ela é uma paciente muito especial. Vai ser observada semana após semana. Essa paciente vai sofrer alterações no corpo durante toda a gravidez. Tudo que uma mulher grávida passa, ela vai passar cinco vezes", diz o médico.

Além da preocupação com a saúde dos bebês, o casal agora pensa em como irá se preparar. Eles contam que não tem condições financeiras, já que vão precisar de muitas roupas, fraldas e leite.

"Por mais que sejam cinco bebês e na hora a gente ficar assustada, já amo todos e quero todos. Estou bem confiante", comemora Anieli.