Radar

Polícia apreende R$ 2 milhões de crack e cocaína que estavam em helicóptero

Quantia divulgada é o valor aproximado das drogas que estavam sendo levadas do Paraguai para o litoral de São Paulo
(Foto: Assessoria)

O mundo do crime não tem mais barreiras para transportar entorpecentes. Seja por terra, água ou ar, quadrilhas e traficantes sempre dão um jeito para levar drogas de um lugar para outro. Muita gente pensa que essas situações só acontecem em cidades grandes, mas se engana quem acredita que as cidades do interior não fazem parte destas rotas. Prova disso, foi a situação registrada na noite desta segunda-feira (11) onde um helicóptero carregado com crack e cocaína foi encontrado no município de Cambará.

De acordo com as informações da Polícia Militar, a equipe foi informada que um helicóptero havia pousado no campo do Estádio Municipal João Pereira Lima. Diante da situação fora do comum no município e devido ao horário, por volta das 19h30, os policiais foram até o local para averiguar o que estava acontecendo.

Diante do achado, a equipe passou a buscar por informações sobre o porquê a aeronave estava no meio do campo de futebol já que, no momento da abordagem, não havia ninguém no local. Logo, os policias foram informados que dois indivíduos pularam o muro do estádio logo após o pouso do helicóptero e estavam pedindo carona aos moradores pra ir até Ourinhos/SP buscar querosene porque a aeronave estava sem combustível.

Com isso, a equipe da PM de São Paulo foi acionada e informada sobre a situação. Os policiais Paulistas conseguiram abordar os dois suspeitos nas proximidades do aeroporto do Ourinhos, sendo que a dupla já estava com dois galões cheios de querosene para reabastecer o helicóptero.

Questionados sobre a situação, os dois suspeitos disseram que estavam voando a passeio, mas acabaram entrando em contradição sobre o que estava acontecendo. Diante das indagações feitas pelos PM’s, confessaram que estavam transportando o entorpecente do Paraguai e tinham como destino a cidade de Ribeirão Preto (SP). O plano era reabastecer em Ourinhos, mas acabaram ficando sem combustível e tiveram que fazer um pouso de emergência em Cambará.

Na sequência, foram realizadas buscas no interior da aeronave sendo encontrados 109 tabletes de cocaína e 29 de crack, totalizando 147,5 quilos de entorpecentes com valor estimado em cerca de R$ 2 milhões.

Um dos suspeitos, de 38 anos natural de Belo Horizonte/MG, informou que cada um receberia R$ 10 mil pelo serviço e confessou que já havia cumprido pena pelo envolvimento com o tráfico de drogas. O segundo indivíduo, 19 anos e morador de Vera Cruz/SP, pilotava a aeronave e, a princípio, não tinha registro de passagens.

Os dois foram presos e levados para delegacia da Polícia Civil de Cambará. O Helicóptero e as drogas foram apreendidos. O caso será investigado pela Polícia Federal por se tratar de tráfico internacional.

Aeronave foi levada até a sede do 2° Batalhão em Jacarezinho