19.3 C
Wenceslau Braz

As vidas que se perdem na hora da foto perfeita

- Advertisement -

A selfie se tornou uma prática comum entre as pessoas com a popularização do smartphone. Elas fazem questão de registrar o dia a dia em fotos em que aparecem à frente de uma paisagem, dos amigos, ou algum cenário interessante.

RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP. ENTRE NO GRUPO

- Advertisement -

O problema é que muitos se esquecem de tomar o devido cuidado na hora da fazer a foto e com isso acabam se machucando e até mesmo perdendo a vida.

Para alguns, virou uma verdadeira obsessão fazer registro fotográfico de todos os lugares em que está, compartilhando a imagem logo em seguida nas redes sociais. Porém o número de mortes causadas pelo descuido acompanha o crescimento pelos aficionados pelo “click”.

Para provar essa estatística, o site inkifi.com, resolveu fazer um levantamento das mortes ocasionadas por este motivo e os números são impressionantes. Pelo menos 330 pessoas já morreram em vários países quando estavam apenas querendo uma foto diferenciada e esse número pode aumentar ainda mais.

Alguns desses usuários dos celulares do momento, perderam a vida ao caírem de penhascos, outras morreram afogadas, eletrocutadas, atropeladas e assim as somas dos acidentes vão se multiplicando pelo mundo.

Algumas autoridades até já analisam a possibilidade de proibir selfies em locais mais perigosos, mas essa ideia ainda não saiu do papel e, na prática, o que se vê é muita gente morrendo por não tomar os devidos cuidados na hora de registrar o momento especial.

Nessa relação de mortos em decorrência da selfie, a Índia vem em primeiro lugar, seguida pelos Estados Unidos e depois a Rússia e o Brasil. Outro dado levantado é que a linha ferroviária é o local onde mais se morre na hora de tirar uma selfie, seguido de penhascos e cachoeiras.

 

OITO MORTES NO PARANÁ

 

Nos últimos doze meses o estado registrou oito fatalidades dessa natureza de aventureiros que perderam suas vidas em busca de uma foto perfeita, o caso mais recente aconteceu na semana passada em Faxinal do Sul quando dois amigos (um homem de 32 anos e uma mulher de 23) despencaram da cachoeira do Chicão II com 42 metros de altura.

- Advertisement -

MAIS NOTÍCIAS