conecte-se conosco


MODERNIZAÇÃO

Governo anuncia investimentos em infraestrutura e obras na PR-092 devem começar no ano que vem

Publicados

em

Foto: Divulgação AEN.

Região também deve ser contemplada com programa de recuperação e melhorias de estradas rurais para escoamento da safra

 

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta quarta-feira (16) um programa de obras de infraestrutura que soma R$ 4 bilhões. Os projetos envolvem melhorias e modernização de rodovias, estradas rurais em todas as regiões do Paraná, além de um grande investimento no Litoral do Estado e na segurança pública. Dentre as rodovias citadas pelo governador, está a PR-092 no Norte Pioneiro.

Segundo Ratinho Junior, parte dos novos projetos foi viabilizada com o financiamento de R$ 1,6 bilhão, recentemente captado pelo Governo do Estado junto ao Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal. Chamado Paraná em Obras, o programa conta também com valores do Tesouro do Estado, acordos de leniência e parcerias com a Itaipu, além de ações estratégicas com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“Assumimos o compromisso de planejar o Estado e fazer do Paraná uma central logística da América do Sul. É um planejamento a médio e longo prazos que demanda muito investimento público e privado”, disse o governador.

Os detalhes de cada ação foram apresentados pelo governador em uma coletiva de Imprensa no Palácio Iguaçu. Ratinho Junior ressaltou que as obras estão prontas para serem licitadas e a expectativa da gestão é que comecem até o início do ano que vem. Ele ressaltou que o conjunto de ações é resultado de um amplo planejamento iniciado em 2019 e da criação do Banco de Projetos.

Leia Também:  Governo sanciona concessão de Título de Utilidade Pública à Associação de Pesquisa e Conservação de Animais Silvestres

“Assumimos o compromisso de planejar o Estado e fazer do Paraná uma central logística da América do Sul. É um planejamento a médio e longo prazos que demanda muito investimento público e privado”, disse. “Estamos fazendo a nossa parte em cima deste planejamento, para que as obras saiam do papel no menor tempo possível”, explicou Ratinho Junior. “Um estado ou o país só se desenvolvem com uma infraestrutura robusta”, ressaltou o governador.

O governador destacou que o Paraná precisava de um grande investimento para modernizar a infraestrutura. “Temos rodovias das décadas de 1970 e 1980 que estão sendo usadas hoje, são de uma época em que o tráfego e mesmo o tamanho dos caminhões eram muito menores”, salientou. “Muitas rodovias do Paraná se tornaram perigosas, porque não houve um aumento na capacidade de carga ou uma preocupação com a segurança”.

 

Obras

Os investimentos serão realizados em várias regiões do estado, inclusive, na rodovia PR-092 que corta o Norte Pioneiro e é um importante ramal de ligação com o estado de São Paulo e Mato Grosso ao porto de Paranaguá para o escoamento das safras.

Leia Também:  Proposta que autoriza o funcionamento de até 200 Colégios Militares no Paraná avança na CCJ

O programa inclui a ampliação da capacidade de três movimentadas rodovias que não estão incluídas nos programas de concessão do Estado, melhorando a trafegabilidade e a segurança das estradas. Serão construídos 560 quilômetros de terceiras faixas na PR-280, que corta todo o Sudoeste; na PR-323, entre Maringá e Umuarama, no Noroeste; e a PR-092 no Norte Pioneiro.

 

ESTRADAS RURAIS

Outro projeto logístico prioritário é nas estradas rurais, que escoam a forte produção agrícola do Paraná. No planejamento do Governo do Estado, consta a pavimentação de 4.163 quilômetros dessas vias, atendendo 2.392 comunidades e 73.165 famílias de 367 municípios do Paraná.

A primeira fase deste projeto será custeada por este financiamento, com a destinação de R$ 126 milhões para pavimentar 400 quilômetros de estradas rurais em todo o Paraná. Os trechos ainda não foram definidos, mas contemplam todas as 23 Regionais da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

 

Via: AEN.

COMENTE ABAIXO:

Política Estadual

Regulamentação de testes de covid-19 em farmácias é sancionada

Publicados

em

Foto. Divulgação ALEP.

Projeto foi apresentado na Assembleia Legislativa do Paraná pelo deputado Michele Caputo (PSDB) e aprovada pelos deputados

 

Já está em vigor a lei 20.347/2020 que regulamenta a oferta de testes rápidos de covid-19 em farmácias do Paraná. O projeto foi apresentado na Assembleia Legislativa do Paraná pelo deputado Michele Caputo (PSDB), aprovada pelos deputados e, agora, sancionada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Conforme a lei, os exames deverão ser realizados preferencialmente na modalidade drive-thru, em área externa das farmácias, garantindo a segurança dos demais usuários.

Além disso, devem ser seguidas as recomendações da Anvisa sobre o papel do farmacêutico na execução dos testes. A oferta do serviço não deve prejudicar a rotina de assistência farmacêutica, com presença permanente de farmacêuticos no balcão da farmácia, na dispensação de medicamentos.

“Os testes rápidos em farmácia facilitaram o acesso das pessoas aos exames de sorologia, que identificam anticorpos da doença. Contudo, é preciso regramento para que a população não fique exposta ao vírus e tenha a clareza para que serve este tipo de teste”, explicou Caputo.

Leia Também:  Deputado Luiz Fernando Guerra comemora anúncio de obras na PR-280

Importante – A Secretaria Estadual da Saúde destacou a importância de medidas para “diminuir a probabilidade de contágio em ambientes fechados”.  A iniciativa inova ao ressaltar a necessidade de que os resultados dos testes sejam interpretados por profissionais de saúde capacitados, não deixando dúvidas aos pacientes.

Diferente dos exames RT-PCR, que detectam a doença na fase aguda, os testes rápidos são indicados para no mínimo sete dias após o início dos sintomas. É utilizado apenas uma gota de sangue coletada do dedo do indivíduo. O resultado sai, em média, em 15 a 30 minutos.

No início da pandemia, esse teste estava restrito principalmente aos profissionais de saúde, segurança e que estavam na linha de frente do combate ao coronavírus. Ele era recomendado para identificar se alguém já teve contato com o vírus. “Agora com a oferta em farmácias, ele acabou ficando à disposição de toda a população e por isso precisamos ter muito cuidado com a interpretação dos resultados”, comenta o deputado.

Em caso de resultado positivo, o farmacêutico prestará todas as informações necessárias para que o paciente busque atendimento médico e fique em isolamento social.

Leia Também:  Banda de Música da PM recebe Menção Honrosa da Assembléia Legislativa do Paraná

 

VIA: ALEP.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020