crime

Criança que estava desaparecida foi morta a facadas por vingança

Principal suspeito acabou confessando o assassinato e levou a polícia até o local onde o corpo havia sido enterrado
(Foto: Reprodução/G1.com)

Um crime bárbaro chocou moradores da região Sul de São Paulo e repercutiu entre a população do Norte Pioneiro. Isso porque uma menina de apenas oito anos foi morta a facadas e, de acordo com o depoimento do principal suspeito, o assassinato foi motivado por vingança.

Tudo começou quando a vítima, identificada como Emanuelle Pestana de Castro, brincava no parquinho em uma praça no município de Chavantes/SP e acabou desaparecendo. A menina não foi mais vista após das 17h da última sexta-feira (10). A mãe da criança foi até o local verificar como a filha estava, mas a menina não foi mais encontrada.

Com o sumiço, familiares, amigos, vizinhos, policiais, equipe canil e voluntários se mobilizaram para realizar buscas pela criança. Durante as buscas, a polícia verificou imagens em um circuito de segurança onde Emanuelle aparecia brincando. O que chamou a atenção dos agentes foi a presença de um homem que apareceu duas vezes no vídeo com roupas diferentes.

O suspeito que aparece nas imagens foi identificado como Agnaldo Guilherme Assunção, vizinho da vítima. Ele foi interrogado e, a princípio, negou saber qualquer informação sobre o desaparecimento de Emanuelle. Porém, na sequência, o homem acabou confessando ter cometido o crime. Segundo seus relatos, ele matou a criança para se vingar da mãe da menina, pois a mulher não deixava Emanuelle brincar com seu enteado.

Frente aos fatos, Agnaldo foi preso em flagrante pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Ele ainda contou aos policiais a localização do corpo da vítima que foi encontrado por volta das 23h desta segunda-feira (13) em uma zona de mata próximo a Fazenda Santana Nova.

O corpo da criança foi recolhido e encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) da cidade de Ourinhos/SP onde deve passar por exames para verificação da causa da morte e se houve ou não abuso sexual. No local, os peritos identificaram ao menos uma marca de ferimento causado por faca nas costas da menina e outras três na região do peito.

 

Fonte: G1.com