conecte-se conosco


Notícias

Nova greve dos caminhoneiros está marcada para esta quarta-feira

Publicados

em



A Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava) vai manter o chamado de paralisação nacional para a categoria para estas terça e quarta-feiras (dias 18 e 19). “A orientação é que a categoria pare em casa, faça manutenção do veículo, pare em postos de gasolina com faixas de defesa da pauta e não crie bloqueios em rodovias”, diz o presidente da Abrava, Wallace Landim, conhecido como Chorão, ao Broadcast Agro. A mobilização deve ocorrer das 6h às 18h, segundo a Abrava.

A paralisação dos caminhoneiros já estava marcada para o dia 19 quando o Supremo Tribunal Federal (STF) julgaria três ações que contestam a constitucionalidade da política de tabelamento de frete rodoviário. A votação, contudo, foi adiada para 10 de março, quando entidades contrárias e favoráveis ao tema vão se reunir em uma audiência de conciliação na Suprema Corte.

Apesar do adiamento da pauta, Chorão diz que a mobilização chamada para hoje e amanhã pretende mostrar que os caminhoneiros estão atentos ao tema e organizados para defesa da constitucionalidade do piso mínimo. “Vamos mostrar que não vamos voltar atrás. Não vamos aceitar retrocesso. O piso foi um direito que conquistamos e queremos seu cumprimento”, afirma Chorão.

Leia Também:  PONTO TURÍSTICO: Represa de Xavantes tem feito do Norte Pioneiro uma opção ao litoral

O presidente da Abrava, que foi um dos principais representantes dos caminhoneiros na greve que parou o País em maio de 2018, considera que o movimento marcado para terça e quarta não vai ser semelhante e tão expressivo quanto o do passado. “A ideia é mostrar que estamos mobilizados mas, se depois, em março, tirarem o nosso direito (de piso mínimo para o frete), sem dúvidas teremos de tomar medidas mais drásticas para mostrar a importância do setor”, argumenta o líder, ressaltando que a orientação é manter o fluxo normal das rodovias nos dois dias de protesto. Segundo ele, na manhã desta terça-feira, já foram observados pontos de paralisação em Montes Claros (MG).

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL) também convocou protestos para desde Segunda-feira até quarta para reivindicar que o STF julgue a constitucionalidade do piso.

Fonte: Bem Paraná.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Notícias

Idosa de 91 anos vence o coronavírus e deixa o hospital em Cornélio Procópio

Publicados

em

Foto: Reprodução/Internet

“Estou maravilhosa, estou aqui para o que der e vier!”, disse Vitalina Ferreira dos Santos, de 91 anos, após se recuperar do novo coronavírus. Ela ficou internada por 10 dias e recebeu alta médica neste domingo (5), em Cornélio Procópio, no norte pioneiro do Paraná.

“Foi uma notícia agradável. O médico chegou batendo palminha para mim, comemorando a minha vitória”, disse sobre o momento que recebeu alta.

A idosa mora em uma fazenda em Leópolis, também no norte pioneiro, e contou que tinha viajado para São Paulo (SP), no início de março, antes de ser infectada pela Covid-19.

“Se eu tivesse pensado bem, não teria ido para lá, mas eu queria fazer uma visita para a minha neta mais velha”, relevou.

De acordo com a filha Vitalina dos Santos Barbosa, a mãe dela teve pneumonia e ficou internada por um dia na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. Mas em nenhum momento apresentou um quadro grave de saúde.

“Eu não estou me contendo de alegria. Só um milagre mesmo. Minha mãe é cardíaca, tem pressão alta e a recuperação foi ótima. Os médicos estão pasmos de ver, isso é mão de Deus!” contou emocionada.

Vitalina e a filha, que a acompanhou no hospital, ficarão em isolamento domiciliar por dez dias, mesmo sem apresentarem sintomas da doença. A filha aguarda pelo teste da Covid-19.

Leia Também:  Coronavírus: Unicamp suspende atividades a partir de amanhã

Dona Vitalina é mãe de 10 filhos, tem 21 netos, 19 bisnetos e cinco tataranetos. Não à toa, ela disse que não vê a hora de abraçar todo mundo.

No hospital, segundo a filha, ela fazia videoconferência pelo celular com os familiares.

“Tenho saudades e com certeza quero ver todo mundo!”, destacou a idosa.

TRATAMENTO

De acordo com Vitalina, apesar de saber da gravidade da doença, ela não ficou preocupada porque tinha fé de que ficaria bem.

“Não esquentei com nada. Não precisa ter medo, porque onde existe Deus, existe cura. Se você tem fé em Deus você tem tudo, porque Deus é amor.”

Em entrevista ao G1, Vitalina fez questão de agradecer a equipe médica que cuidou dela, pois disse que todos a trataram com amor enquanto estava internada.

“Tem uma meninada lá que trabalha com amor. Eu falava: ‘é isso mesmo queridos, a gente tá aqui doente e tem gente que tá sofrendo. Quando existe amor assim, parece que a gente sara mais depressa’.”

QUANDO VOLTAR PARA CASA

Leia Também:  Defensivos falsos podem estar em W. Braz há mais de dois anos

Recuperada, Vitalina contou que espera poder voltar para a fazenda dela para trabalhar. Ela explicou que morar em meio à natureza a ajuda a ter uma boa saúde.

Sempre ativa e há 60 anos vivendo na mesma fazenda, ela disse que gosta de cuidar de tudo, desde plantar flores até limpar o quintal.

“A primeira coisa que vou fazer, quando eu chegar em casa, é criar dos meus animais, os porcos e as galinhas.”

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020