conecte-se conosco


Opinião

CAMPOS GERAIS: Evonik inaugura fábrica em Castro

Publicados

em

CAMPOS-GERAIS
A indústria química alemã Evonik inaugurou sua fábrica em Castro, nos Campos Gerais, nesta terça-feira (19). O empreendimento, que é apoiado pelo governo do Estado, por meio do programa de incentivos fiscais Paraná Competitivo, atua na produção biotecnológica do aminoácido Biolys, insumo destinado ao mercado de nutrição animal.
A Evonik é parceira da Cargill, também instalada na região com apoio do Estado. A Cargill fornece o amido de milho, matéria-prima para Evonik transformar em aminoácido para alimentação animal.
A Evonik criou 100 empregos diretos. A empresa investiu 100 milhões de Euros (cerca de R$ 360 milhões) em sua unidade de Castro. A previsão é produzir 80 mil toneladas por ano do insumo. A empresa está em produção desde dezembro e já exporta para mercados da América do Sul. O plano é exportar, também, para outros países.
O vice-presidente da Evonik na América Latina, Martin Toscano, disse que o Paraná é estratégico para a empresa pela abundância da matéria-prima para a produção de biolys. “Além disso, temos no Paraná grandes clientes e parceiros e estamos muito próximo do Porto do Paranaguá, o que permite a exportação do nosso produto”, afirmou Toscano. “Também o apoio Governo do Estado, que tem sido muito comprometido desde que tomamos a decisão da instalação da fábrica, facilitando o nosso caminho, cooperando e desenvolvendo junto esse projeto”, afirmou.
 
LITORAL
 
Praia de Leste recebe projeto-piloto de tratamento da água do mar
A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) transportou nesta terça-feira (19) um sistema de tratamento avançado de água, desde sua base de pesquisa, em Curitiba, até a Estação de Tratamento de Água de Praia de Leste, na cidade de Pontal do Paraná, no Litoral. O sistema é estudado desde 2013 pelos profissionais Sanepar e conta com apoio de pesquisadores da University of North Texas, University College London e da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).
Parte do projeto é custeada pela secretaria do estado americano, depois de ter concorrido com mais de 300 outros projetos ligados à implantação e monitoramento de sistemas sustentáveis de dessalinização em escala piloto.
Os equipamentos utilizam as tecnologias de osmose reversa e ultravioleta. Para facilitar seu transporte e acomodação nas plantas da Sanepar, eles foram montados em um container e em um skid, que é uma base móvel. No Litoral, além dos testes de dessalinização da água do mar, os equipamentos também serão usados para pesquisas de tratamento em água com carga orgânica alta, mas podem servir para uso na remoção de sais dissolvidos, na remoção de metais em água de poços, na redução de flúor e na produção de água industrial, que reutiliza a água de efluentes. Em Praia de Leste, o material ficará por seis meses em testes, que iniciarão em agosto.
O diretor de Meio Ambiente da Sanepar, Glauco Requião, explica que a intenção da Sanepar é desenvolver as melhores soluções possíveis para o sistema de tratamento de água. “Isso faz parte da preocupação constante da Sanepar de garantir as melhores condições para a prestação de seus serviços. Esse sistema piloto dá suporte para técnicas avançadas de tratamento da água e para o polimento secundário de efluentes, que poderá ser aplicado no futuro. Os testes podem nos dar respostas importantes para avaliarmos e medirmos muitas variáveis”, afirma.
Os pesquisadores da Sanepar, Ronald Gervasoni, Mariana Espíndola de Souza e Ana Claudia Brueckheimer, responsáveis pelo projeto, explicam que no Litoral será utilizada energia de fontes eólica e solar. “Um dos maiores gastos operacionais de um sistema com membranas está na energia elétrica. Queremos verificar se com o uso dessas outras fontes o sistema se torna mais sustentável e econômico”, diz Gervasoni.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Tudo que vivi me preparou para você

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Opinião

NOTÍCIAS FALSAS NÃO

Publicados

em

Caros leitores, a Folha Extra, sempre pautada pela veracidade da notícia, não publica matérias com insuficiência de dados, muito menos de fontes não confiáveis.

As reportagens relacionadas ao novo Coronavírus, estão interligadas com a Sesa – Secretaria de Estado da Saúde, órgão do governo do Paraná competente nestas ações.

Portanto, as atualizações dos casos no Estado e na região, são absorvidas dos boletins oficiais divulgados diariamente através do portal http://www.saude.pr.gov.br/, onde todos também podem ter acesso.

A Folha Extra respeita o momento e mais do que nunca procura trazer noticias sólidas e confiáveis aos seus leitores. Tudo que o público não quer e não merece é ler notícias falsas que alarmem, constranjam e desanimem o que já está em desarmonia.

Folha Extra, você pode e deve confiar.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  O futuro da Medicina Reprodutiva
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020