Colunas

Tiago Nunes muda desenho do Atlético antes de jogo decisivo para Copa do Brasil

O tempo é de mudanças. Ocupando interinamente a vaga de técnico após a saída de Fernando Diniz, Tiago Nunes vai, aos poucos, dando a sua cara ao Atlético-PR. No último sábado, o Furacão realizou um jogo-treino contra o Paraná Clube, no CT do Caju, para dar ritmo ao time que decide uma vaga na Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, na próxima segunda-feira. Na atividade, Rubro-Negro e Tricolor ficaram no 1 a 1.

Tiago Nunes promoveu mudanças significativas na equipe, a começar pelo esquema tático. Abandonou o 3-4-3 e começou com o 4-3-3, também alternando para o 4-4-2. Além disso, não fez improvisações, escalando cada jogador na sua posição.

 

Após nova derrota, Eduardo Baptista alerta o Coritiba: "Tem que tomar as rédeas"

 

Eduardo Baptista viu o Coritiba perder mais uma partida como visitante na Série B. Com o 2 a 1 para o Guarani no Brinco de Ouro, são quatro empates e quatro derrotas em oito jogos. Ou seja, de 24 pontos disputados como visitante, o Coxa conquistou apenas quatro.

“Não fizemos uma atuação como no último jogo em casa. Não teve o nível de criatividade, não foram criadas tantas chances. A gente precisa corrigir isso. O Coritiba é o time de peso, tem que tomar as rédeas, começar a vencer. É bom que tenha um retrospecto forte em casa, mas se quisermos atingir nossos objetivos, temos que ganhar fora”, afirmou.

 

Rayan aponta que intertemporada ajudou Paraná a ter "paciência para atacar"

 

Paraná Clube aproveita a intertemporada para fazer várias correções em busca da reação no segundo semestre. O zagueiro Rayan faz uma análise dos últimos treinos e, principalmente, dos jogos-treinos - um deles contra o Atlético - e aponta a principal evolução do time neste período.

O Paraná Clube terá mais um teste até a retomada do Campeonato Brasileiro. Ele enfrenta o uruguaio River Plate às 20h de quinta-feira (12), na Vila Capanema. Será o último "vestibular" antes do jogo contra o Vitória, no dia 18, uma quarta-feira, no Barradão, pela 13ª rodada.

 

Sergio Soares traça meta do Londrina no primeiro turno: "Virar perto de 30 pontos"

 

Enquanto usa o pouco tempo no cargo para acertar o Londrina em campo, o técnico Sergio Soares também vai fazendo contas e traçando metas para brigar pelo acesso na Série B do Brasileiro. Para o treinador, o ideal é fechar o primeiro turno o mais perto possível dos 30 pontos. Com essa pontuação, Soares acredita que o Tubarão pode ficar mais perto do G-4 e entrar na segunda metade da competição com chances de brigar pelo acesso.

“A gente sabe que para um time brigar para subir tem que virar perto de 30 pontos. Nunca fugiu disso. A ideia é, com tudo que a gente tem que acelerar e fazer, chegar próximo desses 30 pontos pra gente estar em condições de estar brigando. Em um primeiro momento, nos afastar de onde estamos, e depois procurar se aproximar do pelotão da frente”, disse.