Política

Confirmação de vírus na região faz municípios intensificarem campanha de vacinação

Exames confirmaram que macaco encontrado morto na última semana em Jaguariaíva estava com a doença
(Foto: Divulgação)

Um laudo divulgado na última sexta-feira (12) colocou a população do município de Jaguariaíva em alerta. Isso porque foi confirmado que um macaco que havia sido encontrado na zona rural estava com o vírus da Febre Amarela. No início do mês houve confirmações da circulação do vírus em Casto e, também na semana passada, em Carambeí.

Com isso, a prefeitura tem se mobilizado para promover a imunização do maior número possível de pessoas dentro da faixa etária de vacinação incluindo ainda o público feminino em idade fértil, gestantes, lactantes e idosos com mais de 60 anos. A vacina pode ser tomada em qualquer Unidade Básica de Saúde que seja mais próxima da casa da pessoa.

No último sábado (13), foi realizado um mutirão na antiga Rua da Cidadania. Já durante esta semana, a campanha segue sendo realizada nas Unidades de Saúde de todo o município incluindo a central que ficará aberta das 8h às 12h e das 13h30 às 21h.

Além da vacina, a orientação é que as pessoas utilizem outras medidas para aumentar ainda mais a proteção, como o uso de repelentes, telas em janelas, mosquiteiros, calças, blusas de manga comprida e evitem permanecer ou transitar pelas áreas consideradas de risco.

Em Arapoti, município vizinho a Jaguariaíva, a prefeitura municipal por meio da Secretária de Saúde também iniciou trabalhos para reforçar a importância da vacina. Entre esta segunda-feira (15) e a quinta-feira (18) a Unidade Básica de Saúde do Jardim Ceres ficará aberta até as 21h para que a população possa tomar a vacina.

A ação foi tomada visando promover a prevenção dos munícipes com relação a doença, sendo que a vacina é a maneira mais eficaz de se prevenir. A orientação é para que a população compareça as Unidades Básicas de Saúde munidas da carteira de vacinação para conferir se já foram imunizadas contra o vírus e, caso não, então sejam vacinadas.

Vale destacar que a Febre Amarela é uma doença infecciosa febril aguda transmitida por meio da picada do mosquito, sendo que os macacos não transmitem a doença e servem como um organismo regulador da circulação do vírus em determinada região. Os cuidados também devem ir além de tomar a vacina com a limpeza de terrenos e casas, pois o vírus pode ser transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti em zonas urbanas.

Os sintomas da doença incluem febre, calafrios, dor de cabeça, dores pelo corpo e nas costas, náuseas, vômitos e fraqueza. É preciso estar atento, pois os sintomas podem desaparecer em pouco tempo e o paciente apresentar melhora e, em seguida, desenvolver a forma mais grave da doença que pode, inclusive, levar a morte. Por isso é importante tomar a vacina e, sob qualquer suspeita, procurar atendimento médico.