saúde

Saúde pretende imunizar 95% do público-alvo na vacinação contra gripe

Regionais de Jacarezinho e Cornélio Procópio são responsáveis por 46 municípios; campanha segue até 1 de junho
Nos municípios de abrangência das regionais são 166 mil pessoas que fazem parte do grupo prioritário (Foto: Ilustrativa/Reprodução Internet)

A campanha de vacinação contra a gripe começou no dia 23 de abril e segue até dia 1 de junho em todo o país. No Paraná, a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) estima que a campanha vá atingir 3,2 milhões de pessoas e consiga realizar a cobertura vacinal de 90% da população. As regionais de Saúde que atendem o Norte Pioneiro estão otimistas e acreditam que 95% do público-alvo será imunizado.

O chefe da Divisão da Vigilância em Saúde da 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho, Ronaldo Trevisan, explica que são 25 municípios da área de abrangência. Segundo ele, o público-alvo é formado por 85 mil pessoas, sendo que a meta é atingir 95%. "No ano passado a cobertura da regional foi excelente. Em 22 municípios a cobertura foi superior a 95% e só três ficaram abaixo disso, mas também com índices altos: 88%, 92% e 93%", destacou.

Trevisan detalhou que o público-alvo é formado por 16.538 crianças entre seis meses a cinco anos, 5.859 trabalhadores da área da saúde, 2.791 gestantes, 457 puérperas, 177 indígenas, 37.589 idosos, 15.832 pessoas com comorbidade, 4.874 professores, 952 pessoas privadas de liberdade e funcionários que trabalham nas dependências prisionais, além de 61 estagiários que atuam em escolas.

Segundo ele, cada município tem adotado estratégias de divulgação diferenciadas, mas uma em comum na região é via rádio. "Temos maior facilidade em realizar a divulgação pelo rádio, porque ele ainda é muito ouvido na zona rural e a convocação é feita desde a manhã até a noite", justificou, informando que esse serviço também é realizado pelos agentes comunitários de saúde da atenção primária. "Pedimos também que o pessoal da vigilância epidemiológica faça isso. Além disso, existe a divulgação feita pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado de Saúde", aponta.

19ª Regional de Saúde de Jacarezinho (Foto: Reprodução/Google)

Na 18ª Regional de Saúde de Cornélio Procópio, a enfermeira responsável pela imunização Marlete Marcolina Brinholi aponta que quer vacinar acima de 95% dos grupos prioritários, formado por 81 mil pessoas. Desse total 4.093 são crianças até 6 meses de idade, 8.193 de crianças entre 2 a 4 anos, 23.867 pessoas com comorbidades, 3.666 professores, 200 pessoas que estão no sistema prisional, 4.809 trabalhadores da área da saúde, 2.045 gestantes, 336 puérperas, 1.308 indígenas e 32.694 idosos. São 21 municípios pertencentes à regional.

A enfermeira destacou que a vacina é importante e lembra que em 2016 houve um óbito na área da 18ª RS – a pessoa não havia sido imunizada. A diretora da Regional, Fabiana Olchaneski Hannouche, afirma que a procura pela vacina tem sido grande. "As pessoas estão mais conscientes e assim que foi lançada a campanha já tinha vários idosos na fila logo cedo", observa. Ela aponta que três ou quatro municípios já zeraram os primeiros lotes que receberam. "Primeiro enviamos 38% dos lotes a que eles tinham direito. Depois enviamos mais 23%. Logo eles conseguem cumprir toda a meta", calcula.