Colunas

Atlético quer aproveitar semana sem jogo para recuperar grupo

(Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo)

Uma semana completa de trabalho. O intervalo entre os jogos contra Paraná e Santos será ideal para Tiago Nunes fazer ajustes no Atlético. O treinador quer recuperar a parte física dos jogadores e também melhorar a parte defensiva antes de o Furacão voltar a campo no Campeonato Brasileiro.

Antes de começar a preparação para enfrentar o Peixe, o elenco do Rubro-Negro terá dois dias de folga - a equipe se reapresenta na quarta-feira (26), no CT do Caju. Tiago Nunes destacou que o breve período também será benéfico para a parte mental e emocional dos atletas.

 

Coritiba tem dois jogos no Couto Pereira para ainda sonhar com G-4 da Série B

O Coritiba tem a chance de se recuperar na Série B após o empate com o CRB, com duas partidas no Couto Pereira. A equipe paranaense enfrenta o Avaí e o Juventude em seus domínios.

O Coxa segue em situação complicada no Brasileirão. Com 37 pontos e na 12ª colocação, o time paranaense está oito pontos atrás do G-4 e seis acima do Z-4. O Verdão precisa de nove vitórias em dez jogos para chegar aos 63 pontos, pontuação média que garante o acesso.

No próximo sábado (29), o Verdão encara o Avaí em casa. Depois, a equipe alviverde recebe o Juventude na sexta-feira, dia 5 de outubro, novamente em seu estádio.

 

Londrina se aproxima de arrancada de 2017 que o deixou perto da Série A

O Londrina começa a sentir um pouco do mesmo gosto de 2017, quando o time arrancou na reta final da Série B do Brasileiro e ficou muito perto da classificação. Assim como neste ano, a equipe mudou de uma situação desacreditada para renovação de esperanças até o fim.

Apoiado nos gols de Dagoberto, o Tubarão venceu os três últimos jogos consecutivos e teve duas derrotas nas últimas oito rodadas, que garantiram uma respiro de distância do Z-4 e a possibilidade de pensar que ainda pode brigar por algo a mais na Série B.

A campanha quase se assemelha à arrancada do Londrina em 2017 no fim da Série B.

 

Após título, presidente do Operário rebate provocações do Cuiabá: "Não fale antes"

O presidente do grupo gestor do Operário-PR, Álvaro Góes, rebateu as provocações do Cuiabá durante a festa pelo título da Série C. O Fantasma estava "engasgado" pelas provocações após levar 4 a 0 na primeira fase, mas deu a resposta em campo e deu a volta olímpica fora de casa.

“Eu sempre falo: não critique, não goze, não tire sarro enquanto o campeonato não acabar. O campeonato acabou. Eles podem tirar sarro. Não fale antes! Deixe para falar depois que acaba o jogo”, afirmou o mandatário após a partida.