conecte-se conosco


Estado fará mutirão da dengue neste sábado em 17 municípios

Publicados

em


.

Soldados do Exército, militares estaduais, coordenadores municipais da Defesa Civil do Paraná, radioamadores voluntários e agentes de saúde municipais farão neste sábado (21) uma grande ação de combate à dengue em 17 cidades do Estado.

 A Secretaria de Estado da Saúde já vem fazendo a eliminação mecânica de criadouros em algumas cidades com resultados positivos de redução de infestação, como em Nova Cantu, Barbosa Ferraz, Florestópolis,  Bandeirantes, Sertaneja e Medianeira.

 A mobilização deste final de semana foi definida pelo Comitê Intersetorial de Controle da Dengue no Paraná e envolverá as Secretarias de Estado da Saúde e da Segurança Pública, prefeituras e coordenadorias municipais de Defesa Civil. A atividade está sendo organizada pela Defesa Civil do Paraná e acontecerá das 8h30 às 17h deste sábado.

“Trata-se de uma ação estratégica do Governo do Estado para reduzir a proliferação do mosquito transmissor da dengue; capacitamos os participantes do mutirão para a busca pelos criadouros de forma técnica, ou seja, com o olhar apurado e direcionado para os focos instalados em lugares diferenciados”, disse o secretário da Saúde, Beto Preto.

 “O combate à dengue é  uma questão de segurança e as secretarias de Estado  estão alinhadas, promovendo ações para reduzir os números da doença; desta forma estamos participando com nossos profissionais para auxílio nestas cidades e vamos repetir esta ação, em breve, em outros municípios”, afirma o secretário de Estado da Segurança Pública, Rômulo Marinho Soares.

O arrastão vai contar com a participação de cerca de 500 colaboradores, entre soldados do Exército, militares do Corpo de Bombeiros, radioamadores voluntários da REER (Rede Estadual de Emergências de Radioamadores), representantes da Defesa Civil e agentes de saúde.

 A mobilização tem o apoio do Comando Militar do Sul e os 280 soldados do Exército participantes vão se deslocar das sedes regionais mais próximas das cidades.

 Toda ação será coordenada do Centro de Gerenciamento de Riscos e Desastres da Defesa Civil Estadual, em Curitiba, que contará com representantes das instituições envolvidas. “O papel do gabinete de gestão será verificar o desenvolvimento da operação e dar apoio técnico às pessoas em campo, além de solucionar demandas que possam surgir durante a ação”, disse o coordenador da Defesa Civil do Paraná, tenente-coronel Fernando Raimundo Schünig.

CAPACITAÇÃO – Durante esta semana, os participantes foram orientados pela Secretaria da Saúde para a atividade de identificar e remover criadouros. Em videoconferência, o chefe da Seção de Apoio Logístico de Insumos e Equipamentos da Sesa, Aparecido Donizette de Oliveira, explicou o passo a passo da vistoria técnica e da eliminação do criadouro.

“Destacamos a necessidade de uma atenção especial nos poços desativados, ainda muito comuns nas cidades do interior, nas fossas, lajes, antenas parabólicas e reservatórios de água; cada região tem seus potencias criadouros, de acordo com as características e costumes”, afirmou o técnico.

As 17 cidades que receberão as equipes do mutirão neste sábado foram definidas de acordo com os números de casos confirmados registrados e índices de infestação.

“Pedimos para que a população receba os participantes desta mobilização, precisamos reduzir a proliferação do mosquito Aedes aegypti em nosso Estado e esta missão é de todo paranaense. Contamos com o apoio da população nesta luta, pois a dengue mata”, ressaltou o secretário Beto Preto.

CIDADES – As seguintes cidades participarão da ação de mobilização: Altônia, Braganey, Brasilândia do Sul, Colorado, Floraí, Guaíra, Iretama, Ivaté, Jacarezinho, Lupionópolis, Marechal Cândido Rondon, Nova Aliança do Ivaí, Nova Olímpia, Ourizona, Ouro Verde do Oeste, Paranavaí e Xambrê.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Hospital Carolina Lupion recebe equipamentos da iniciativa privada para combater a Covid-19

Publicados

em

Fotos: Divulgação

O Hospital Municipal Carolina Lupion recebeu na tarde de sexta-feira (3) mais uma doação voltada ao fortalecimento da unidade para o cuidado intensivo de infectados com o coronavírus. A colaboração veio das empresas Valor Florestal e Florestal Alvorada.

Os materiais foram recebidos pelo prefeito municipal, José Sloboda (Juca), pela secretária municipal de Saúde, Amália Cristina Alves, e membros da equipe da saúde pública municipal, entre eles o médico Alexander Pierola. Na ocasião o prefeito Juca agradeceu o gesto, em nome do município, valorizou a parceria das empresas, e enalteceu o trabalho dos profissionais da saúde, que estão na linha de frente do trabalho de triagem, encaminhamento e futuro tratamento dos jaguariaivenses que vierem a ser infectados.

Entre os equipamentos doados, que somam em torno de R$150 mil, estão oxímetros de pulso, monitores multiparamétricos, termômetros, entre outros itens relacionados pelo hospital como importantes neste momento, de preparo local da saúde pública para combate à pandemia.

Conforme o empresário Edson Antonio Balloni, que representou a Valor Florestal e a Florestal Alvorada, a intenção era doar respiradores, contudo eles estão em falta no mercado, devido à grande demanda mundial por esses aparelhos, ocasionada pela Covid-19. Balloni acrescentou que esta foi mais uma colaboração de ambas empresas para o bem da comunidade, uma das práticas adotadas desde o início de suas atividades.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020