Política

Maioria da câmara aprova permuta de terrenos para construção do novo fórum

(Foto: Folha Extra)

Foi na noite desta terça-feira (9) que os vereadores da Câmara de Wenceslau Braz realizaram a primeira votação para decidir sobre a permuta de terrenos, que permitirá a construção de um novo fórum de Justiça no município.

Com a decisão do Tribunal de Justiça de, invariavelmente, remanejar o fórum para outro local justificando a reforma como mais onerosa que uma nova construção, a discussão gira em torno do terreno para o qual irá o Poder Judiciário. A princípio, o terreno adquirido pelo Tribunal compreende à uma área de 9 mil metros no Jardim San Rafael, contudo, a possibilidade de permuta entre o terreno referido e uma área não edificada da prefeitura na Vila Santa Maria, abriu uma discussão para o que seria melhor para a população.

O segundo terreno, menor com 4,3 mil, corresponde exatamente às necessidades prediais do fórum, além de ter a sua volta ruas pavimentadas. Por outro lado, o lote do Jardim San Rafael seria ideal para a construção de moradias, o que não aconteceria no terreno da Santa Maria, que está há anos sem nenhuma utilidade.

Adiada na sessão do dia 4 de setembro, devido à um pedido de nova vista pelo vereador Roberto Rodacki (PRP), a votação do projeto ficou parado até a visita do engenheiro do Tribunal de Justiça Alexandre Arns Steiner, na última segunda-feira (8). O mesmo, acompanhado do juiz da comarca Elberti Mattos Bernardineli, esteve reunido com os vereadores e pontuou os benefícios da construção de um novo prédio e algumas razões documentais pelas quais o atual fórum não pode ser reformado.

Por fim, em primeira votação ficou decidido por 6 votos a 2, que a permuta pode acontecer, sendo os contrários o vereador Rodacki e José Donizete da Costa, o Zezão (MDB), os mesmos não justificaram seu voto. A sessão contou com a presença do juiz, do promotor de Justiça Joel Carlos Beffa, também do delegado de polícia Miguel Chibani e do advogado Julio Guzzi, representando a OAB.

A segunda votação ficou marcada para a próxima terça-feira (16).

Com a permuta, surge a possibilidade de construir um fórum mais moderno e dentro dos novos padrões, incluindo salas para o CEJUSC (Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania), uma conquista para a comarca, mas que ainda não possui uma sala específica para acontecer por falta de espaço no prédio atual.