Norte Pioneiro

Prazo do IPVA começa no dia 23 e guia não será enviada ao contribuinte

(Foto: Folha Extra)

A quitação do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) à vista ou pagamento da primeira parcela dos veículos com placas final 1 e 2 vai até o próximo dia 23 de janeiro. Para pagamento em uma única parcela o desconto é de 3%. Neste ano, os proprietários de veículos precisam acessar o boleto pela internet, já que a guia não é enviada mais pelo Detran.

O parcelamento pode ser feito em três vezes. O imposto pode ser pago nos sete bancos credenciados (Banco do Brasil, Itaú, Santander, Bradesco, Sicredi, Banco Rendimento e Banco Cooperativo do Brasil). Basta que o proprietário do veículo compareça ao caixa com o número do Renavam, sem emissão da guia. Para os clientes dos bancos credenciados o pagamento pode ser feito em outros canais de atendimento – terminal de autoatendimento, internet ou app.

O pagamento também pode ser efetuado com a utilização de guia de pagamento, que pode ser emitida no site. Basta inserir o número do Renavam, que consta no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) – no menu Serviços Rápidos – IPVA – impressão, depois de escolhida a forma de pagamento – à vista ou em três parcelas.

O imposto a ser lançado será de aproximadamente R$ 3,3 bilhões, dos quais 50% do valor recolhido fica com o município de licenciamento do veículo. Os recursos do imposto são aplicados em áreas prioritárias do governo, como educação, saúde e segurança.

O IPVA é calculado com base no valor do veículo, e sua quitação é requisito obrigatório para emissão certificado de licenciamento de veículo pelo Detran/PR.

 

FIM DA GUIA

A Receita Estadual do Paraná anunciou que deixará de enviar para o endereço dos contribuintes a notificação de lançamento e a guia para pagamento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). Quem quiser a guia de pagamento terá que emitir pela internet.

O contribuinte também poderá pagar diretamente nos bancos credenciados com o número do Renavam. Segundo o Governo, a economia será de R$ 8 milhões com os gastos de impressão e envio das correspondências.

 

Fonte: Paraná Portal.