Eleições 2016

Ione Abib é a única prefeita mulher eleita na região

[caption id="attachment_15046" align="aligncenter" width="700"]Ione Abib é a única representante feminina no Executivo do Norte Pioneiro Ione Abib é a única representante feminina no Executivo do Norte Pioneiro[/caption] O que era para ser uma tendência crescente lida com um inesperado movimento inverso, e o universo feminino sofre com baixíssima representatividade política no Norte Pioneiro. No pleito do último domingo (2) apenas uma única prefeita foi eleita nesta região – Ione Abib (PMDB), em Andirá. Além dela, havia pelo menos outras duas fortes candidatas, porém foram preteridas em seus respectivos municípios: a ex-prefeita Tina Toneti (PT), em Jacarezinho, e a atual prefeita de Abatiá, Lurdes Yamagami (DEM). No geral, mais seis mulheres foram candidatas à chefia do Poder Executivo no Norte Pioneiro: Leila Salvi (PSL) e Raquel Daldegan (PHS) em Quatiguá, Célia Tonet (PHS) em Jacarezinho, Valquíria (PMDB) em Jaboti, Norminha do Marlei (PDT) em Ibaiti e Iraci do João Mané (PMDB) em Salto do Itararé.   NÚMEROS A única eleita, que é ex-mulher do falecido Alarico Abib, ex-prefeito de Andirá e ex-deputado, fez uma votação maiúscula. Ione terminou as eleições com 7207 votos, ou 54% dos votos válidos em seu município. Porém este sucesso eleitoral se aplica exclusivamente a ela, sendo que as algumas das mulheres que se candidataram ao cargo de prefeito fizeram votações inexpressivas, enquanto outras até conseguiram bons números, contudo insuficientes para lhes darem vitórias. Tina Toneti foi a segunda mais votada em Jacarezinho, mas com uma diferença de mais de 5 mil votos atrás do prefeito reeleito, Dr. Sérgio (DEM), que conseguiu 11833 votos contra 6483 votos da candidata petista. A votação de Tina representa 27% dos votos válidos do município. Quem também ficou na segunda colocação foi Norminha do Marlei, mas assim como Tina com grande diferença de votos para o prefeito eleito – no caso de Ibaiti, Dr. Antonely, que teve 8595 votos. A candidata conseguiu 4986 votos, ou o equivalente a 30% dos votos válidos do município. Mais uma segunda colocada é a atual prefeita de Abatiá, que teve 1127 votos, mediante 3370 do prefeito eleito, Garcia (PDT). A votação de Lurdes equivale a 22% dos votos válidos. Outra candidata a ficar em segundo lugar, mas com o melhor índice entre os aqui citados foi Valquíria. Derrotada pelo atual prefeito de Jaboti, Lei da Lica (PSDB), a candidata teve 1702 votos, ou seja, 47% dos válidos, em uma eleição com apenas estes dois nomes na disputa. Já a vereadora e ex-prefeita interina de Quatiguá, Leila Salvi, obteve 338 votos. No município o mais votado para a chefia do Executivo foi Efraim Bueno (PMDB), que teve 2600 votos, mas teve sua candidatura indeferida. Caso os votos dele sejam mesmo desconsiderados pela justiça, quem assume é o segundo colocado, Fernando Dolenz (PSDB), que teve 1436 votos. Ignorando os votos de Efraim, Leila teve 12% dos votos válidos. Atrás dela ficou Raquel Daldegan, que, com 133 votos, conseguiu o equivalente a 4% dos votos válidos (também com os votos de Efraim desconsiderados). Já em Salto do Itararé a candidata Iraci do João Mané até conseguiu votação mais expressiva dos que as candidatas de Quatiguá, mas ficou em terceiro em uma disputa onde havia três candidatos. O eleito foi Paulinho (PRP), com 1560 votos, ou 41% dos votos válidos. Já Iraci teve 944 votos, o que representa 24% dos votos válidos. Por fim novamente em Jacarezinho está Celia Tonet, a quarta mais votada em um pleito com seis nomes. Prima de Tina, a candidata do PHS conseguiu 1291 votos, ou o equivalente a 5% dos votos válidos. LUCAS ALEIXO