conecte-se conosco

unopar

Notícias

Brasileiro deve gastar, em média, R$ 116 por presentes neste Natal

Publicados

em



(Foto: Divulgação)

Este ano, mais de 110 milhões de brasileiros pretendem ir às compras e desembolsar, em média, R$ 116 por presente. Lojas de departamento, internet e shopping center são os principais locais de compra. Mais da metade dos consumidores pagarão à vista. Apesar da lenta recuperação da economia no país e do ambiente de incertezas, a maior parte dos brasileiros pretende manter a tradição e ir às compras neste Natal, movimento que promete aquecer as vendas do varejo em 2018. É o que revela pesquisa realizada em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). As projeções permanecem no mesmo patamar do último ano e indicam uma injeção de aproximadamente R$ 53,5 bilhões na economia.

Além disso, espera-se que mais de 110,1 milhões de consumidores presenteiem alguém no Natal de 2018. Em termos percentuais, 72% dos brasileiros planejam comprar presentes para terceiros no Natal deste ano, número que se mantém elevado principalmente nas classes A e B (83%). Apenas 9% disseram que não vão presentear — 26% porque não gostam ou não têm o costume, 23% por estarem desempregados e 17% por não ter dinheiro — enquanto 19% ainda não se decidiram.

Leia Também:  Homem é preso suspeito de abusar sexualmente da neta de sete anos

Na avaliação do presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, a injeção desse volume de recursos na economia reforça o porquê a data é a mais aguardada do ano para consumidores e comerciantes. “Embora o cenário econômico atual não esteja tão favorável, a expectativa positiva para o Natal dá indícios sobre a disposição dos brasileiros em consumir”, afirma Pellizzaro Junior.

 

Fonte: Bem Paraná

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Notícias

Ministério Público nega pedido de fechamento do comércio e indústrias em Siqueira Campos

Publicados

em

Foto: Ilustrativa - Reprodução/Internet

São falsos os comentários populares e publicações em redes sociais onde há a informação de que o Ministério Público tenha orientado que a prefeitura e Comitê Gestor de combate ao novo coronavírus para o fechamento do comércio e indústrias do município.

A Folha Extra entrou em contato com o Ministério Público de Siqueira Campos que, por meio do promotor de Justiça Dr. Bruno Fernandes, negou que haja algum pedido por parte do órgão para que haja o fechamento do comércio ou indústrias. O promotor ainda afirmou que o MP vem acompanhando e fiscalizando as ações de combate a proliferação do vírus, mas não é autor de nenhum tipo de ação do gênero.

Além disso, a promotoria de Justiça do Ministério Público deve se reunir com o Comitê Gestor de Combate a Covid-19 e com o prefeito e profissionais da Saúde para avaliar a atual situação.

De acordo com outra fonte, o assunto chegou a ser cogitado após o registro de cinco novos casos e duas mortes causadas pela doença, porém, sem data definida para uma eventual aplicação das restrições a comércio e indústria. A proposta é de que seja feito um estudo epidemiológico para saber se o fechamento do comércio será ou não eficaz no combate a proliferação da doença para aí sim ser tomada alguma decisão.

Leia Também:  Ministério Público nega pedido de fechamento do comércio e indústrias em Siqueira Campos

Novas informações ou decisões podem ser divulgadas após a realização da reunião desta terça-feira.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020