Em Resumo

Vigilante é feito refém durante assalto a agência dos Correios

Ocorrência foi registrada no município de Jaboti. Nas últimas semanas, é a terceira vez que o local é alvo dos criminosos
Local foi arrombado a menos de um mês e tem sido alvo frequente da ação dos criminosos (Foto: Foto: Reprodução/Internet)

Parece que viraram rotina os casos de assaltos a agência dos Correios do município de Jaboti. Mais uma vez, uma ocorrência foi registrada durante a manhã desta terça-feira (17). É a terceira vez que o local é alvo dos criminosos nas últimas semanas.

A equipe da Polícia Militar do município foi acionada pela gerente da agência por volta das 11h20, informando que o local havia sido assaltado. Diante da denúncia, os policiais se deslocaram até o local para averiguar a situação. A mulher passou a relatar aos PM’s que dois indivíduos invadiram o local e anunciaram o assalto.

Após subtrair uma quantia em dinheiro que não foi divulgada, os criminosos deixaram o local levando o vigilante como refém. Para fuga, os suspeitos utilizaram um veículo Ford/New Fiesta de cor branca e placas FUF-8614. Os assaltantes foram descritos como sendo um magro, alto e trajando calça jeans, boné laranja, camiseta de manga longa e estava com uma mochila. O outro era moreno, estatura mediana e vestindo camisa de manga longa preta e calça jeans azul.

Diante das informações repassadas pela gerente, a equipe da PM realizou diligências pelo município em busca dos criminosos e do refém, inclusive, em estradas rurais. Após algumas horas de buscas, os policiais foram informados de que o vigilante havia sido liberado em uma localidade rural entre o município de Jaboti e Pinhalão.

Em conversa com o vigilante, ele informou aos policiais que os suspeitos fugiram levando seu revólver Taurus calibre 38, além de um colete a prova de balas e cerca de dez munições. A vítima ainda informou que, assim que entrou no veículo, haviam mais dois homens no interior do automóvel.

Frente aos fatos, o vigilante e a gerente da agência foram orientados quanto aos procedimentos cabíveis ao caso junto a equipe da Polícia Civil.

Veja Também