Política

Líder do governo reúne deputados para conhecer planejamento da Segurança Pública

Apresentação foi feita pelo Secretário da pasta, general Luiz Felipe Carbonell, que expôs todo o plano de trabalho da área
(Foto: Divulgação)

Cerca de 30 parlamentares participaram de uma reunião no Palácio Iguaçu, organizada pelo líder do Governo na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), deputado Hussein Bakri (PSD), para conhecerem o planejamento e as estratégias da Segurança Pública estadual para os próximos quatro anos. A apresentação foi feita pelo Secretário da pasta, general Luiz Felipe Carbonell, que expôs todo o plano de trabalho da área. “Faremos essa interação entre deputados e secretários periodicamente, para que não haja nenhum descompasso entre Executivo e Legislativo. Agindo em sintonia e com transparência é a forma mais certeira para que os paranaenses sejam beneficiados nas políticas públicas nos 399 municípios do estado”, afirmou Hussein Bakri.

A explanação de mais de duas horas reuniu deputados de todas as correntes: da base aliada, independentes e até mesmo da oposição. Na apresentação, Carbonell apontou os planos para as polícias Militar, Civil e Científica, para o Corpo de Bombeiros e, também, para o sistema prisional. O General reconheceu que as carências são enormes e, exatamente por isso, pediu o apoio dos parlamentares, sobretudo na destinação de mais recursos orçamentários para a Segurança Pública.

 

Economia

 

Entre os principais gargalos da área estão: a defasagem no número de policiais e peritos; a superlotação de delegacias; e a necessidade de construção de novos presídios. O Secretário, porém, ressaltou que não faz promessas, mas sim traça metas para os quatro anos de gestão do governador Ratinho Junior (PSD). E um dos caminhos para atingi-las já está sendo feito por meio do corte de cargos e despesas, que, somente em 2019, vão gerar uma economia em torno de R$ 130 milhões na pasta.

Com esses recursos, será possível começar a tirar de papel programas importantes, como o Escola Segura, que vai colocar policiais da reserva na porta de escolas públicas para garantir a segurança de alunos, pais e professores; e a Cidade da Polícia, que vai integrar em um mesmo local a cúpula da segurança estadual, federal e municipal. O objetivo é aproximar todas as corporações, de forma a facilitar o desenvolvimento de estratégias conjuntas.

A iniciativa do líder do Governo em promover esse primeiro encontro entre deputados e secretários foi elogiada pelos parlamentares. “Mais do que auxiliar o Governo na Assembleia, os deputados querem fazer parte do Governo, participar diretamente da elaboração e desenvolvimento das ações que, na outra ponta, vão mudar a vida das pessoas. E reuniões como essa é que vão nos permitir isso”, declarou o líder do PSB, deputado Tiago Amaral.