Cidades

Construção de 200 moradias populares seguem a todo vapor

Unidades terão parcela mensal mínima de R$ 95 e máxima de R$ 270, variando conforme a renda da família. Serão 100 moradias no Residencial Rouxinol e 100 no Residencial Araponga
Obras estão na fase de instalação dos radiers (Foto: Divulgação/Assessoria)

Segue a todo o vapor no loteamento Portal do Sertão, em Jaguariaíva, a construção das 200 moradias populares pelo FAR (Fundo de Arrendamento Residencial), do Programa Minha Casa Minha Vida. Elas destinam-se a famílias com renda de até R$ 1,8 mil. Cohapar e prefeitura municipal também têm contrapartida na obra.

Já foi feita a limpeza prévia da área, assim como o nivelamento e a compactação dos terrenos. Agora a empresa Pizolato, construtora vencedora da licitação, está na fase de instalação dos radiers.

Os radiers são estruturas de base feitas de concreto armado em contato direto com o terreno, que também já recebeu tubulações para instalações como as hidrossanitárias. Na sequência começa a montagem das paredes, a serem feitas com utilização de formas metálicas que receberão concreto fresco.

Cada unidade terá 41,89 metros quadrados e parcela mensal mínima de R$ 95 e máxima de R$ 270, variando conforme a renda da família. Serão 100 moradias no Residencial Rouxinol e outras 100 no Residencial Araponga.

Quando a obra atingir 50% de execução será feita pela Cohapar a seleção dos contemplados. A prioridade será para famílias que se encaixarem aos critérios exigidos, como ser morador de área de risco, a mulher sendo responsável pelo sustento, deficientes, filhos menores de 18 anos, beneficiários do programa Bolsa-Família, que pagam aluguel alto em relação à renda familiar, entre outros.

 

Cadastro no sistema da COHAPAR

Mais informações podem ser obtidas no Departamento Municipal de Habitação, situado na Estação Cidadão Agente Durvalino de Azevedo, Praça Getúlio Vargas, de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h.

358 casas – Além das 200 moradias em construção, a prefeitura de Jaguariaíva tem em andamento o projeto para construção de mais 358 casas, financiadas pelo interessado através da Caixa Econômica Federal (CEF), com recursos do FGTS. Tais unidades atenderão interessados com renda de até seis salários mínimos. Os tamanhos serão de 38 m², 43 m³ e 50 m², sendo 11 as moradias de 49 m² adaptadas para deficientes.

Estão em análise 128 cadastros na CEF e mais 650 já estão prontos para encaminhamento. Em ambos projetos a prefeitura doou o terreno para a construção no Loteamento Portal do Sertão, às margens da PR-151.