Política

Siqueira Campos terá R$ 2 milhões para melhorias no aeroporto local

Aeroporto municipal, que é principalmente utilizado por empresas da cidade e poderá ser incluído no Programa Voe Paraná, que ligará Curitiba ao interior do Estado.
Pista do Aeroporto Municipal tem pouco mais de 1.200 metros (Foto: Reprodução Google Maps)

Durante reunião da Amunorpi na última semana, em Ribeirão Claro, o secretário de Ifraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, confirmou o repasse de R$ 2 milhões para o recape asfáltico e melhorias no aeroporto municipal de Siqueira Campos. “Com as melhorias no aeroporto, empresas como a Protork, instalada em Siqueira Campos, podem utilizar o aeroporto para gerar negócios e empregos, demandas urgentes da região”, disse o deputado Romanelli que pleiteou tais recursos para as obras no aeroporto e participou da reunião da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro.

Na ocasião o deputado também solicitou que o aeroporto Aguinaldo Pereira Lima, passe integrar o programa Voe Paraná, que será lançado em breve pelo governador Ratinho Junior, e que conectará Curitiba a dez cidades do Paraná por meio aviões executivos em parceria com a companhia aérea Gol. “Com a Protork, Siqueira Campos se destaca hoje como um polo regional importante no norte pioneiro. A integração com voos executivos será muito importante para a instalação de novas empresas na região”, destaca.

No mês passado, Romanelli, empresários e lideranças da cidade se reuniram com o governador Ratinho Junior no Palácio Iguaçu, e os entre os pedidos, os principais foram o recape e o balizamento noturno do aeroporto, além de melhorias nas rodovias da região, como a PR-092.

A PR-092, uma das principais ligações rodoviárias da região, segundo o secretário Sandro Alex, será incluída no programa de concessões e investimentos. “Em breve queremos lançar o programa de concessões, que deve incluir a 092, pois é uma rodovia prioritária para o Norte do Paraná. São ações que o governador Ratinho Júnior determinou para desenvolver, gerar emprego e riqueza nas regiões que mais precisam”, lembrou.