Radar

Polícia Civil identifica assaltantes que atiraram em médico de Jaguariaíva

Crime aconteceu no início do mês quando o médico tentou defender sua esposa de uma tentativa de assalto, ele foi atingido por cinco disparos na própria residência
Arma utilizada pelos suspeitos foi encontrada pela polícia no local do crime (Imagem: Reprodução)

O crime que deixou um homem em estado grave comoveu a população da região. José Carlos Nisgoski, médico pediatra, foi alvejado por cinco tiros ao tentar defender sua esposa de uma tentativa de assalto na última terça-feira (3).

Nisgoski teve que ser encaminhado para o hospital Carolina Lupion e, devido ao seu estado de saúde ser considerado grave, foi transferido para UTI de um hospital em Ponta Grossa. Os dois assaltantes fugiram do local sem levar nada e, felizmente, a esposa do médico não ficou ferida.

Já nesta quarta-feira (10), a equipe da Polícia Civil de Jaguariaíva divulgou a informação de que os autores do crime já foram identificados. De acordo com as investigações, tratam-se de dois jovens de 20 anos que são moradores do município de Arapoti.

De acordo com informações repassadas pelo delegado Derick Moura Jorge, responsável pelas investigações, os dois suspeitos abandoaram no local do crime um revólver calibre 38 que foi utilizado para alvejar o médico. Os dois assaltantes ainda estão foragidos.

“Nós desenvolvemos o trabalho de investigação sobre a autoria do crime e, em conjunto com as equipes de Arapoti, conseguimos identificar os dois suspeitos. Agora, vamos trabalhar nas buscas para localizar os dois rapazes”, declarou.

Já Nisgoski foi submetido a cirurgias para retirada dos projéteis e passa bem. O médico aguarda alta do hospital em que foi internado para retornar a Jaguariaíva.