conecte-se conosco

unopar

POLÍTICA NACIONAL

PDT pede que Bolsonaro seja obrigado a entrar em quarentena

Publicados

em


source
Presidente Jair Bolsonaro coronavíris arrow-options
Reprodução / Facebook

Presidente Jair Bolsonaro em crise de coronavíris

O PDT protocolou nesta segunda-feira (16) na Justiça uma medida cautelar de urgência contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que o obriga a ficar de quarentena. A ação acusa Bolsonaro de ter colocado em risco a saúde dos cidadãos após ele ter violado orientações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS) para evitar a propagação do novo coronavírus.

Leia também: Em vídeo, médico diz que coronavírus não é letal porque “Deus não quis”

No último domingo (15), Bolsonaro encostou em manifestantes que participavam de um ato pró-governo. Na sexta-feira (13), o Ministério da Saúde havia recomendado que todos os eventos que envolvessem aglomerações, como protestos, fossem cancelados ou adiados para evitar transmissões de coronavírus . O próprio presidente havia solicitado, na sexta, que as pessoas não fosse às ruas. Mas ele não seguiu suas orientações, foi até o ato e cumprimentou e manuseou os celulares de manifestantes.

Leia Também:  Após reclamação do governo, Silvio Santos cancela edição do jornal do SBT

O PDT solicita que Bolsonaro seja obrigado a ficar de quarentena e seja proibido de entrar em contato ou incentivar manifestações, até que a crise na saúde pública causada pelo coronavírus se normalize.

“[Bolsonaro] tem dever de zelar pela saúde pública, pela redução dos danos da pandemia que já apresenta quadro de epidemia no Brasil. Não se trata do cuidado com a sua saúde individual, mas com a responsabilidade compartilhada de estar inserido em uma comunidade”, afirmou o documento do PDT entregue à Justiça.

Leia também: Bolsonaro chama pandemia de “histeria” e critica medidas de isolamento

O partido afirma que Bolsonaro conseguiria realizar normalmente suas funções como presidente em isolamento. “Sublinhe-se que a comunicação do presidente da República com os cidadãos também não restará prejudicada, vez que o senhor Jair Messias Bolsonaro é adepto do expediente de realização de lives e divulgação de posicionamentos presidenciais por meio de vídeos a serem lançados nas redes sociais”, afirma o documento.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Nacional

Após reclamação do governo, Silvio Santos cancela edição do jornal do SBT

As informações são da Coluna de Maurício Stycer, do Portal UOL

Publicados

em

Nos bastidores do SBT, a notícia de que Silvio Santos mandou exibir uma reprise do programa “Triturando” no horário do “SBT Brasil” neste sábado (23) deixou o departamento de jornalismo em choque.

A coluna ouviu de quatro funcionários da emissora que a decisão teve motivação política. Procurado, o SBT não se pronunciou. As informações são da Coluna de Maurício Stycer, do Portal UOL.

Silvio Santos ouviu reclamações de que a edição de sexta-feira do “SBT Brasil” desagradou ao governo. O tema principal do telejornal, como não poderia deixar de ser, foi a divulgação do vídeo da reunião ministerial ocorrida em 22 de abril.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Decreto de estado de sítio não está no radar, diz Bolsonaro
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020