25.9 C
Wenceslau Braz

Ambev anuncia aumento do preço da cerveja a partir desta sexta-feira

Risco de reinfecção pela variante ômicron é três vezes maior, aponta estudo sul-africano

A nova variante Ômicron do coronavírus tem pelo menos três vezes mais probabilidade de causar reinfecção do que as cepas anteriores, como beta e delta, de acordo com um estudo...

Laboratório diz que atuais vacinas provavelmente são menos eficazes contra Ômicron

O chefe da farmacêutica Moderna disse que as vacinas covid-19 provavelmente não serão tão eficazes contra a variante Ômicron do coronavírus como foram anteriormente....

Governo pede devolução de auxílio emergencial recebido indevidamente

O Ministério da Cidadania envia até esta terça-feira (30) mensagens de celular (SMS) orientando a devolução voluntária de recursos recebidos indevidamente do auxílio emergencial,...

Preocupada com a Covid-19, cidade do litoral paranaense cancela festas da virada e carnaval

O prefeito Marcelo Roque anunciou nesta segunda-feira (29) que Paranaguá não promoverá festividades inerentes ao carnaval em 2022. Embora o município conte com situações...

ADI Paraná elege diretoria e mantém Jucelino Costa na presidência

Foi eleita na manhã desta segunda-feira (22), por aclamação, a diretoria da Associação dos Jornais e Portais do Paraná (ADI-PR) para o biênio 2022/2023. Com...
- Advertisement -

A Cervejaria Ambev, dona das marcas como Skol, Brahma, Stella Artois e Colorado, vai aumentar o preço das cervejas a partir de outubro. A multinacional, que detém 60% do mercado de cerveja do Brasil, anunciou o reajuste em um comunicado feito às empresas compradoras.

Em nota, a Ambev informou ao portal ACidade ON, que trata-se de um reajuste periódico, nos preços de seus produtos e as mudanças variam de acordo com as regiões, marca, canal de venda e embalagem. O reajuste também segue a alta do dólar e dos insumos usados na fabricação do produto.

- Advertisement -

A Associação Brasileira dos Bares e Restaurantes (Abrasel) estima que no Estado de São Paulo o aumento pode chegar até 10%, acompanhando a inflação acumulada nos últimos 12 anos. Já outros estados, a expectativa é de que o aumento fique entre 6% e 8%.

“O setor está hiper pressionado por aumento de custos na luz, no aluguel, nos alimentos, no combustível, que afeta o delivery, por exemplo. Não suporta novo aumento sem repassar para o consumidor. É o acreditamos que vai acontecer instantaneamente”, afirma presidente-executivo da entidade, Paulo Solmucci.

Para o presidente da Abrasel, o reajuste proposto pela Ambev abre as portas para que as outras cervejarias façam o mesmo. “Há uma referência de preços no mercado ditada pela Ambev. Quando ela aumenta, as concorrentes acompanham a decisão”, finaliza.

Mercado regional 

O empresário Renato Munhoz, dono de bares e restaurantes em Ribeirão Preto e presidente regional da Abrasel,  acredita que uma parte dos estabelecimentos mantenha os preços atuais. “O que talvez pode acontecer é algumas promoções diminuírem, mas o preço de hoje é praticamente o mesmo de 4 anos atrás, não mudamos, temos segurado o reajuste”, disse.

“O consumidor está preparado para esses novos preços? Não adianta também ter preço e não ter venda. Vai chegar uma hora que o consumidor não vai conseguir consumir determinado produto e quem movimenta a economia é a grande massa de média e baixa renda”, complementa Munhoz.

Renato está confiante com a retomada dos serviços, mas lembra que 62% dos estabelecimentos ainda não conseguiram recuperar os números pré-pandemia. Essa estatística faz parte de uma pesquisa recente feita pela Abrasel a nível nacional.”Esses últimos meses serão mais apertados, mas estou com boas perspectivas que no ano que vem, a cadeia produtiva volte ao normal”, conclui.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

[the_ad id=”263755″]

MAIS NOTÍCIAS

Risco de reinfecção pela variante ômicron é três vezes maior, aponta estudo sul-africano

A nova variante Ômicron do coronavírus tem pelo menos três vezes mais probabilidade de causar reinfecção do que as cepas anteriores, como beta e delta, de acordo com um estudo preliminar realizado por cientistas da...

Laboratório diz que atuais vacinas provavelmente são menos eficazes contra Ômicron

O chefe da farmacêutica Moderna disse que as vacinas covid-19 provavelmente não serão tão eficazes contra a variante Ômicron do coronavírus como foram anteriormente. A fala gerou novas preocupações...

Governo pede devolução de auxílio emergencial recebido indevidamente

O Ministério da Cidadania envia até esta terça-feira (30) mensagens de celular (SMS) orientando a devolução voluntária de recursos recebidos indevidamente do auxílio emergencial, além de denúncia de fraudes....

Preocupada com a Covid-19, cidade do litoral paranaense cancela festas da virada e carnaval

O prefeito Marcelo Roque anunciou nesta segunda-feira (29) que Paranaguá não promoverá festividades inerentes ao carnaval em 2022. Embora o município conte com situações favoráveis no controle da covid-19,...

ADI Paraná elege diretoria e mantém Jucelino Costa na presidência

Foi eleita na manhã desta segunda-feira (22), por aclamação, a diretoria da Associação dos Jornais e Portais do Paraná (ADI-PR) para o biênio 2022/2023. Com o resultado do pleito, Jucelino...

Ministério da Saúde anuncia 3ª dose de vacina contra covid-19 para população acima de 18 anos

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (16) a redução do intervalo da dose de reforço da vacina contra Covid-19. O intervalo passou de seis para cinco meses após o esquema vacinal completo. Além disso, a...

Alemanha bate novo recorde de casos confirmados de Covid-19 nesta quarta-feira

A taxa de infecção por coronavírus na Alemanha chegou ao nível mais alto nesta segunda-feira (8) desde o começo da doença —no governo, dizem que há uma "pandemia dos...

Edição 2619