Geral

Novo modelo de construção de casas populares é apresentado à Cohapar

Empresa expôs formato de obras com fabricação de partes dos imóveis pré-moldados e posteriormente montados nos terrenos
(Foto: Klaus/Cohapar)

O presidente da Cohapar, Abelardo Lupion, recebeu nesta terça-feira (10) um representante da construtora Apax, que tem sede em Maringá, para conhecer o processo de implantação de casas modulares da empresa. Durante o encontro, que foi acompanhado pelo deputado estadual Tião Medeiros, foram apresentadas vantagens do modelo em relação aos métodos tradicionais de construção de moradias.

 

Tecnologia

As casas são fabricadas em um local fechado por módulos, que são posteriormente montadas nos terrenos dentro do empreendimento. É uma opção cada vez mais considerada pelos construtores pelo tempo reduzido de obras, que pode ser de apenas três meses dependendo do tamanho da moradia.

Outro benefício em relação ao modelo construtivo tradicional é a qualidade do isolamento térmico e acústico dentro das unidades. De acordo com Arnaldo Moraes, engenheiro da Apax, as placas de isolamento são colocadas durante a fabricação dos pré-moldados, o que garante a qualidade do acabamento. “Como as placas são produzidas pela própria empresa, o custo se torna bem mais acessível”, comenta.

Segundo Lupion, a Cohapar está sempre em busca das tecnologias inovadoras para agregar qualidade a seus projetos habitacionais, cujas contratações são feitas por meio de processo licitatório. “Não é porque fazemos casas populares que não vamos buscar o que há de mais moderno no mundo”, afirma. “A ideia é ter tecnologia de ponta em todos os empreendimentos da companhia, adequados à realidade de cada programa”, conclui o presidente.

Participaram da reunião o diretor de Programas e Projetos da Cohapar, Orlando Agulham Junior, o coordenador regional da companhia em Paranavaí, Ricardo Menini, e o chefe do escritório na cidade, Jefferson Ribeiro.