30.3 C
Wenceslau Braz

Governador sanciona lei que delega rodovias estaduais da nova concessão de pedágios

O valor em investimentos é o equivalente a 120 anos de orçamento federal para rodovias aplicado somente no Paraná

Motorista foge da polícia e capota carro com quase meia tonelada de maconha no Norte Pioneiro

Um suspeito se envolveu em um acidente de trânsito registrado no início da tarde desta segunda-feira (24) na BR-369 em Bandeirantes. Ele foi preso...

Cisnorpi comunica que irá bloquear pacientes que faltam as consultas

Após registrar um aumento no número de pacientes que não comparecem as consultas agendadas, o Cisnorpi (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro) informou...

Suicídios entre índios no interior do Paraná gera alerta; foram 11 casos em 2021

A fim de adotar providências para evitar os suicídios que vêm ocorrendo entre indígenas Avá-Guarani, da região oeste do Paraná, principalmente jovens, os Ministérios...

Com alta de 10% até novembro, indústria paranaense foi a quarta que mais cresceu em 2021

A indústria paranaense está entre as que mais cresceram no País no período de retomada econômica da vacinação contra a Covid-19, com avanço de...

Entenda porque pessoas que estão vacinadas ainda podem contrair o vírus da Covid-19

Depois de quase dois anos de muito estudo, a vacina contra o vírus da Covid-19 foi finalmente desenvolvida e aprovada. Com isso surgiu a...
PorAEN
- Advertisement -

O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou a Lei 20.668 que prevê a delegação das rodovias estaduais para a nova concessão rodoviária federal. O texto, publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (19), autoriza o Poder Executivo do Estado do Paraná a repassar à União, pelo prazo de até 30 anos, a administração de rodovias e exploração de trechos de rodovias, ou obras rodoviárias estaduais. A peça jurídica foi analisada e aprovada pela Assembleia Legislativa, em segunda discussão, na quarta-feira (18).

A delegação será formalizada mediante convênio entre as partes. Segundo o texto, a União poderá explorar a via ou parte da via delegada diretamente ou por meio de concessão, nos termos das leis federais que regem as concessões. A partir deste acordo, há a possibilidade de o Estado destinar recursos para construção, conservação, melhoramento e operação de trechos ou rodovias que não sejam de responsabilidade dos concessionários.

- Advertisement -

A nova lei ajuda a dar ampla garantia jurídica para a nova concessão rodoviária do Paraná, que terá 3,3 mil quilômetros (sendo 1,2 mil quilômetros de trechos estaduais) e mais de R$ 44 bilhões em investimentos. O formato do leilão já foi definido pelo Ministério da Infraestrutura e o Governo do Estado, restando ainda o aval do Tribunal de Contas da União (TCU) para o leilão dos seis lotes na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) – a expectativa é que o leilão ocorra no primeiro semestre de 2022.

O pacote paranaense é o maior projeto de concessão do tipo em andamento no Brasil. O valor em investimentos é o equivalente a 120 anos de orçamento federal para rodovias aplicado somente no Paraná. Além dos R$ 44 bilhões em investimentos diretos (Capex), o pacote de concessões estima ainda outros R$ 35 bilhões destinados a custos de operação e manutenção das vias (OPEX). A maior parte dos recursos será destinada a rodovias estaduais.

Entre as principais obras previstas, estão 1.783 quilômetros de duplicação de vias, sendo que 90% do total deverá ser executado até o sétimo ano da concessão. O governador ressaltou que esse número é o equivalente a uma ida e um terço da volta de uma viagem de carro de Curitiba até Brasília, que tem 1.387 quilômetros de distância, em pista totalmente duplicada.

As duplicações visam ampliar os principais corredores logísticos do Estado, criando vias mais seguras para o escoamento da produção do agronegócio até o Porto de Paranaguá. A elas somam-se, ainda, 253 quilômetros de faixas adicionais, 104 quilômetros de terceiras faixas e 260 quilômetros de vias marginais.

 

- Advertisement -

Deixe uma resposta

[the_ad id=”263755″]

MAIS NOTÍCIAS

Motorista foge da polícia e capota carro com quase meia tonelada de maconha no Norte Pioneiro

Um suspeito se envolveu em um acidente de trânsito registrado no início da tarde desta segunda-feira (24) na BR-369 em Bandeirantes. Ele foi preso com quase meia tonelada de...

Cisnorpi comunica que irá bloquear pacientes que faltam as consultas

Após registrar um aumento no número de pacientes que não comparecem as consultas agendadas, o Cisnorpi (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro) informou que irá começar a bloquear...

Suicídios entre índios no interior do Paraná gera alerta; foram 11 casos em 2021

A fim de adotar providências para evitar os suicídios que vêm ocorrendo entre indígenas Avá-Guarani, da região oeste do Paraná, principalmente jovens, os Ministérios Públicos Federal e do Estado...

Com alta de 10% até novembro, indústria paranaense foi a quarta que mais cresceu em 2021

A indústria paranaense está entre as que mais cresceram no País no período de retomada econômica da vacinação contra a Covid-19, com avanço de 10% entre janeiro e novembro...

Entenda porque pessoas que estão vacinadas ainda podem contrair o vírus da Covid-19

Depois de quase dois anos de muito estudo, a vacina contra o vírus da Covid-19 foi finalmente desenvolvida e aprovada. Com isso surgiu a esperança que o fim da...

Siqueira Campos ultrapassa 300 casos ativos e tem duas pessoas internadas

O ano não começou nada bem no município de Siqueira Campos quando o assunto é coronavírus. Depois de meses com a doença controlada, o número de casos de Covid-19...

Petrobras sobe preço da gasolina e do diesel a partir de quarta-feira

A Petrobras comunicou nesta terça-feira (11) que os preços da gasolina e do diesel às distribuidoras serão reajustados a partir de quarta.Segundo a estatal, o preço médio de venda da gasolina...

Homem é atingido por raio dentro de casa e morre no Paraná

Um homem morreu depois de ser atingido por um raio, na área rural de Castro, cidade da região dos Campos Gerais do Paraná. Segundo o Corpo de Bombeiros, a...