Norte Pioneiro

Soldado da PM entrega mini farda e realiza sonho de garoto

Equipe da Polícia Militar de Wenceslau Braz foi até a casa do menino e realizou o sonho de ser policial por um dia
Policiais da 2ª Cia de Polícia em homenagem ao garoto que sonha em ser policial (Foto: Folha Extra)

Um garoto teve seu grande sonho realizado na manhã desta quarta-feira (10). Isso porque a equipe da Polícia Militar do município de Wenceslau Braz foi até a casa do menino para lhe fazer uma surpresa de entregar a tão cobiçada mini farda e viver um dia de policial militar.

Tudo começou quando, durante um patrulhamento de rotina, o Soldado Fonseca e seu parceiro de plantão Soldado Pascoal foram abordados por uma senhora. “Recebemos essa carta através da avó da criança, onde o menino relata que o sonho dele é ser policial, pois o avô dele era policial da Rota em São Paulo. Aí o sonho dele é ganhar uma farda para brincar com a irmãzinha”, explicou o Sd. Fonseca.

“Recebemos essa carta através da avó da criança, onde o menino relata que o sonho dele é ser policial, pois o avô dele era policial da Rota em São Paulo"

Partindo da sede da 2º Companhia da PM em duas viaturas, os Soldados Fonseca e Pascoal, acompanhados do Sargento Marco Aurélio e Tenente Lúcio, a equipe se dirigiu até a residência do pequeno Wagner Felizardo Júnior, na vila Toyoki, para fazer a surpresa.

Assim que o garoto de dez anos percebeu a chegada da viaturas no local, ele ficou ansioso e, mesmo com seu jeito sério que já aparenta um pequeno policial, se mostrou muito feliz no momento em que o Sd. Fonseca bateu na porta da residência com a farda. Rapidamente, Júnior como gosta de ser chamado, correu para vestir a tão sonhada roupa de policial, com direito a sapato e tudo.

As surpresas foram além da pequena farda. Em seguida, a equipe convidou o menino para conhecer o interior da viatura, e o pequeno policial mostrou que leva jeito até na hora de falar com o Copom e acionar as sirenes. Em seguida, foi a hora de dar uma volta e fazer sentir a emoção de fazer um patrulhamento pelo bairro.

Durante a volta, ele contou a Folha Extra o que ele mais gosta no mundo policial. “Eu gosto da sirene, dos carros e gosto também do grito de guerra deles. Eu brinco com a minha irmãzinha, as vezes eu sou o bandido e ela a polícia, aí a gente vai trocando”, comentou. Junior também contou de onde surgiu essa vontade de ser policial. “Um dia eu meu pai mostrou a camisa da Polícia Civil dele e aí eu fiquei com vontade de ter uma”, explicou.

“Eu gosto da sirene, dos carros e gosto também do grito de guerra deles. Eu brinco com a minha irmãzinha, as vezes eu sou o bandido e ela a polícia, aí a gente vai trocando”

O Sargento Marco Aurélio falou sobre a ação realizada pela equipe da PM. “Essa ação de hoje é diferenciada e não muito comum, mas além do policiamento repressivo e preventivo que a gente faz, também realizamos atividades comunitárias e hoje estamos fazendo isso aqui onde o Soldado Fonseca está entregando a farda que foi pedida por esta criança na carta, um serviço tão bonito que a Polícia Militar também faz”, destacou.