conecte-se conosco


Política

População vai a câmara de vereadores pedir mais segurança na Vila Guarani

Publicados

em

Cansados de conviver em meio a violência e o tráfico de drogas, moradores da Vila Guarani, no município de Pinhalão, procuraram a Câmara de Vereadores para pedir por mais segurança no bairro. Com isso, a sessão do dia 18 de novembro foi marcada pelo debate de melhorias na segurança pública do município.

O vereador Luiz Eduardo Vanzelli falou à Folha Extra sobre o assunto. “Na manhã da segunda-feira fomos informados que moradores da Vila Guarani participariam da sessão para fazer reivindicações sobre a Segurança Pública no bairro. Como parlamentares, recebemos a população onde as pessoas relataram que estão se sentindo ameaçadas com os casos de furtos, roubos, violência e tráfico de drogas que ocorrem no bairro”, disse.

Ayslan Macedo, presidente do Conselho Municipal de Segurança Pública (Conseg) de Pinhalão, também comentou o caso. “Os moradores relataram que vem ocorrendo vários delitos como furtos, agressões e tráfico de drogas na Vila Guarani. Isso vem causando insatisfação e inseguranças nas pessoas que residem lá. Diante dessa situação, eles vieram até a Câmara buscar por ajuda e solução para estes problemas”, explicou.

Além dos vereadores, do presidente do conselho e da população, também estiveram presentes na sessão membros do Conseg, como o Sargento Nogueira que falou sobre Segurança Pública, e o representante da prefeitura que apresentou um áudio do prefeito falando sobre o tema, já que o mesmo não pode participar na ocasião.

“A população quer uma resposta para o problema e nós vereadores ressaltamos a nossa parceria com os órgãos competentes para resolver essa situação. Eu, a vereadora Franciele e o Ayslan estivemos em Curitiba e nos reunimos com o Coronel responsável pelos Conselhos de Segurança Pública do Paraná buscando saber mais sobre as políticas e ações que o Conseg pode estar realizando em Pinhalão e, em especial na Vila Guarani, para proporcionar mais segurança para nossa população”, disse o presidente da casa, vereador Luiz Eduardo Vanzelli.

Leia Também:  Repasse da Assembleia Legislativa às universidades atenderá 6 mil estudantes

O presidente do Conseg informou que o conselho vai buscar junto as autoridades soluções para questões levantadas pela população. “Vamos encaminhar ofícios com pedidos de respostas para as demandas que foram levantadas pelos moradores e vamos buscar por um trabalho conjunto entre Polícia Militar, Ministério Público, Juízo da Comarca e prefeitura uma solução para combater a violência e o crime em Pinhalão”, disse.

Ayslan ainda aproveitou a oportunidade para fazer um apelo a comunidade. “O Conselho de Segurança é um representante legítimo da comunidade nos assuntos inerentes a Segurança Pública. Por isso, pedimos que a população indique representantes para participar das reuniões do Conseg para apresentar as demandas dos bairros e propor soluções. Assim, unidos vamos buscar por mais segurança em nosso município”, comentou.

O presidente da casa ainda reforçou o compromisso dos parlamentares em busca de uma solução. “Como vereadores, vamos cobrar do Poder Público, da prefeitura e do comando da Polícia que tomem as medidas possíveis e preventivas para melhoria da Segurança Pública em Pinhalão. Ressalto ainda que a Câmara é parceira nesse trabalho e vamos fazer o possível para que as coisas melhorem”, finalizou.

Leia Também:  Frente parlamentar defende implantação imediata do aplicativo Salve Maria
COMENTE ABAIXO:

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Política

Estado amplia as ações contra crimes tributários, tráfico e contrabando

Publicados

em

Foto: DIvulgação AEN

O Paraná vai ampliar as ações integradas de combate a crimes tributários e outros, em especial o contrabando, o descaminho, a pirataria e demais atos ilícitos ao patrimônio e o tráfico de drogas. Com esse fim, a Secretaria da Segurança Pública assinou nesta quinta-feira (13) um Acordo de Cooperação Técnica, Científica e Operacional com a Receita Federal no Estado. O governador Carlos Massa Ratinho Junior acompanhou o encontro e referendou a parceria.

“Buscamos sempre a integração, seja com outras instituições, seja com municípios ou demais poderes, porque segurança não se faz sozinha. É preciso união por um mesmo objetivo, que é o de diminuir o crime organizado e, neste caso, o contrabando e o descaminho, principalmente”, destacou o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

A partir da assinatura do termo, durante pelo menos cinco anos a Sesp e a Receita Federal passam a poder acessar os sistemas de videomonitoramento das instituições (License Plat Recognition – LPR, da secretaria, e Sistema de Vigilância Aduaneira – Sivana, da Receita Federal).

“As imagens de câmeras de monitoramento são muito importantes para nós porque colaboram, e muito, no trabalho das polícias Militar e Civil. Por meio deste acordo teremos, por exemplo, informações sobre veículos que passaram pelos pontos de verificação da Receita Federal”, explicou o secretário Marinho.

A ideia, segundo ele, é ampliar as ações integradas para combater o tráfico de drogas, o contrabando e o descaminho no Porto de Paranaguá, e outras regiões estratégicas.

Leia Também:  Prefeitura de Arapoti apresenta prestação de contas do primeiro semestre de 2020

Pelo acordo, as instituições ainda se comprometem a compartilhar informações de interesse mútuo no que diz respeito à redução da criminalidade no Paraná. Com isso, o termo prevê maior celeridade e melhor coordenação e integração dos serviços prestados tanto por parte da secretaria quanto pela Receita Federal.

 

Via: AEN.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020