Política

Projeto que explica orçamento público a estudantes é o vencedor do Geração Atitude 2019

(Foto: Divulgação ALEP)

A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou na sessão plenária desta terça-feira (19) um projeto de lei que dispõe sobre a criação do programa Paraná Consciente, destinado à compreensão do Orçamento Público por estudantes do Ensino Médio e Técnico da Rede Pública estadual. No futuro, esta pode ser uma notícia estampada nas manchetes de jornal. Hoje, é a ementa do projeto de lei apresentado pela estudante do Ensino Médio Mariane Silvério, do Colégio Estadual Presidente Castelo Branco, de Toledo. A ideia da aluna de 19 anos foi escolhida a vencedora do programa Geração Atitude 2019, programa coordenado na Assembleia pela Diretoria de Comunicação.

O anuncio foi feito na sessão desta terça-feira pelo presidente do Legislativo paranaense, deputado Ademar Traiano (PSDB). O projeto de Mariane foi o vencedor entre os 32 selecionados para a última fase da 5ª edição do Geração Atitude. Agora, a proposta depende da iniciativa de um deputado para, no futuro, realmente virar uma Lei estadual. No total, foram cadastradas 262 propostas desenvolvidas pelos estudantes da rede pública estadual de 202 colégios.

O projeto elaborado por Mariana pretende estimular a compreensão, por parte dos estudantes, de como funciona por dentro o orçamento público. O objetivo é fazer com que alunos tenham interesse e discutam a questão. Para isso, propõe a criação de cartilhas que expliquem o assunto, que também deverá ser abordado durante as aulas.

A autora da ideia vencedora, apesar da pouca idade, já tem uma história de participação política. Ela já foi representante do Parlamento Jovem brasileiro. Também representou o país em uma simulação da Organização das Nações Unidas (ONU) durante um intercâmbio na Índia. Fala cinco idiomas e no futuro quer ser diplomata. Vencer o Geração Atitude foi uma coroação desta trajetória. “Neste sentido, o Geração Atitude resgata o exercício pleno da cidadania, permitindo a criação de um país melhor. É uma oportunidade de entender nosso papel na sociedade”, ponderou Mariana. “Este prêmio é a consagração do trabalho de um professor”, comemorou Simone Coelho, professora e orientadora da estudante no projeto.