conecte-se conosco


POLÍTICA REGIONAL

Vereadores fazem denúncia ao MP contra a Sanepar

Publicados

em

site

A câmara de vereadores de Wenceslau Braz irá protocolar junto ao Ministério Público uma denúncia contra os serviços da Sanepar realizados na cidade, que no documento estão classificados como ineficientes e caóticos. O assunto foi a principal tema da sessão desta terça-feira (11).

Além disso, os vereadores brazenses também pedirão junto à prefeitura a formação de um conselho de usuários da companhia de abastecimento e saneamento básico para que haja maior fiscalização e cobrança junto à empresa – conselho esse que é previsto em contrato.

E o próprio contrato também é outro ponto que motivou a denúncia, já que a Sanepar não estaria o cumprindo, deixando o município sem a instalação da rede de esgoto prevista no acordo entre as partes.


Desta forma, os constantes problemas com o abastecimento (como a série de desabastecimentos que começou em dezembro e tem revoltado os moradores locais e o recente caso do fornecimento de água suja) somam-se a esse problema e, consequentemente, na visão dos vereadores, exigem uma intervenção do Ministério Público.

Leia Também:  Vereadores aprovam Lei para transparência dos atos da Covid-19 em Jacarezinho

“É uma situação que tem revoltado os moradores da nossa cidade e que não pode mais acontecer, então estamos pedindo ao Ministério Público que tome atitudes, e se for o caso que aplique multa diária da Sanepar por descumprimento do contrato”, justifica o presidente da câmara, vereador Ademar Gardenal (PSD).

O vereador Roberto Rodacki (PRP) também discursou em tom crítico. “A justificativa da Sanepar é sempre que o número de residências aumenta, então agora a prefeitura precisa pedir autorização da Sanepar para abrir um novo conjunto habitacional? A Sanepar parece que está parada no tempo”, ironiza.

Para Luiz Alberto Antônio, o Beto do Esporte, a situação tem o agravante da empresa ter ciência dos problemas e não tomar providências para solucioná-los. “Já tivemos reuniões com o pessoal da Sanepar e eles vêm nos enrolando há anos. Agora eu pergunto: a Sanepar vai ressarcir os munícipes pela limpeza das caixas d’água?”.

Por LUCAS ALEIXO

COMENTE ABAIXO:

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Política

Comunidade pode encaminhar propostas para Lei de Diretrizes Orçamentárias em Arapoti

Publicados

em

Foto: Reprodução/Internet

Câmara vai discutir o assunto em audiência público que acontece online as 15h do próximo dia 30

 

Visando promover cada vez mais transparência em suas ações e a inclusão da comunidade nas decisões sobre o futuro do município, a Câmara Municipal de Arapoti divulgou esta semana o convite para que cidadãos, conselhos, associações e demais entidades da sociedade civil participem enviando propostas para a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021.

De acordo com a assessoria da Casa de Leis, as propostas podem ser encaminhadas pelo e-mail [email protected]. Assim, todo material que for recebido será apresentado a comunidade através de audiência pública online que será realizada na quinta-feira (30) às 15h e poderá ser acompanhada através do canal da Câmara no Youtube. Dúvidas e mais informações podem ser tratadas através do telefone (43) 3557-1500 ou do Whatsapp (42) 99914-8667.

 

Sobre a LDO


A Lei de Diretrizes Orçamentárias tem como objetivo levantar necessidades para orientar a elaboração dos orçamentos fiscais visando planejar os investimentos do Poder Público e da seguridade social. A partir daí, tem-se uma base para a criação da Lei Orçamentária Anual (LOA) constando os objetivos e metas estabelecidos no Plano Plurianual compreendendo as prioridades da administração pública para o município no próximo ano.

Leia Também:  Projeto de redução no número de vereadores em Jaguariaíva é recusado na Câmara

 

Fonte: Assessoria CM Arapoti.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020