conecte-se conosco

unopar

Notícias

Vereadores mirins são empossados e mostram que cidadania não tem idade

Publicados

em

O exercício da cidadania não tem lugar, idade ou classe social. Formar cidadãos éticos é um trabalho que inicia dentro de casa e se alastra para as salas de aula, atribuindo a toda sociedade o papel de cultivar o sentimento de civilidade nos alunos.

Esse é um dos pilares fundamentais do projeto Câmara Mirim e Câmara Jovem, vigente em Wenceslau Braz e Arapoti, cujo objetivo é despertar no jovem a consciência da cidadania com o seu meio social e sua comunidade.

Em W. Braz, o programa consiste em nomear, com base no rendimento escolar, nove representantes das classes do 8º e 9º ano, com idade entre 13 e 15 anos, de sete colégios do município, incluindo públicos e particulares.

O projeto é do vereador Luiz Alberto Antônio, o Beto do Esporte (PSDB) e foi apresentado em 2017, quando as escolas fizeram a seleção dos melhores alunos de cada classe. A primeira edição, lançada nesta terça-feira (13), deixou os alunos ansiosos, contudo ao subirem na tribuna para fazerem seu primeiro pronunciamento, deram um show de civilidade, demonstrando que já estão cientes de seus papéis como novos vereadores.

“Além de um incentivo para continuarem tendo bom desempenho na escola, sendo esse um dos critérios pelo qual foram escolhidos, os alunos aprenderão na prática as atribuições de um vereador comparecendo à, pelo menos, uma sessão ordinária por mês, para acompanhar os trabalhos do Legislativo”, explica o presidente da Câmara, Beto do Esporte.

Os mandatos tem duração de um ano, sem possibilidade de recondução.

Para a ocupação dos cargos foram eleitos Flávia Ayumi Miyamoto Ribeiro e Ana Luísa Romano Pena do Colégio Miguel Nassif; Leonardo Oliveira Silva do Colégio Estadual Do Campo Patrimônio São Miguel; Lorayne Vilas Boas do Colégio Estadual Do Campo KM-10; Kauan Henrique Da Silva do Colégio Ari Barroso; Eloize Maria Ribeiro De Oliveira do Colégio Dom Bosco; Miguel Lopes De Morais Pironatto do Colégio São Tomaz de Aquino; Patrícia Suemi Myamoto Ribeiro e Kaiki Rodacki do Colégio Milton Benner.

Leia Também:  Ministério Público nega pedido de fechamento do comércio e indústrias em Siqueira Campos

Em um dos discursos, o aluno Leonardo Oliveira, “vereador” do Patrimônio São Miguel, emocionou a todos dizendo que estava honrado em representar seu bairro na Câmara. “Espero através dessa função que me foi confiada, trazer questões do meu bairro para dentro desta Casa de Leis, sei que posso fazer muito pela minha comunidade, esse é meu objetivo”, discursou.

 

De autoria do presidente da Câmara, Lelo Ulrich (PSD), o projeto Câmara Jovem já está em sua segunda edição no município, sendo sua realização, motivo de anseios entre os alunos no início do ano letivo.

Diferente do projeto em W. Braz, em Arapoti a escolha dos alunos acontece através de eleição, realizada pela própria escola participante. Os candidatos podem ser alunos do 9º ao 3º ano do Ensino Médio, e quem vota são alunos do 8º ao 3º ano. Seguindo o protocolo de uma eleição formal, os mais votados tomam posse e passam a ser jovens vereadores por um ano.

A eleição foi realizada em novembro de 2017, e os nove representantes tomaram posse na tarde da última quarta-feira (14).

O mandato 2018 será composto pelos alunos João Henrique Vieira Rosa, do Colégio Mega Positivo, Presidente; Stella Beatriz da Silva Ferreira, do Colégio Mega Positivo, Vice-Presidente; Otávio dos Santos Izidoro, do Colégio Rui Barbosa, 1º Secretário; e Giovanna Men Kluppel, do Colégio Colônia Holandesa, 2ª Secretária. Os demais Jovens Vereadores são: Ana Laura de Oliveira, do Colégio Carmelina Ferreira Pedroso; Ariádine Mendes de Camargo, do Colégio Rui Barbosa; Carlos Henrique Bispo, do Colégio Cel. Costa Neto; Hyasmin de Oliveira Buniowski, do Colégio Sespp; e Victória Caroline Carvalho de Mello, do Colégio Cerrado das Cinzas.

Leia Também:  Fiscal de Wenceslau Braz denuncia vista grossa de diretor da Vigilância Sanitária no controle do comércio

O presidente da Casa e idealizador do projeto salientou o objetivo do programa. “Durante o ano, os Jovens Vereadores participarão conhecendo de perto as políticas públicas desenvolvidas no âmbito do município, principalmente, as que interessam diretamente aos jovens cidadãos arapotienses”, explica Lelo Ulrich.

“Cada jovem vereador tem um vereador padrinho, que o auxiliará em todo o processo. Também na semana que vem, a Câmara, através de seu corpo técnico, realizará um curso aos estudantes para entenderem um pouco melhor como funciona o Legislativo, o trâmite de projetos e as competências de cada Poder. Será uma oportunidade única de aprendizado para estes jovens eleitos”, finalizou.

 

 

Em contato com algumas câmaras da região, fica evidente que o projeto ocorre de maneira efetiva apenas em alguns municípios da região. A maioria dos municípios alegaram que já tiveram o projeto, mas que atualmente não está mais em vigência, ou que ainda estão em fase de resolução.

Em Quatiguá e Pinhalão, as Câmaras já estão colocando o projeto nominado “Parlamento Jovem” em prática, e preveem uma parceria com o a Justiça Eleitoral, para que, entre outras ferramentas, possam ter acesso à urnas eletrônicas e dar aos alunos uma experiência mais real do que significa uma eleição.

 

*VEJA TODAS AS FOTOS DOS JOVENS VEREADORES DE W. BRAZ E ARAPOTI DESLIZANDO PARA O LADO*
COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Notícias

Mulher vai parar no hospital após ser agredida pelo marido

Publicados

em

Foto: Ilustrativa - Reprodução/Internet

Uma mulher ficou ferida e foi parar no hospital após ser vítima de violência doméstica. A situação foi registrada na noite desta quarta-feira (3) em Andirá.

De acordo com informações da Polícia Militar, a equipe foi acionada por volta das 22h30 após uma mulher dar entrada no Pronto Socorro municipal com ferimentos. Diante da informação, os policiais foram ao local para prestar atendimento a ocorrência.

No hospital a vítima relatou que seu marilho havia lhe agredido com socos e também havia batido em sua filha de oito anos que é enteada do agressor.

Frente aos fatos, a vítima foi orientada quanto a situação e foram tomadas as providências cabíveis ao caso.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mulher vai parar no hospital após ser agredida pelo marido
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020